domingo, 29 de abril de 2012

Interruptores explosivos ou críticas explosivas?

Imagem by Rodrigo Denúbila - Flickr

Tomando uma xícara de capuccino com aroma de canela, fiquei pensando sobre dois acontecimentos pessoais dos últimos dias, mais especificamente envolvendo o universo entre críticas e elogios.
Sábado passado à tarde, num daqueles dias em que nada parece dar certo, resolvi trocar o interruptor da lâmpada do banheiro, que estava com defeito. Faço isso desde os 14 anos, meu pai é daqueles que sabe fazer de tudo um pouco e eu sempre o acompanhei, por curiosidade. Desliguei a chave geral, observei a ligação anterior, fiz cuidadosamente a nova ligação e pedi que ligassem de novo a chave geral. POW!!! Um estrondo, um clarão e um susto! Algo deu errado. A luz caiu, fiquei com medo de ter provocado um curto, mas era somente a chave de segurança que fica no térreo que havia caído. Deixei o interruptor lá e pedi que meu pai viesse um outro dia para arrumar. O que chateou é que eu não tive a complacência das pessoas de casa. Fui duramente criticada, sendo que só aqui troquei 12 peças entre interruptores e tomadas e em cinco anos de uso nenhuma deu problema. Então não se pode errar nessa vida? Temos que ser perfeitos? É aquilo, você faz errado, criticam, mas poucos se dispõe a fazer.
 A segunda situação foi no estágio que fiz, em gestão, em uma escola estadual. Falam muito mal da disciplina dos alunos dessa escola, mas estando lá percebi que a coisa não é bem assim. As pedagogas se mostraram muito interessadas em acompanhar os alunos e desenvolver meios de recuperá-los. A diretora ganhou minha admiração por sua postura tranquila, doce e firme, ao mesmo tempo. Uma pessoa aberta e sábia, que adora dividir seus conhecimentos com os outros. No último dia achei que era importante elogiar o trabalho delas como incentivo para continuarem nesse caminho. O engraçado é que me senti um pouco constrangida para elogiar, mas o fiz e não me arrependo.
Chegamos ao ponto: percebam como a sociedade é educada para criticar. Você pode fazer algo 100 vezes muito bem feito, mas se errar uma vez será marcado por seu erro. Ou há excesso de tolerância com aqueles que erram sempre ou excesso de cobrança com aqueles que sempre tentam acertar. As fofocas que alimentam o cotidiano geralmente são calcadas nos erros alheios, os sobre o que a sociedade considera um erro (separação, homossexualidade, etc). Somos comparados o tempo todo e sempre se tem que ser o melhor.
E o elogio, onde fica? O reconhecimento por um bom trabalho ou por bons sentimentos? Esta aí a resposta para meu receio em elogiar. Elogios são bons, todos gostam de recebê-los, mas como a sociedade é construída à base de críticas impiedosas  temos a impressão de que um elogio soará falso ou é inadequado. Não raro, quando recebemos um elogio, ficamos com um pouco de vergonha, como se não merecêssemos ou se fosse errado...
A crítica é importante para extrair do ser humano o melhor que tem de si. É a crítica que faz crescer. Mas o elogio é a confirmação de que se está andando no caminho certo.
Elogiar é um exercício. Passei a fazê-lo com mais frequência há alguns anos atrás, quando percebi que por vezes temos boas coisas a serem ditas e guardamos o que pode ser multiplicado e às vezes fazer toda a diferença no dia de alguém. A única ressalva que faço é que, para soar com sinceridade, tem que ser verdadeiro, um falso elogio causa a impressão de bajulação. E o faça sem vincular a algum tipo de troca, são atitudes assim que fizeram o elogio parecer uma afronta. Se gostar de algo, diga que gostou. Expresse o que a outra pessoa lhe passou de bom ou belo sem medo de parecer que está errado. E agradeça sempre os elogios recebidos com um sorriso, pessoas que proferem um elogio sem interesse aparente são pessoas especiais.
O mundo está carente de gentilezas e elogiar o que é bom faz parte do cardápio. Então o interruptor explosivo se tornará luz no dia de alguém.

