domingo, 27 de maio de 2012

Perdoar é um dom ou uma habilidade?

É muito interessante o que as trocas realizadas por aqui fazem com que um assunto "puxe" o outro, como se estivéssemos sentados em um café, comendo uns folhados e conversando sobre a vida.  O local não importaria, e sim a companhia.
Imagem by Thomassin Mickael - Flickr
Semana passada, falando sobre a vingança, percebi muito se falar sobre o perdão. Então fiquei pensando sobre isso.
Sempre ouvimos falar que perdoar é esquecer. Acho isso bem complicado, uma vez que não é possível selecionar alguns trechos da nossa vida e simplesmente apagar, como uma borracha sobre traços leves a lápis. Por coincidência, na mesma entrevista citada na referida postagem, encontrei uma definição que me coube perfeitamente: "perdoar não é esquecer. É pensar no que aconteceu sem sofrer".  Eu concordo.
Nunca tive problemas com o perdão, mas deve ser porque tenho um problema com a culpa. Não gosto de magoar ninguém, não gosto de imaginar que alguém está triste por minha causa, então mesmo que eu tenha razões para estar magoada prefiro passar por cima do que aconteceu e tocar o barco adiante. Penso também que não posso julgar as atitudes do outro, que eu também erro e gostaria da tolerância alheia. Ofereço a postura que eu gostaria que tivessem comigo. E não me arrependo. Gosto de estar bem com os meus e sou conhecida como alguém que tem um coração de criança.
Mas algo deve ser acrescentado. Quando se oferece o perdão a pessoa imagina que houve arrependimento sincero e que o outro lado está disposto a fazer diferente o que não deu certo anteriormente. O perdão é como se você estivesse depositando sua confiança novamente em alguém que "pisou na bola". Mexer com a confiança de alguém é algo muito sério. É claro que ela pode errar novamente, porque errando é que aprendemos a acertar, mas tem que pelo menos mostrar a disponibilidade para tentar. Valorizo muito quem erra, mas cresce com seus erros.
O que acontece é que muitas vezes as pessoas se prevalecem do perdão. Quando percebem que o outro releva os maus acontecimentos deixam de querer aprender com seus erros e passam a não ter mais o cuidado de não cometê-los novamente. Se isso acontece sucessivamente, então a confiança é quebrada definitivamente. Não é à toa que Nelson Rodrigues dizia que "a misericórdia corrompe". Talvez por isso algumas pessoas se fecharam  para esse dom. Foram tão magoadas e castigadas em sua atitude generosa que para se proteger, resolveram não tolerar mais, e ponto final.
Mas penso que quando isso acontece, o mal fica conosco. O perdão é um dom porque é inerente ao ser humano, mas é uma habilidade porque precisa ser praticado. Quando perdoamos alguém  (e tem que ser uma atitude sincera para ser válida)  estamos nos libertando do sentimento ruim que a mágoa traz, e como bônus libertando o outro que é tão humano quanto somos e merece recomeçar diferente.
Outra coisa importante é que o perdão tem seu tempo para acontecer. Acho que o tempo para ele ser praticado é proporcional ao tamanho da dor que causou. Impossível ser terrivelmente castigada  num dia e no outro estar tudo bem, seria um sinal de falta de amor próprio. Mas impedir que ele aconteça é negar a nós mesmos um presente. Permitir-se perdoar é como se você ganhasse da vida um delicioso bolo de aniversário e pudesse compartilhar com o outro.
Não se negue esse presente. Por mais sofrido que esteja seu coração deixe que o orgulho dê espaço para que o tempo aja, e quando ele  disser que é hora de se libertar do que foi ruim, liberte-se. Não se permita conviver com o que já passou, abra a porta e deixe que o mau sentimento se vá. Não deixe de se despedir como sinal de boa educação.
A vida pode reservar grandes surpresas para quem se permitir carregar um coração livre.

"Aquele que não pode perdoar destrói a ponte sobre a qual ele mesmo deve passar."
Geoge Herbert

E se já abusaram de sua generosidade e ultrapassaram todas as barreiras do bom senso, perdoe, mas não deixe de acessar a leitura complementar:
Livre-se das relações tóxicas, afaste da sua vida quem lhe faz mal!

