terça-feira, 1 de maio de 2012

Profissões que já exerci

Imagem by Alberto - Flickr

Até uns oito anos eu vivia com um bom padrão de vida, longe da riqueza, porém confortável. Mudar para uma casa maior fez a necessidade falar mais alto. Agregado ao mundo das bonecas, comecei a participar do mundo da labuta.
Em homenagem ao Dia do Trabalho, pensei em contar o que eu já fiz nessa vida...Uma frase célebre da minha mãe era "precisamos fazer dinheiro!". Vamos então à lista (sim, e não é curta!):

  • Cozinheira e quituteira -10 anos: chegava da escola caindo por cima das panelas, minha mãe preparava marmita para minha tia (5 pessoas) e às vezes para uma vizinha. E como ela sempre foi exagerada com comida, imaginem quantas panelas por dia eram feitas! Aos 12 anos paramos de fazer marmitas, mas minha mãe resolveu fazer doces e salgados para uma senhora vender em uma cesta. Continuei caindo por cima de fôrmas! Ela ainda aceitava encomendas esporádicas de tortas e bolos, e lá se iam os finais de semana, já que essa parte era só minha.
  • Vendedora -14 anos: o negócio da cesta acabou, porque ela comprou uma loja na Rodoviária, onde  vendia alguns souvenirs e lanches prontos. Aí sim os finais de semana "dançaram", pois esse tipo de estabelecimento abre direto.  E ainda dava conta de limpar a casa, fazer almoço, estudar, fazer estágios, ouvir música, tocar violão...
  • Locutora e recepcionista de eventos - 18 anos: através de um curso de técnica vocal passei a estagiar em uma rádio, sendo contratada em seguida. Olha a sina do final de semana, era folguista e não era raro trabalhar aos sábados, domingos e madrugada. Como bico fazia free lance em alguns eventos como recepcionista, profissão oriunda de outro curso que fiz na mesma época. Passei a ajudar pouco na loja.
  • Secretária e recenceadora - 19 anos: cansada das madrugadas e dos finais de semana sacrificados, trabalhei em um clube como secretária, deixando o apaixonante trabalho na rádio para traz. Nas horas vagas fiz um trabalho para o Censo, visitando casas para colher dados para o IBGE, e costurava alguma coisa para fora.
  • Assistente de atendimento e Bombril - 21 anos: Passei em um concurso para uma empresa que atende comerciários. O cargo era no atendimento, mas todo mundo lá tinha que fazer tudo: limpar cozinha, organizar os livros da biblioteca, montar e desmontar cama elástica, apresentar recreações em público, enfim, passei por quase todos os setores. E se fizesse algo errado, sempre tinha um fofoqueiro de plantão para contar, e aumentar. Nesse lugar aprendi sobre a malandragem das pessoas.
  • Telefonista - 24 anos: como trabalhava meio período na empresa anterior e precisei me separar, trabalhei mais meio período como telefonista por um ano. Saía de um emprego às 13:00 e tinha que estar no mesmo horário no outro emprego. Época de muita correria, e trabalho. Depois fui promovida para um cargo de 8 hs diárias e abri mão do cargo de telefonista. Dois anos mais tarde fui demitida e passei a trabalhar como recepcionista e telefonista em outra empresa.
  • Professora - 31 anos: passei em um concurso público para professora, profissão em que me formei mas nunca havia exercido. No começo não foi fácil, lidar com crianças é uma arte, mas vale a pena. É no que estou trabalhando até hoje, intercalando com as costuras.
Trabalhar desde tão nova me cansa um pouco, mas aprendi a me virar muito bem, em tudo, conheci muitas pessoas e só temo não ter aproveitado um pouco mais a vida. Mas sem dúvida, ainda não é tarde, e é o que pretendo fazer.
O lado bom é que me tornei uma pessoa versátil, tipo "pau para toda a obra", nunca fiquei sem emprego. Sempre me saí muito bem em entrevistas, vão então duas dicas para quem está procurando emprego: não minta sobre suas habilidades mas não as subestime. Se sabe fazer algo bem, diga isso. E se não souber fazer algo que o cargo pede, mostre interesse e disponibilidade para aprender, e o faça realmente se for contratado.
E mesmo com tantas responsabilidades desde nova, nunca deixei de sorrir! Aos trabalhadores, deixo meu abraço. Nunca deixe de fazer sua parte, pois como diria Içami Tiba, "atrás de um folgado há um sobrecarregado".

59 comentários:

  1. Olá Bia,

    Vejo que você é um exemplo na arte de trabalhar.
    Começou cedo.