 "Aprendi silêncio com os falantes, tolerância com os intolerantes, e gentileza com os rudes ; ainda, estranho, sou grato a esses professores."
Kalil Gibran

54 comentários:

  1. rsss...É incrível mesmo como parece que UMA vez que erramos era a oportunidade para os outros se encherem de razão e criticar! Pena!

    Também faço esses consertos ,mas na hora de ligar, fico de longe,tenho medo das explosões,rsrs beijos,lindo feriadão!chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chica, eu também estava com uma distância de segurança, hahaha, foi um susto...Mas apesar das críticas isso não me abalou tanto assim. Na próxima vez que for preciso, trocarei a tomada numa boa. Errar é humano. Um abraço!

      Excluir
  2. Então o interruptor explosivo se tornará luz no dia de alguém.

    Olha que bela essa frase do final do texto,adorei,
    O texto é muito bom...

    Querida que bom que vc fez o arroz carreteiro
    fiquei feliz ,se fizer a torta de abacaxi me manda
    por e-mail um pedaço kkkkkk bjuss de bom domingo e
    abraços com carinho Rita!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oi, Rita, o que mantém longe da amargura é isso, tentar enxergar poesia mesmo quando as situações não são favoráveis. Quanto à torta, bem que eu mandaria, se pudesse...hahaha. Um abraço!

      Excluir
  3. Bom dia!!
    Passando pra agradecer pela visitinha!!
    Adorei este post, Parabéns!!

    Ps: Levei seu banner para o Pense o Amanhã, e
    tenho um "simples" bannerzinho lá e ficaria honrado
    em te-lo por aqui!
    http://penseoamanha.blogspot.com/
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nilton, visitarei você em seguida, um abraço!

      Excluir
  4. Bia,

    É muito mais fácil criticar os erros dos outros do que fazer uma critica construtiva.
    Os elogios, nos dias de hoje, devem ser feitos com cuidado e sinceridade, para que não soem falsos ou bajuladores, voce o disse muito bem. Perdemos o costume de escuta-los e de faze-los.
    E o interessante é constatarmos que somos movidos por eles, tanto as criticas negativas quanto as positivas, mesmo não agindo em função delas.
    É muito bom conseguir superar o constrangimento e elogiar a quem merece. Gentileza não faz mal a ninguem.

    bjo procê.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lufe, acho que o hábito do elogio se perdeu justamente porque há inúmeras pessoas que só o fazem por interesse. Críticas construtivas são ótimos quando se tem uma certa maturidade para escutá-la e revertê-la a nosso favor. Mas há críticas destrutivas, que não acrescentam nada de bom ao outro. Essas podem e devem ser suprimidas do nosso cardápio. Um abraço, e viva a gentileza!

      Excluir
  5. Oooi!
    Vim desejar um ótimo feriado! Adorei o texto.
    Bejus

    ResponderExcluir
  6. Olá!Bom dia!
    Tudo bem?
    Bem...neste ponto sou um pouco diferente de você...NEM LIGO MUITO! Não conseguia dormir, por causa de críticas, mas, percebi que "existem pessoas treinadas para achar erros nos e dos outros"( entre aspas)
    Hoje, jamais críticas vão me abalar. Se forem construtivas me acrescentam, se forem negativas, farei uma reflexão e verei se há fundamentos para corrigir.Se!
    Quanto a elogios, não me iludem, me faz bem, emocionam,mas já passou o tempo que inflava meu ego ou soberba.
    Bom domingo!
    Beijos com carinho!
    ..ah...estou levando o seu link/ banner..ele "ficará" no href de extensão
    http://felisjunior2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felisberto, penso que suas atitudes acerca de críticas e elogios mudaram por conta da experiência e maturidade. Ligar para críticas é típico de quem é inseguro e/ou perfeccionista, confesso que penso a respeito quando escuto, mas hoje sou mais tolerante comigo mesma. É impossível passar por esse mundo sem errar. E o elogio deve ser recebido sempre com humildade, jamais com arrogância, porque nesse caso o valor se perde. Um abraço!

