quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Carta para um grande amor em despedida

Imagem by Freepik

Oi, meu amor. Há dias as palavras dançam entre minha cabeça e meu coração e hoje, véspera de final de ano, cheguei à conclusão de que não posso esperar mais. Precisei escrever esta carta. Escrevo porque, com você, fico meio confusa, meio sem ar, meio boba, e as palavras talvez não saiam como devem.
Sabe, fico tentando entender o jeito como eu te amo. Amo tanto que não quero vê-lo sofrer nunca, por ninguém nem por nada. Na verdade, eu queria mesmo é poder protegê-lo da dor, sabe, queria que sua vida fosse só alegrias, diversão, viagens, música, filmes, internet, um bom carro...Não quero vê-lo frustrado nem doente. Queria ter o poder de dar tudo o que você quer só pra ver aquele sorriso que eu adoro, que só de lembrar me faz sorrir também. Queria ter uma pedra filosofal para dar de presente à você,  para que as pessoas que você ama não morressem, só pra não imaginar como isso te deixaria arrasado. Queria também saber o que deseja sem que precisasse pedir só pra fazer o que você quer, do jeito certo, na hora certa. Queria satisfazer suas vontades de corpo, alma e coração, e envolvê-lo com tanto calor e paixão a ponto de se sentir saciado e completo.
O amor que sinto por você também me faz melhor. Por ele eu quero me cuidar, quero tomar vitaminas de frutas e fazer exercícios só pra estar bem quando você puder me ver. Não quero guardar mágoas de ninguém porque quero meu coração puro só pra entregá-lo nas suas mãos quando quiser buscá-lo. Quero amar e ajudar aos outros porque sei que preza bons sentimentos. Quero ser grande pra acolher as pessoas que são importantes pra você.
Tanto amor, sem dúvida assusta. Não raras vezes  penso em sumir da sua vida, desaparecer sem deixar rastros...Medo de estar atrapalhando, medo de não ser amada, medo que o meu amor não seja o suficiente, medo de decepcionar, medo de pensar que desistiu e prefere uma vida confortável a uma vida feliz, medo de acreditar que está tudo bem e descobrir sozinha que não está. Os medos vem como um bicho-papão no quarto escuro de uma ciança. Mas como sou uma criança valente e apaixonada, converso comigo mesma e não preciso argumentar muito para entender  que longe não consigo ficar, não consigo imaginar como reaprender a ficar sem você de novo. Talvez seja culpa da idade, com o tempo fica mais difícil aprender a guardar os sentimentos... lanço os dados da vida confiando estar certa por escolher esperar.
Então, a minha despedida, nessa carta, não vai pra você; vai para 2011, o ano em que você me achou quando eu havia há algum tempo me perdido. Não estou onde queria estar, os sonhos e planos de estar com você até o final do ano, por alguns motivos, não se realizaram...Mas tenho o hábito de encontrar explicações pra tudo, talvez este seja o tempo necessário para que entenda o tamanho do que eu sinto, para que esteja seguro do quanto eu seria capaz para fazê-lo feliz, para que aceite que as coisas são como tem que ser e não como teriam sido, para ter certeza se um dia resolver deixar uma vida normal  por uma vida de verdade.
Meu desejo para 2012, se resume em um: que daqui a um ano eu possa escrever uma nova carta contando o quanto o ano foi maravilhoso por ter você finalmente ao meu lado e o quanto vai ser difícil  me despedir dele. Da sempre sua.


12 comentários:

  1. Nossa gostei muito desse texto,a meses nao via um texto tao bom quanto o seu.Parabens!

    ResponderExcluir
  2. Triste e lindo, Bia!

    Seu texto me tocou muito, mais do que sequer possa imaginar...
    Ando muito sensível - e não é de hoje - e uma mensagem tão sincera e limpa quanto a sua, de um amor sem interesse, REAL, de querer bem a quem se ama, é de mexer demais com meu coração...