    Diz Khalil Gibran: "Quando trabalhais, sois uma
    flauta, cujo coração o sopro das horas transforma em música" e ainda "E mantendo vosso trabalho, em verdade estais amando a vida."

    Uma homenagem bem dignificante para o dia.

    Ótimo feriado.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera, eu não conhecia essas duas frases. Lindas, fazem parecer o trabalho algo muito bom, às vezes não o vemos assim. O que é injusto, ter braços e pernas fortes para poder trabalhar é uma benção. Um abraço!

      Excluir
  2. Que show, poxa, vejo que você começou bem cedo hein? Legal, nem sabia que era professora!! rs Beijão e feliz dia do trabalhador querida, www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sabrina, você já pensou sobre sua profissão? Tanta curiosidade e inteligência não podem ser desperdiçadas! Um abraço!

      Excluir
  3. Muito bom Bia, tbm comecei cedinho aos 9, isso me tornou uma pessoa bem responsável, parabéns a todos os trabalhadores deste pais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patrícia, então você faz parte da minha equipe, trabalhadores desde sempre, hahaha. Tem razão, desenvolve um senso de responsabilidade imenso. Apesar de que às vezes eu queria ser um pouquinho (só um pouquinho) irresponsável. Um abraço!

      Excluir
  4. Bia

    Agora entendo a história da tomada rsrsr!
    Cada dia te admiro mais, você é uma lutadora.
    Sabe, quando visito certos blogs, que falam de vivência na primeira pessoa, como é o seu caso, tiro sempre uma aprendizagem e uma lição de vida. Deste texto levo comigo, o nunca mais reclamar de estar sentada a uma secretária desde o 19 anos.
    Aprendi o quanto a vida foi mãe e não madrasta , sempre tive fins de semana, passeios e tudo me foi dado de mão beijada até aí.
    Beijinhos com carinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luar, eu também aprendo muito com as vivências que leio pela blogosfera. Tento conservar isso em minha filha, embora que agora, com 16 anos, ela resolveu pegar estágio. Mas foi por iniciativa própria, deixei claro que não era necessário. E deixo que aproveite essa idade para passear bastante, sempre ensinando a responsabilidade. Fico feliz que tenha tido a oportunidade de aproveitar sua vida. Um abraço!

      Excluir
  5. Poxa que vida corrida heim Bia,mas é assim
    que a gente vence,eu tbém já fiz tantas coisas
    e sou como vc pau pra qualquer obra então parabéns
    para todos os trabalhadores desse Brasil inclusive
    vc querida amiga um abraço com carinho Rita!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi rita, definiu muito bem, pau para toda a obra...Sou conhecida como a menina para quem não há tempo ruim. Aprendi a ser muito simples e a ficar feliz com muito pouco. Um abraço!

      Excluir
  6. A mulher dos muitos ofícios... uma grande mulher sem dúvida! Beijinhos para ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Margarida, todas somos. Basta desenvolver os dons. Um abraço!

      Excluir
  7. Que legal, Bia!
    Vê-se que tu és uma mulher batalhadora e de garra, parabéns!
    abraços e feliz dia do trabalhador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Barbie, Definiu muito bem como sou. Um abraço!

      Excluir
  8. Olá Bia,

    Goste de saber da sua luta, em casa também começamos a trabalhar cedo, é isso aí a vida nao para!

    Parabéns pela trajetória de vida...

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa, acho bom trabalhar desde cedo para aprender a rebolar conforme a vida pede. Um abraço, e obrigada!

      Excluir
  9. Que máximo!Ser professora não deve ser fácil mais acho fascinante...E é o que pretendo ser,é o que mais anseio no momento,estou cursando o terceiro ano do ensino médio e estou a todo vapor pra ir pra faculdade,quero muito fazer filosofia e dar aulas então...*-*

    Muito legal seu post,Feliz dia do Trabalhador
    beijos no coração ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Priscila, eu adoro Filosofia. É bom saber que pretende seguir essa profissão, é um pouco desgastante mas também gratificante. A quem deseja ser professora, digo que abrace a profissão, pois estamos carentes de profissionais com consciência do tamanho da importância que temos na vida de um aluno. Um abraço!

      Excluir
  10. eu sempre gostei de vc...hoje eu lhe admiro ainda mais...mulher guerreira...és um exemplo!

    um grande e afetuoso abraço querida...


    Zil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Zilmar, também gosto muito de você! Também a considero admirável. Um abraço!