      Excluir
  7. Nossa, esse texto expressa muito o que sinto. Sempre quando erramos, mesmo que seja algo mínimo, parece que tudo desanda. É difícil, já que ninguém é perfeito e todos estão sujeitos a erros. Como diria o profeta Gentileza "gentileza gera gentileza".
    Bjos e boa semana!
    http://amonailart.blogspot.com.br/
    PS: eu já sou ao contrário, gosto de esmaltes claros no pé e coisas loucas nas mãos kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Valquíria, é assim mesmo, principalmente quando acertamos na maioria das vezes. Parece que acertar sempre passa a ser uma obrigação, o que você faz bem feito todo dia passa despercebido, ninguém nota nem elogia. E tem aqueles encostados que não fazem nada e quando fazem, oooooh, todo mundo elogia. São as injustiças da vida. Um abraço!

      Excluir
  8. Bia, desconhecia o morceguinho... estou até imaginando! rsss

    São etapas que vão sendo completadas e novas surgindo. Isso é emocionante... eu me recordo dos meus anos já vividos.

    Beijos


    Voltarei amiga.... BEIJOS e otimo domingo para voce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Sissym , são coisas da tradição regional...Morceguinho, fadas dos dentes, jogar o dente em cima do telhado, atitudes na minha opinião utilizadas para suavizar o rito de passagem dos dentes de leite. Um abraço!

      Excluir
  9. Oi Bia,

    Primeiro quero parabenizá-la, fico impressionada e admiro muito quem não dependa de terceiros para fazer pequenos reparos, como eu mal sei ligar e desligar a luz e nem em tomadas eu toco de medo de levar choque ou dessas explosões, essas habilidades me encantam demais, tira-nos da dependência, da impotência e, você está coberta de razão os que são muito criticados quando erram são aqueles que mais acertam, as pessoas estão acostumadas com seus acertos e estranham qualquer coisa contrária a isto. O elogio sincero, eu nem chara a isso de elogio, mas de valorização de bons gestos, competência ou boas ações, são imprescindíveis, não há motivação no ser humano que não recebe algum reconhecimento e uma das maiores frustrações e razões de tristeza é a falta de incentivo. Elogios sinceros e incentivo: Adubo para fazer florescer as virtudes e ações humanas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Van, eu sempre fui muito independente nesse sentido, companheira do pai (ao contrário do irmão, mais acomodado) nos reparos de casa, aprendi a fazer muitas coisas e gosto. Falhas acontecem. Traduziu muito bem o que eu quis dizer, o elogio sincero nada mais é do que o reconhecimento por algo que se faz bem feito ou com amor, é a falta de reconhecimento que está fazendo muitas pessoas desistirem de dar o melhor de si. Com os adubos que citou quero fertilizar ainda muitas flores. Um abraço!

      Excluir
  10. Nossa Bia que legal essa sua habilidade, meu pai, também, é um "faz tudo", mas eu não consegui acompanhar o ritmo dele, acho que não levo jeito... (risos).

    Sobre os erros, é assim mesmo, você pode acertar mil vezes, mas vai errar uma... ontem me deparei com uma situação assim, erraram e eu pedi para corrigir o erro, sendo que seria muito trabalhoso corrigir aquele erro, daí eu fiquei com pena da pessoa, pois vi que a mesma não tinha feito por querer, daí eu virei para ela e falei: você fez sem querer, não é verdade? E com muito medo, ela respondeu: sim, eu fiz, mas posso corrigir, sendo que demora e tal... daí eu falei, deixa para lá, não tem importância. Pra quê brigar e discutir? Quem erra não faz por que quer! ;)

    Adorei seu texto, muito educativo e reflexivo!
    Abraços e bom domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Barbie, que belo depoimento colocou aqui! A tolerância com o erro alheio é um sinal de respeito e maturidade. Geralmente as pessoas que se preocupam com o próprio erro (como foi o caso da moça) são aquelas que procuram não errar, mas falhas acontecem. Hoje também sou bem mais flexível e concordo: para que discutir se o erro pode ser relevado? Gostei muito, um abraço!

