domingo, 26 de fevereiro de 2012

Visita a um bar

Imagem daqui

Ela olhou no relógio e decidiu que não dava mais para esperar. Teria que fazer uma visita ao bar. Tomou um banho, colocou um vestido tubinho verde-garrafa, um cinto estreito marcando a cintura e um sapato de salto não muito alto preto clássico. Argolas douradas para combinar com o verde, pulseira de berloques da mesma cor, cabelos soltos, delineador preto para destacar os olhos claros e um batom em tom neutro. Conferiu o resultado no espelho, pegou sua pequena bolsa de mão e foi.

Chegou ao local, um bar aos moldes de Paris, com banquetas de madeira e poltronas confortáveis, à meia-luz e um rapaz tocando baixo. Gostava do som grave e acolhedor do instrumento. Ele tocava uma música cujo refrão combinava perfeitamente com o motivo que a havia levado até ali. "Coincidências não existem",  logo pensou.
Sentou-se em uma mesa de canto. O garçom, muito bem alinhado, trouxe o cardápio bege em degradé com suave caligrafia em tons de marrom. Abriu a página de doses e procurou o que buscava: doses de gratidão, generosidade, ousadia, coragem, fé...Deteve-se. De fé sempre precisamos, mas não achava que era o que faltava no momento. Alegria, amor...não, amor nem pensar. Amor já era um vício, não podia nem bebericar.  Então encontrou um item interessante, confiança. Sim, precisava de confiança e sua dose estava escolhida. Como não achou ainda o que procurava, foi para a página de porções. Entre amizade, esperança e determinação, correu os dedos até encontrar o que estava procurando: segurança. Era disso que precisava para conseguir sair do lugar, para que parasse de patinar como um carro sobre gelo e pudesse finalmente andar para frente em busca do que tinha em mente. Percebeu ser um dos itens mais caros, consultou discretamente sua bolsa e sorriu.Com um leve e delicado gesto, chamou o garçom:
- Dose dupla de confiança e uma porção de segurança, por favor.
- Senhora, a porção serve duas pessoas. Não quer somente meia porção?
- Obrigada pela gentileza, mas minha alma pede uma porção inteira.
Feliz como uma criança, saboreou sua dose e sua porção, vez ou outa temperando com uma pitada de sal ou uma gota de catchup, sentindo  a plenitude que buscava há algum tempo tomando conta de si a cada bocado. Tinha ido ao lugar certo.
Mesmo sem ficar quase sem nenhum, pagou a conta satisfeita, elogiou o bom serviço do garçom e saiu, certa de que conseguiria por em prática planos há muito traçados. Iria em busca de ser feliz.
Da porta do estabelecimento, o dono do bar observou a linda figura se afastando com uma postura altiva e segura, enquanto balançava a cabeça de um lado para o outro. Acabava de perder mais uma cliente.

Link da música que tocava:



14 comentários:

  1. Bia, o teu texto está exuberante. O primeiro parágrafo é demasiadamente realista. Me vi no texto qdo da minha juventude. Adorei. Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Bia, comecei a ler e achei que fosse acabar numa história de um encontro casual e suas consequências... Ledo engano!
    Ótima a forma de abordar sobre sentimentos e atitudes, necessários para o equilíbrio do ser humano.
    Gostei muito!
    Aproveito para agradecer sua presença, quando do aniversário do PONTO DO POWER POINT.
    Meu carinho,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  3. ola Bia....parabéns por mais uma visão impecável de sentimentos e força de um ser humano em mover-se com suas plenas atitudes. Isso tem que ser perfeito senão agente dança^^...showwwwwww...

    aproveito para desejar um ótimo domingo pra vc!!
    abraços!

    Roger

    ResponderExcluir
  4. Surpreendente, estou feliz por seguir este blog tão bem elaborado.

    ResponderExcluir
  5. E pensar que tudo pode ser obtido dentro de nós, desde que não nos deixemos afetar por olhares ou palavras de desestímulo. Quem se sente bem consigo mesmo caminha altivamente em qualquer tipo de estrada. Belo texto. Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Oi Bia

    cheia de moral...é isso! Cabeça erguida, passo firme de quem não teme onde pisa, nem as irregularidades do piso.

    Genial seu texto!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Texto interessante e adorável de se ler :) Parabens!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Bia,
    Interessante esse bar! Pena que poucas pessoas conhecem ou descobrem o seu endereço.
    Quando se toma atitudes verdadeiras e sinceras, as respostas acabam surgindo de maneira natural.
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  9. Lindo texto, excelente postura para seguir rumo à felicidade desejada. Beijinho

    ResponderExcluir
  10. Parabéns amei o texto, pensamos que é uma coisa e foi totalmente diferente, nota 1.ooo para sua criatividade.

    ResponderExcluir
  11. Olá, vim através do Blog da Patricia que indicou como os melhores da semana, acho que ela fez uma ótima escolha, escreve muitissimo bem e com muita criatividade! muito bom! Vou seguir seu blog se quiser as minhas portas tbem estão abertas! Abraços

    ResponderExcluir
  12. Vim conhecer seu blog, gostei dos seus escritos!

    Por aqui fico!

    Saudações

    ResponderExcluir
  13. Boa noite, estou passando aqui no seu abençoado blog para parabeniza-lo por essa excelente reflexão. Que o Senhor possa estar sempre lhe usando para falar aos corações aflitos através dessas lindas mensagens. Abraço fraternal.
    Pr. Ivan Pereira.

    http://www.privan.com.br

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...