      Excluir
  11. Credooo, você não é um ser humano, serà algum robot ? :)
    E eu digo que minha vida é complicada affff .
    Bem, pelo menos professor não da aulas no fds kkkk .
    Como jà aqui referiram e muito bem, você é uma exemplo de um bom trabalhador e suas dicas finais, são de uma grande importância .
    Parabéns .

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Live, tem razão, dou aulas d segunda a sexta e só vou nos sábados letivos. Os finais de semana estão realmente mais tranquilos, a não ser quando estou com muitas costuras. Um abraço!

      Excluir
  12. Acho que a sua profissão que mais me intrigou foi a de radialista. Acho muito diferente. Te parabenizo, Bia, pois é muito importante saber se virar né e é uma característica que eu aprecio muito nas pessoas.
    Bjos!
    amonailart.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Valquíria, realmente, tive profissões bem diferentes umas das outras. A de radialista, sem dúvida, foi a mais apaixonante. Trabalharia novamente em uma rádio com prazer. Um abraço!

      Excluir
  13. Oi Bia, voce é uma guerreira de muito valor. Pessoas como voce sabem se virar com sucesso em qualquer lugar do mundo. Parabens!
    Obrigada por sua visita, seja sempre bem vinda.
    Estou seguindo, gostei muito daqui.

    Bjs
    Lila/Esmaltoterapia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lila, será sempre bem vinda por aqui. Um abraço!

      Excluir
  14. Puxa você trabalhou mesmooo, e desde cedinho, muito legal.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito, Mary, e continuo trabalhando. Aprendi que não se consegue nada sem muito trabalho. Um abraço!

      Excluir
  15. Temos algo em comum, começamos a trabalhar muito cedo, eu ainda na infância. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eder, sabe que sempre tive essa impressão a seu respeito? A de alguém que já pelejou muito nessa vida. Trabalho traz maturidade. Um abraço!

      Excluir
  16. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    ...Começou cedo, versátil e guerreira....parabéns!
    ...Comecei tarde, um só emprego e guerreiro...
    Boa quarta!
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Beijos com carinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felisberto, Acho que tudo tem um tempo certo, se começou tarde mas permanece guerreiro, é o que importa. Um abraço!

      Excluir
  17. Bia,

    Você se tornou uma verdadeira Bombril....rsrs
    O começar cedo lhe trouxe uma maior responsabilidade e vivencia para as coisas novas que virão.
    Ainda é cedo e com nessa idade ainda poderá traçar novos rumos, seguindo e desenvolvendo a carreira na sua profissão ou ate mesmo exercendo outras atividades. Sua versatilidade lhe conduzira sempre no caminho que traçar.
    Parabéns pela tua força.

    bjo procê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lufe, obrigada por suas palavras, tão encorajadoras. Engraçado, o que disse, de alguma forma, me emocionou. Olho para trás e vejo que já andei tanto que poderia parar e descansar, mas olho para frente e vejo que há tanto ainda para conquistar e aprender, que é impossível ficar onde estou. Não combina com a minha personalidade. Eis minhas questões atuais, tocou bem no ponto. Um abraço!

      Excluir
  18. Ê mulher trabalhadora!!
    Parabéns pelo seu, pelo nosso dia. E espero que tenha descansado um pouco, hehehe!
    Bejus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Naty, não, não descansei nada, meu segundo ofício (costura) não permitiu...Mas tudo bem, parabéns para nós! Um abraço!

      Excluir
  19. Bom dia! Parabéns Bia! O trabalho é um grande aprendizado! Sinto falta...Não estou trabalhando fora por problemas de saúde... Que Deus sempre ilumine teu caminho! Uma abençoada quarta-feira, de muita paz e alegria! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eliane, eu lembro que comentou, espero que esteja melhor e que possa voltar ao trabalho, ver coisas e pessoas diferentes, aprender mais sobre o novo...Um abraço!

      Excluir
  20. Oi, Bia!
    Tenho muita admiração por pessoas que se dedicam ao trabalho dessa maneira (desde muito cedo).
    E fiquei impressionada com a sua versatilidade e força!
    Você pode até parecer uma gatinha delicada, como mencionou em um post passado, mas é na realidade uma grande guerreira e vai à luta sem medo!!!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isa, a vida cobrou isso de mim, de ir à luta. Não acho que foi ruim, mas pode começar mais tarde, sem queimar outras etapas da vida necessárias para que não se olhe para trás pensando no que poderia ter feito. Um abraço!