      Excluir
  11. Ei Bia,

    Amiga te achei super aventureira e ousada, eu nem mexo em qualquer objeto que tem haver com energia rsrs. Seu texto nos faz pensar, o ser humano parece estar tão acostumado com o comodismo de sentimentos e comportamentos que não entendem o que é ousadia e elogio.Ousadia porque você não espera pelos outros uma vez que ninguém se candidata você se assume, e elogio muitas vezes elevam e inspiram qualquer pessoa além de alimentar sua auto estima, e muitos não entendem. O reconhecimento muitas vezes é o alicerce para o desempenho de qualquer ser humano quando é feito de maneira honesta e sincera..Fiz uma postagem sobre o mundo estar carente de delicadezas pois é isto que vejo, as pessoas andam embrutecidas e muitas com medo de falar, elogiar, expor sentimentos precisamos de renovação e nos doar mais sem perceber só erros mas dar atenção aos acertos que pesam muito mais na balança da vida..

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cecília, usou um termo muito curioso no seu comentário: as pessoas estão mesmo embrutecidas, recebem grosserias e delicadezas com a mesma resposta e o cenho franzido. Há pessoas que andam como se sempre o outro os tivesse incomodando, uma pena. Com isso quem tem um pouco mais de sensibilidade e acaba se fechando, e de alguma forma se contaminando com tanta rudez. Abrir os olhos para os acertos é um treino que qualquer pessoa pode realizar se estiver disposta. Um abraço!

      Excluir
  12. Olá, Bia!
    O mundo, com certeza, está precisando de um pouco mais de paciência - como bem canta canta Lenine.
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rike, a letra desse música é mesmo ótima, a vida não pára, mas com calma e paciência ela caminharia com mais leveza. Um abraço!

      Excluir
  13. Bia

    Primeiro que tudo, como eu a "invejo", por saber mudar uma tomada ou um interruptor. Mea culpa se sou uma dependente de quem me faça essas coisinhas que eu nem me atrevo a tentar aprender.
    A critica e o elogio, adorei a sua reflexão e a forma como a expôs. Sabe minha querida o ser humano é por norma cruel. Gosta de pisar, deitar abaixo para se sentir superior em relação a quem o rodeia. Não desculpam erros, pelo contrário gostam de os repisar. Eu gosto do elogio, gosto de elogiar quando sai do coração e nunca me inibo de o fazer. Quem me conhece, sabe que quando os faço são sinceros. Ah e claro que gosto de ser elogiada, quem não gosta? Aceito a critica e faço a critica sempre numa forma de critica construtiva. Aceito a critica na mesma base, quanto às outras passam ao lado e não as ouço. Hoje te elogio pelo texto e pela coragem de mudar tomadas. rsrsr Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luar, trocar tomadas é bem fácil. Acho que o que aconteceu, no meu caso, é que havia um terceiro fio desencapado no fundo da instalação que me passou despercebido e deve ter encostado na ligação. Tente qualquer dia e depois me conte. Também não distribuo um elogio se não o sinto no coração. Soa falso e aumenta a desconfiança já natural das pessoas. Mas aprendi a criticar menos e elogiar mais, quem merece claro. Um abraço!

      Excluir
  14. Olá

    Há na crítica e no
    elogio aprendizados
    preciosos.
    A primeira pode machucar,
    a segunda, esconder.
    O grande mérito da vida,
    é quando aprendemos a usá-las
    e a recebê-las,
    com a exata importância
    que mereçam.


    Que sempre haja amor,
    para alimentar de sentidos
    nossa vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aluisio, seja bem vindo! Adorei o poema que escreveu acerca de crítica e elogio e tem toda a razão, o discernimento é a balança para usemos ambos no momento adequado e sempre com equilíbrio. O amor abrirá o canal da sensibilidade para que possamos obter o saber. Um abraço!

