sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Estilhaços




Com tantos estilhaços espalhados pelo chão, por mais que se ande com cuidado na ponta dos pés, acaba-se por pisar em algum dos minúsculos pedacinhos, causando ainda mais dor. É prudente ficar parada, onde está, até que tudo esteja limpo e arrumado novamente. Até que a febre da alma tenha sido curada.
Bia Hain


Imagem by www.compondonojardim.blogspot.com

17 comentários:

  1. Boa descoberta Bia,

    ficar parado até que os estilhaços não ofereçam mais riscos, o tempo ser incumbe de limpar o chão.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Devemos tomar cuidado é com os estilhaços que voam direto aos corações deixando-os feridos e magoados por muito tempo.

    ResponderExcluir
  3. Oi Bia, tudo bem?
    Se há estilhaços pelo chão, quem e porque atirou a primeira pedra?
    Quem terá a humildade de consertar o que foi quebrado? Alguém terá que arrumar, só assim, e com certo tempo a febre da alma será curada.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. O problema é que nem sempre a gente pode permanecer parada...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. É o mais certo, deixar que tudo se acalme, que tudo volte para o seu lugar, que a passagem esteja limpa para continuar, mas o ser humano insiste em querer se machucar !

    Abraços Bia

    uma ótima e maravilhosa noite

    Roger

    ResponderExcluir
  6. Os minuciosos estilhaços não vistos a olho nu causam mais danos do que os visíveis, pois penetram na alma, e apenas ficam sem sangrar, é a pior dor, aquela que não conseguimos identificar o que nos fere.....eis os cuidados....grande mistério Bia

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Prefiro saltá-los, antes de limpá-los. Bjos.

    ResponderExcluir
  8. Muito sábia esta crônica.
    Enquanto tiver um estilhaço podemos nos machucar.
    Após um problema devemos permitir a limpeza absoluta do nosso coração, da nossa alma para depois seguirmos nosso caminho. É uma parada que se faz necessário para uma reflexão sobre o que ainda pode nos machucar

    ResponderExcluir
  9. Ótima reflexão, Bia!
    Pois no momento que o estilhaço ocorre, se não tivermos cuidado ao andar, nos machucamos mesmo, em contrapartida, se dermos uma pausa para limparmos no futuro, tudo fica mais calmo, isso é o que eu chamo de "tempo para pensar"!
    Abracinhos e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  10. Depois de todo estilhaço,
    O coração pede e clama
    Abraço.

    Sigo-te.

    ResponderExcluir
  11. ai ai, alma ferida...
    nada mais paraliza do que o medo, melhor vencê-lo, ou pelo menos esperar o tempo, supremo senhor das curas da alma...
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Lindo, acho que minha alma anda ferida devido alguns estilhaços deixados por outros...Beijão e bom sábado! // www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  13. Concordo! Durante a tempestade o melhor é se abrigar... e esperar a bonanza, do tempo, e da alma!Obrigada pelo teu carinho lá no blog! Ótimo sábado! Tem post novo! Vem! Espero você(s)! Grande bjo!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    http://www.dihitt.com.br/elaineaverbuch
    http://twitter.com/@elaineaverbuch

    ResponderExcluir
  14. Depois dos estilhaços, muita calma até para pegar um por um deles... CALMA é o melhor!beijos,chica

    ResponderExcluir
  15. às vezes é preciso pausas, e aquietar para td fluir melhor. abçs!:)

    ResponderExcluir
  16. Adorei o texto, Bia, só o tempo cura.
    Ah, eu tb tinha "preconceito" com algumas cores, mas depois que vc experimenta, quem sabe ;)
    Bjos!
    amonailart.blogspot.com

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.