      Excluir
  21. Olá, Bia!
    Trabalho só faz bem. pena que muitos não pensem, e ajam, assim. Parabéns!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rike, já diz o velho ditado: mãos ocupadas, mente ocupada". Um abraço!

      Excluir
  22. Bia vc é um exemplo de dedicação ao trabalho, Ser exemplo é uma das grandes virtudes e acho uma das mais difíceis nessa terra de meu Deus, onde as tentações são muitas.É abdicar, se dedicar, e ter uma vontade de seguir e não ser apenas um olhar na paisagem.
    Parabéns trabalhadora!!! abçs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, Eliane, temos a cultura, do "fácil", do "jeitinho", o que nem sempre enobrece o ser humano. Ir pelo caminho correto não quer dizer que não será difícil, e alguns desistem no meio. Um abraço!

      Excluir
  23. Desses todos só fui telefonista, mas era em um horário muito complicado e por motivos pessoais acabei saindo.
    Enfim, faz parte...

    E realmente Clarice Lispector é a melhor :)

    Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dayane, alguns subestimam o trabalho de telefonista, por achar que é só uma questão de atender o telefone. Não é bem assim, é preciso ser versátil, educada e calma para atender bem e aguentar a pressão. Tem momentos em que todos parecem querer uma ligação ao mesmo tempo, e para ontem! Sem falar nas pessoas que chegam para serem atendidas, nas ligações em espera...Não é fácil. Um abraço!

      Excluir
  24. Eu não exerci muitas profissões até hoje.

    Dos 18 aos 19 trabalhei em um supermercado.
    E dos 19 até hoje trabalho na secretaria de uma escola estadual. Serviço do qual gosto bastante, mas você tem muitas experiências trabalhistas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gilberto, em escolas trabalhos com muitas pessoas diferentes o tempo todo, é um rico espaço para ter experiências novas. Eu sempre digo que um ano jamais será igual ao outro! Um abraço!

      Excluir
  25. Voltando e deixando
    uma boa tarde bjussss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rita, um abraço, obrigada pelo carinho!

      Excluir
  26. Olá Bia,
    Estou lendo um pouco atrasado suas postagens. As coisas andam um pouco corrido por aqui...
    São pessoas iguais a você de peito aberto e coragem que fazem o mundo girar e/ou andar para frente.
    Resta saber qual será o próximo desafio da Bia.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alcara, nem me fale, por conta de um estágio algumas coisas acumularam e eu também estou com dificuldades em relação ao tempo. Logo as coisas se acalmarão. Meu próximo desafio é passar em outro concurso, para ganhar um pouco mais, como professora o salário deixa a desejar. Um abraço!

      Excluir
  27. Conheci mais você nessa postagem que no meme (rss). O tempo de trabalho nunca é perdido. As experiências adquiridas acrescem e nos tornam mais maduras e mais competentes.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marilene, deve ser porque o Meme era mais para falar sobre o blog, e não sobre o blogueiro, hahaha. E concordo plenamente que aprendi muito, não só em relação aos ofícios, mas também em relação às pessoas. Um abraço!

      Excluir
  28. olá Bia,

    você parece a super mulher :D
    É muito bom sabermos um pouco de tudo mesmo. eu mesma já andei durante umas férias a trabalhar nas obras, a construir um muro com o meu pai, trabalho bem pesado.
    Mas tudo isso contribui para a nossa formação pessoal.

    Que tenha muita sorte de continuar com o seu trabalho, de que tanto gostas :D

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Laidy, eu também sempre fui ajudante do meu pai, a fazer reparos em casa, pintar paredes...eu gostaria de aprender a construir, não só um muro, como também a trocar pisos, azulejos, acho muito legal quem sabe fazer, dá para reformar a casa sem gastar muito. Mas sou magrinha, meu físico não me favorece! Faço até onde meu corpo aguenta. Um abraço!

      Excluir
  29. Olá Bia ainda não tinha conferido esse post, parabéns por ser e ter sido essa mulher super batalhadora que nos descreveu, a vida é isso, arregaçar as mangas e correr atras, fui professora tbém mas abandonei o oficio e admiro muito quem carrega essa bandeira! Bhooooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kellen, só quem atuou em sala de aula sabe o quanto a responsabilidade é grande. Ali estamos lidando com outras vidas e com a formação de uma futura sociedade, convivendo com injustiças, más condições de trabalho, administrando diferentes personalidades...Legal saber que já trabalhou na área, um abraço!

      Excluir
  30. E eu to fugindo da licenciatura! rsss é engraçado que umas pessoas se acham na profissão que outras nao querem de jeito nenhum...

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.