      Excluir
  15. Bia, quero lhe fazer um elogio, vc é uma mulher "porreta". Sempro falo para minha filha (10 anos) que ela tem capacidade para aprender de tudo.
    Somos condicionado a exigir dos outros o máximo qdo eles têm essa capacidade, por isso, deles não admitimos o erro. Sei que é cruel, mas isso é fato. Realmente, criticamos mais do que elogíamos. Por isso, penso, que reconhecer os acertos faz parte das boas maneiras tão esquecidas nos dias de hoje. Seu texto tem uma relação com o texto da Van que fala sobre amor. Bia, nos dias atuais o que falta é o amor comportamental, nos condicionar a amar, fazer do amor uma pratica diária, mas estamos tão cegos que enxergamos, por mais paradoxal que seja, o outro como um "inimigo". Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eder, age muito bem como pai quando diz para sua filha que ela é capaz de aprender tudo. Também penso assim. É claro que cada um nasce com seus dons, mas desenvolver novas habilidades só exige mesmo disposição.
      É isso mesmo, falta amor entre as pessoas, uma pessoa boa e generosa parece mais uma ameaça do que uma dádiva. Mas como diria a Yasmine Lemos, "eu escolhi o amor", e gosto disso. Um abraço!

      Excluir
  16. elogio sincero é remédio, é incentivo. recebo elogios calmamente, sem me considerar nem mais nem menos, mas falsa modéstia não combina.
    o melhor que recebi e não esqueci foi um simples: obrigada, quando fui me despedir da chefe no final de um dia de trabalho especialmente cansativo.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jeanne, não há necessidade de florear muito um elogio, não. Ele está intimamente ligado, em alguns casos, com a manifestação de gratidão. Um "Obrigado" sincero pode fazer milagres em um dia cansativo, pois reconhece o esforço ou a delicadeza alheia. Um abraço!

      Excluir
  17. Olá,

    Seu texto é cheio de verdades, infelizmente as críticas sao maiores do que os elogios, mas se "eles" soubessem o efeito que um elogio causa, com certeza deixariam as críticas de lado e passariam a elogiar mais.

    Boa reflexao

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa, acho que os elogios foram deixados de lado porque algumas pessoas, infelizmente, só funcionam na base da crítica, do empurrão. Vejo em muitas pessoas uma total falta de vontade de correr atrás dos seus sonhos, e ainda querem receber elogios. Querem tudo de graça e ainda ficam com inveja de quem é elogiado. Com isso, com medo de cometer injustiças, as pessoas acabam por não falar nada. Mas se cada um começar a pensar e agir diferente, quem sabe? Um abraço!

      Excluir
  18. Bia, ainda não estourei nenhuma por aqui rsrsrsrsrs. Gostei da parada para esta reflexão, precisamos sermos mais tolerantes, e ver o que de bom o nosso próximo têm!

    A mídia também é assim, notícia ruim é que dá audiência, porque dá audiência? Tem alguém do outro lado assistindo, infelizmente...

    O elogio estimula, faz bem, e é produtivo, então vamos elogiar com honestidade encontrando o que de melhor há em nosso próximo!

    Uma semana iluminada p/ vc Bella!

    Beijãoooooooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia, você tem todo o jeito de ser como eu, ter um lado "Pereirão" que dá até nó em pingo d'água!
      A mídia é justamente um reflexo das pessoas que preferem analisar os erros e desgraças alheias a analisar suas vitórias, e ficar felizes com elas.
      Mas não vamos desistir, quem faz sua parte dorme com a consciência tranquila. Um abraço!

      Excluir
  19. Tenho a sensação de que a intolerância tem assumido proporção por demais delicada na vida das pessoas, muito embora tenha eu certa resistência em generalizar as coisas.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cadinho, seja bem vindo! Também não gosto de generalizar nem julgar o que não conheço. Mas o que observo infelizmente é uma inversão de valores, uma maioria agindo como poderia no máximo agir a minoria. Abrir discussões desse tipo talvez ajude algumas pessoas a enxergarem suas próprias atitudes, sempre é tempo de mudar e recomeçar, como pessoas melhores. Um abraço!

      Excluir
  20. Kkkkkkkkkkk, A Bia quase conseguiu queimar toda a instalação elétrica da casa... Mas teve a coragem de tentar resolver o problema - Isso não é para qualquer um. Pontos pra você e na próxima você acerta!