68 comentários:

  1. Aprender a perdoar é um grande passo.Faz bem à nós mesmos...beijos,lindo domingo!chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, Chica, o melhor bem quem recebe é quem se liberta da mágoa. Um abraço!

      Excluir
  2. Bia,

    Eu so consigo perdoar se consigo perceber a motivação do outro. O que o levou a fazer isso? Coisas feitas intencionalmente e com maldade, não consigo perdoar.Existem coisas imperdoaveis!

    bjo procê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lufe, entendo o que quer dizer. Maldades intencionais são péssimas e pessoas dissimuladas piores ainda, aquelas que simulam arrependimento para conseguir o perdão e começarem tudo de novo. Ainda assim,meu amigo, penso que os maus sentimentos devem estar com a pessoa, você pode perdoar mas se afastar para se proteger de ser alvo de pessoas assim. É só uma sugestão, ok? Um abraço!

      Excluir
  3. Ótimo post. Sempre há muito a ser falado sobre o perdão e muita coisa que você disse aí é mesmo verdade. Esse mundo está cheio de pessoas secas, amargas, infelizes por falta de perdão.
    Até mais ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Heitor, concordo e completou muito bem minha postagem. A ausência do perdão pode levar à indigestão das mágoas e como consequência, à uma amargura que destrói. Quando isso acontece é uma pena. Um abraço!

      Excluir
  4. Perdoar não é nada fácil principalmente se houve maldade na ação sabe, se foi proposital.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lila, realmente não é fácil mesmo, mas as melhores coisas da vida não são fáceis, não é? Um abraço!

      Excluir
  5. Olá, Bia!
    Sei não, mas acho que é um misto entre as duas coisas.
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rike, é isso aí. Um dom que se não for praticado deixa de ser uma habilidade. Um abraço!

      Excluir
  6. Ola Amiga Bia. Perdoar é uma ato nobre que nos enriquece pessoalmente e mentalmente, tornando a gente mais humano e mais forte... perante as causadores.
    Bjs fofos amiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leafar, voc~e pensa como eu. Ótimo o que disse, o perdão nos torna mais humanos e fortalece, sem dúvida. Alguns talvez o vejam como um sinal de fraqueza perante o outro, mas não é. Um abraço!

      Excluir
  7. Bia

    Você sabe que de longa data acompanho os seus textos, foi daí que nasceu a minha admiração pela pessoa, sei que é impossível separa-las . Este texto é sobremaneira inteligente, e sei que surgiu de experiências pessoais, o que confere maior importância ainda ao mesmo, saber compartilhar, e se desnudar como ser humano cada vez mais. Sobre perdoar tenho a coragem de dizer que deve-se sempre, se o perdão for necessário para seguir-se em frente, se não for,a ausência do mesmo valoriza e legitima a sua mágoa. Gostaria de também deixar registrado que o seu blog alcançou um alto nível de excelência, quer seja pelos artigos sempre pertinentes e magistralmente escritos, quer pela qualidade das imagens sobre um fundo neutro, despoluído, que convida gentilmente a leitura. Meus sinceros Parabéns !
    Antonio Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Antonio, agradeço muito a gentileza dos elogios. Esse blog abriga muito do que penso e sinto, mas saber que agrada a outras pessoas me deixa feliz. Tem razão, sempre digo que só escrevo o que sinto, em relação ao perdão não é diferente. Sou aquela pessoa que não passa 5 minutos magoada, o perdão é como um bálsamo. Sobre o novo layout, também me agrada bastante, acho que mudamos o estilo do nosso espaço à medida que ocorrem mudanças dentro de nós mesmos, é como um reflexo. Um abraço, seus textos também são excelentes!