    Um forte abraço, e viva o amor!
    Ele é uma das boas coisas ainda que vale a pena em nossas vidas!

    2012 esplendoroso a você!

    Mary:)

    ResponderExcluir
  3. Maravilha, Bia! Muito profundo!
    Valeuuuuuuu...
    Feliz 2012!
    Yesss...
    Carlos Adriano F. Santos.

    ResponderExcluir
  4. Parece que aqueles (as) que percebem e descrevem, (com qualquer pena) a matéria dos sonhos tendem a ser sozinhos, mesmo quando acompanhados.

    ResponderExcluir
  5. Forma perigosa de amar, né mana? Mas tem sentimentos que provocam tudo isso mesmo. Percebe-se que você estava inspirada até a raiz dos cabelos e tudo o que vem da alma é bonito!

    ResponderExcluir
  6. Bia Legal a temática desenvolvida em seu texto que num primeiro momento pensava eu que que era de um jeito e feliz terminas escrevendo de outro.

    Portanto sua crônica a medida vais descrevendo passo a passo cada relato seu que em fim se revela ser a Despedida de um ano velho e que você se ensaia para a entrado de um ano novo e numa vida nova e descreves um desejo profundo de viver intensamente do lado de quem você ama profundamente e com tanta intensidade e...

    Que me deixa curioso e ao mesmo tempo que chegue logo 2012 e também que lá no finalzinho eu possa estar lendo uma outra carta sua com tantas novidades de um Grande Amor vivido com todas as suas forças de querer viver bem e relates tudo de bom que ocorreu no transcorrer do ano e que você digas que sempre foi Feliz em cada Instante vivido ao lado desse amor, pois tenha certeza que esta será minha torcida e o meu sincero desejo de um Feliz 2012 em todos os momentos bem vividos, pois como já disse um certo poeta bem assim:

    "Que tudo vale apena quando a alma não é pequena" E complemento ainda dizendo que tenhas um Próspero ano Novo com o Renovo Intenso desse Amor tão lindo que nos emociona a cada palavra escrita que demonstras ter por este seu grandíssimo Amor!

    ResponderExcluir
  7. Que linda declaração de amor...! Dá para perceber, que suas palavras vinheram do profundo de sua alma...

    ResponderExcluir
  8. Um despir-se no papel, uma carta revelando tudo que possuis e desejas entregar ao outro, seus sentimentos declarados com tanta verdade, que encanta, pelo amor e pela entrega ao que sentes.
    Que em 2012 seu sonho se realize e tudo seja igualmente partilhado, Bia.

    ResponderExcluir
  9. BIA faço votos que somente o ano finde e o verdadeiro AMOR permaneça por todo O SEMPRE!
    E que no final de 2012 estejas a ESCREVER ESTE MARAVILHOSO DEPOIMENTO AMOROSO.
    QUERIDA AMIGA , desejo a VC. UM GRANDIOSO 2012! QUE NELE possas VIVER ESTE BELO E MARAVILHOSO AMOR!
    Abraço
    Alice g d maia.

    ResponderExcluir
  10. Incrível, como quando o amor é verdadeiro temos a capacidade de amar sozinhas, é a verdadeira cegueira do amor. Não importa se correspondido ou não, o que importa é que tentamos. Mergulhamos de corpo e alma no sentimento.
    Mto lindo e emocionante sua carta.
    Bjs. Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  11. Olá Bia Hain, como vai?

    Passei para desejar uma ótima semana da Pátria.
    Parabéns pelos textos. A blogosfera é carente de blogs que tenham informações relevantes, e você está contribuindo para que ela se torne cada vez mais rica em conhecimentos. Você faz a diferença!
    Obrigado por fazer parte deste universo virtual, obrigado por compartilhar um pouco do que sabe e contribuir para o aprendizado de muitos.
    Permita-me deixar o link para o blog Marquecomx, obrigado:

    http://www.marquecomx.com.br/

    Abraços, fiquemos na Paz de Deus e até breve.

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.

AddThis