    A fim de evitarmos frustrações, precisamos aprender a trabalhar com elogios e críticas e principalmente com as pessoas.
    Elogiar alguém significa reconhecer o talento alheio. Isso às vezes nos custa porque somo egoístas, orgulhosos e não reconhecemos que o outro seja melhor que nós, ou não damos o braço a torcer. Já criticar é mais fácil. É no erro do outro que tenho a oportunidade de sobressair, por isso que recebemos mais criticas a elogios. Faça o que tem que fazer, assuma as conseqüências, e quanto as criticas e elogios, aproveite o que for bom.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alcara, já pensou no prejuízo? hahaha, Confesso que foi um alívio ver que estava tudo bem. Mas eu não desisto fácil e aprendi com o tempo a me perdoar, tentarei novamente da próxima vez com certeza (e com mais cautela).
      Perfeito o que disse, é possível que a dificuldade em elogiar venha do orgulho inerente ao ser humano, que aparentemente se coloca numa posição inferior quando reconhece o valor do outro. Mas na verdade é bem o contrário, valorizar o que o outro tem de bom não tem nada de humilhante, é um gesto maduro, generoso e gentil. E as críticas boas devem ser incorporadas, desde que fundamentadas. Um abraço!

      Excluir
  21. Ola Bia!
    Muito obrigado por ter gostado do meu cantinho...
    Também adorei o seu blog e ja agora, os elogias são sempre bons pena que algumas pessoas só sabem receber elogios e nunca retribuem, por isso que o Mundo esta assim são egoístas e mesquinhos ate nas retribuições...
    Muito obrigado sou seguidor daqui para a frente...
    Bjs fofos e obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo sempre! Isso faz todo o sentido, há pessoas que só querem receber mas são cegas às virtudes do outro, pessoas egoístas e egocêntricas que se sentem o centro do universo. É importante estar atento para elogiar quem não tem vaidade a ponto de transformar o reconhecimento em sentimento de superioridade. Um abraço!

      Excluir
  22. Boa noite Bia,

    O que disseste sobre quem acerta cem vezes e erra uma é lembrado pelo erro não podia estar mais correcta, da mesma maneira que quem erra cem e acerta uma vai ser lembrado por ter acertado daquela vez, não importando quantas errou.
    O mundo anda mesmo com falta de elogios e sorrisos, nada como agradecer, gentileza só gera mais gentileza.

    Belo texto. Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Laidy, esse é o ponto que me magoa um tantinho. O fato de que há pessoas que não fazem o mínimo esforço para acertar e quando o fazem parecem ter realizado um grande favor para a humanidade. São as balanças da vida que estão desreguladas.
      Sorriso, reconhecimento e gratidão nunca são demais, quando verdadeiros. Um abraço!

      Excluir
  23. Bia,
    Você já ouvia aquela famosa queixa que é mais ou menos assim: Eu sempre chego cedo e meu chefe atrasado, mas o dia que eu por um problema chego atrasado o meu chefe chega cedo?
    Acho que é por ai as coisas, eu sou uma pessoa muito meticulosa no meu trabalho e vejo minha colegas que chegam atrasadas, gostam muuuuuuuuito dos corredores e empurram o serviço com a barriga e eu sou a mais cobrada acredita? Esses dias reclamei com minha diretora sobre isso e ela disse o seguinte: É que você faz a diferença...
    Acho que é esse o seu problema: Você faz a diferença e por isso é mais cobrada. Há até um certo despeito pelas pessoas que não fazem o que você faz e quando vc dá uma escorregada nos saltos apontam e dizem que você nao tem pose.
    Elogio é um mimo que todos recebem com o coração aberto e o ser humano precisa disso, dessa afirmação, desse reconhecimento. Eu elogio quando vejo algo que realmente ficou bom, incentivo quem se esforça e sempre dou força para os que nao conseguem. Ao menos tentaram... Esse foi o seu caso, ao menos tentou fazer, e os outros que não fizeram nada?
    Não devemos nos amargurarmos pelas críticas, e poucas vezes podemos tirar proveito delas, mas podemos nos conscientizarmos que fazemos o nosso melhor.
    Adorei sua definição de crítica e elogio.
    Beijokas doces

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, MarlY. Está aí uma conta que para mim não fecha, quer dizer que porque você é interessada, disciplinada, meticulosa e faz a diferença você é mais cobrada, e as plantonistas de corredor saem "na boa"? Bem, olhando assim a lição que tiraríamos seria: "vou ser mais uma a não dar importância para nada e quem sabe assim me dão valor". Mas como somos pessoas centradas e corretas, não seremos mais uma cabeça a participar do grupo de aproveitadores de plantão. Admiro pessoas como você, que fazem a diferença, e nossa postura está correta, são os outros que deveriam agir assim e, se o fizessem, as coisas fluiriam de forma bem mais agradável. Elogios e críticas são ótimos, quando usados no momento adequado e sem injustiças. Um abraço!