      Excluir
  8. Em primeiro lugar, seu texto está ótimo! Como sempre rs Acho que perdoar, é mais um dom, do que uma habilidade. Habilidades demoram para ser adquiridas, dons são espontâneos. Um coração sincero, perdoa com facilidade , e isso é um dom aos meus olhos. Infelizmente eu não o tenho. Mais então perdoar, para mim, se torna uma habilidade que preciso adquirir! Beijão, spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sabrina, tem razão em relação à dons e habilidades. Mas eu acredito que habilidades podem ser adquiridas, basta força de vontade. Você é uma garota muito inteligente e tem ótimos valores, tenho certeza que com o tempo entenderá que desenvolver essa habilidade só lhe trará benefícios. Um abraço!

      Excluir
  9. Oi, Bia!
    Nossa, adorei esse texto!
    Você tem toda a razão e eu nunca havia pensado sob essa perspectiva...Perdoar é ser livre! Simples assim! O orgulho impede que o tempo faça o seu trabalho e traga as boas surpresas que um coração livre merece!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isa, que bom ter gostado! :) Conseguir resumir em uma frase minha postagem inteira, que coisa! hahaha Há momentos para se utilizar o orgulho, mas sem dúvida não é impedindo que o tempo faça seu trabalho de limpeza dos sentimentos. Como está bem escrito na leitura complementar, perdoe, mas deixe que o orgulho a afaste do que não faz bem, ou não muda. Um abraço!

      Excluir
  10. É difícil perdoar, porque é difícil esquecer. E sem esquecimento, o assunto fica martelando e o ressentimento só aumenta. Talvez por isso o melhor em ofensas mais sérias, seja deixar passar um tempo e ocupar a mente com coisas positivas.

    Concordo com o texto...o perdão é libertador. E nada fácil de praticar. Certas situações que nos atingem pesado, não tem como ficar indiferente e seguir em frente.

    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rosa, há quanto tempo! E por falar em tempo, só ele nos permite enxergar as mágoas sobre um outro prisma. O ser humano foi feito para crescer, e aprender a perdoar faz parte dessa evolução, se ele permitir. Ótima dica, ocupar a mente com coisas positivas até que os sentimentos se acalmem! Um abraço!

      Excluir
  11. Uma vez me disseram que perdoar é possível, mas esquecer é impossível, já que não temos amnésia e como você mesma disse, não se pode escolher pedaços desagradáveis de nossa vida para esquecer (infelizmente). Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gilberto, é isso. Mas se a vida fosse feita só de coisas boas, com certeza não daríamos tanto valor para os bons momentos. Um abraço!

      Excluir
  12. nossa... isso é muito difícil ó...
    eu acredito que perdoar seja um dom, que com o tempo, vc pode ir tendo habilidade em perdoar os outros,e não sofrer a cada perdão que concede... é meio complicado... depende muito do tamanho da mágoa, se a pessoa q te magoou realmente mostra arrependimento... mas acredito muito que seja dom mesmo...
    adorei o seu blog
    seguindo vc
    te convido a me seguir tb tah
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, seja bem vinda(o)! Bem, o arrependimento da outra parte com certeza facilita muito as coisas, mas se essa demonstração não vier podemos perdoar mesmo assim, estaremos nos livrando de um sentimento ruim e a vida mostrará à essa pessoa que o que ela fez não foi legal. Um abraço, conhecerei seu espaço!

      Excluir
  13. Eu era muito radical, pensava que, se eu me importo com os sentimentos das pessoas, elas também deveriam se importar com os meus e, quando alguém me fazia algo, magoava e não perdoava. Atualmente a minha atitude é ir às favas! Pois o magoado está. Perdoar ou não tanto faz! Importa não se importar com os sentimentos de quem nos magoou, porque para eles pouco importa se perdoamos ou não, o que muda na vida deles quanto à isso? Acredito que quem ama nao magoa. Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luma, entendo que por se preocupar com o outro deseja essa preocupação de volta. É bem coerente. O único ponto que discordo, Luma, é que em alguns casos o perdão pode não fazer diferença nenhuma para o outro, mas com certeza faz toda a diferença para nós mesmos. Veja bem, quando você perdoa, independente do outro ligar, ou não, você está se libertando da pessoa. :) Fez sua parte e aí sim, pode mandar às favas, hahaha. Um abraço!