      Excluir
  24. Oi, Bia!
    Sei exatamente como você se sentiu!
    Tenho uma profissão onde apenas os erros são notados e a pressão para não decepcionar é tão grande e desgastante... Seria muito bom se mais pessoas pensassem como você! O elogio é tão construtivo quanto a crítica! Parece tão óbvio, mas as pessoas se esquecem disso!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isa, eu já trabalhei em um ambiente assim, foi um alívio quando saí da empresa, passei a ganhar menos mas passei a ter mais qualidade de vida. Na escola onde trabalho a pressão já foi maior, a diretoria está um pouco mais flexível, mas a questão de uns serem mais cobrados que os outros é sempre fato. Fiquei curiosa para saber qual é a sua profissão, embora hoje em dia quase todas seguem esse padrão de exigência. Um abraço!

      Excluir
  25. Pois vou começar com um elogio, seu texto está excelente. Na maioria das vezes, o que se faz de bom parece tão esperado que ninguém demonstra reconhecimento. Mas as tentativas, ainda que frustradas, também devem receber apreciação positiva, já que constitui ela um grande incentivador.

    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marilene, obrigada por suas palavras. Há pessoas que só se movem através do elogio, sugam o outro em busca de reconhecimento constante, mesmo nas atitudes mais corriqueiras. São pessoas egoístas que não dão valor verdadeiro para o que ouvem, só querem ter seu ego inflado. Mas há pessoas que tem interesse, que querem fazer a diferença na sociedade, a essas o reconhecimento funciona como uma mola propulsora que a ajuda a descobrir novos caminhos, e como disse a Marly, fazem a diferença. Saber distinguir um do outro não é tão difícil assim, mesmo quando porventura, erram. Um abraço!

      Excluir
  26. Sem dúvida, Bia. Os elogios sempre são raros e as críticas sempre pesadas e duras. Isso pode até ser exemplificado nas matérias dos jornais por exemplo. Por que reportagens sobre coisas boas nunca estão na primeira página e são pouco acessadas? Em compensação, as de corrupção, violência e afins obtêm recordes de acessos. Claro que precisamos nos manter informados, mas não deixa de ser um reflexo desse mesmo assunto.

    Várias vezes acontece comigo isso tb. Peço para alguém fazer alguma coisa, a pessoa não faz, eu vou e faço, e quando dá errado dizem : "Tá vendo? Eu disse que não ia dar certo. Vc não sabe fazer etc." Ótimo texto. bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio, acho que o que escrevi tem mesmo tudo a ver com a tendências das pessoas a valorizarem más notícias em detrimento das boas. A essência da humanidade está carente de cuidados, mas cada um tem que cuidar de cultivar o melhor de si, não se pode escolher isso pelo outro. Nooossa, essa frase "tá vendo?" é péssima, principalmente para alguém que gosta de fazer tudo certinho. Errei, mas da próxima vez acertarei porque já sei onde está o erro ou porque serei mais cautelosa (olha que boa resposta para vc dar da próxima vez!). O negócio é não desistir nem se deixar abater por críticas injustas. Um abraço!

      Excluir
  27. A amizade é a doce canção da vida é a poesia da eternidade.
    O Amigo é a outra metade da gente.
    O lado claro e melhor.
    Sempre que encontramos um amigo, encontramos um pouco mais de nós mesmos.
    O Amigo revela, desvenda, conforta.
    É uma porta sempre aberta em qualquer situação.
    Um lindo e abençoado final de semana .
    Um Domingo na paz e na luz..
    Beijos no coração com carinho.
    Evanir..

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.