      Excluir
  14. Oi Bia,
    O ato de perdoar, necessariamente, não precisa ser um voto de confiança a alguém, mas sim a certeza de que ele está livre de nosso julgamento.
    Algum tempo escrevi algo sobre o perdão em meu blog.
    http://familiaalcara.blogspot.com.br/2011/07/por-que-perdoar.html
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nestor, tem razão, não fui clara nesse sentido. O depositar um voto de confiança é quando alguém pede o perdão e uma nova chance. Mas há aqueles casos em que o outro não está nem aí mas você perdoa mesmo assim, e fez sua parte. Jóia! Um abraço, darei uma olhada no seu texto.

      Excluir
  15. Sinceramente?

    Perdoar do fundo do coração requer uma grande evolução espiritual!

    Mais um belo texto...

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa, nem preciso dizer mais nada. Um abraço!

      Excluir
  16. Pois é, tema de grande complexidade kkkkkkkkkkk
    Mas acredito que quando se fala que perdoar é esquecer é não no sentido de apagar uma parte da vida, mas de seguir em frente. Um prof de inglês que tive sempre falava "forgive and forget" no sentido de se você não esqueceu, não perdoou, ou seja, não é de coração.
    Não adianta nada dizer que perdoa, mas não conseguir perdoar, não conseguir seguir em frente. O esquecer é não se prender àquilo.
    O que para mim, que já estou desencantada do mundo, é algo extremamente difícil de acontecer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah, Valquíria, não fique desencantada com o mundo, e sim com algumas pessoas! Eu me policio muito para não perder o encantamento de vez e acabar amargurada! :( Legal a expressão que citou, eu não conhecia. E definiu muito bem, o perdão não é esquecer, é andar em frente sem voltar no mesmo assunto como um cd arranhado. Um abraço!

      Excluir
  17. PS: adoro esmalte de glitter, mesmo os cheguei kkkkkk
    Ele ao vivo era bem tranquilo :D
    Como vão as carimbadas??
    Bjos!
    amonailart.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Olá Bia, eu sou a Manuela, o outro elemento do "staff" do desafio "As Amantes do Verão" e vim agradecer a tua adesão ao nosso desafio, desejar que te divirtas muito!
    Beijinhos. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Turista, valeu, em breve estará começando, não é? Um abraço!

      Excluir
  19. Perdoar... perdoar com o coração, é um dom!
    É fácil perdoar quem se arrepende, difícil é ter habilidade para identificar aquele que não se arrepende e continua tendo maldade em seu coração, para esses casos, só resta tratá-lo bem, mas com cautela, além de pedi que Deus toque aquele coração com a luz da bondade. abraços e linda semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Barbie, perdoe mas trate com cautela. Simples assim. O importante é manter o coração puro. Um abraço!

      Excluir
  20. Perdoar é super importante. Sou uma pessoa que perdoa fácil, não sou de guardar rancor, sou coração mole mesmo!
    Beijos e estou seguindo,

    http://vernasunhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Camila, somos duas corações mole! hahaha Seja bem vinda, um abraço!

      Excluir
  21. Querida Bia, para mim perdoar é um dom, uma habilidade e, tambem, uma necessidade. Necessária aos sábios.

    Desculpa, estou tao atrasada, com meu aniversario fiquei doidinha de tantos comentarios para responder no facebook! eu faço questão!

    Bia, sobre a minha poesia: eu queria responder, mas voce traduziu o que eu sinto. Eu fico feliz, pq algumas pessoas me entendem. Certamente voce me vê.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sissym, e não é? Necessidade primeira para manter o viço. Você fez aniversário? Deixa que eu vou pensar numa mensagem bem legal para você...Eu também fico muito, muito feliz quando me entendem. E você me traduz muito bem. Um abraço!

      Excluir
  22. Ei Bia,

    Perdoar pra mim é um dom que requer tempo e sinceridade , e ao mesmo tempo uma atitude. Quando estamos magoados , tristes , decepcionados com alguém nos tornamos prisioneiros destes sentimentos e passamos a nos corroer por dentro , como se só existisse aquela pessoa e tudo que ela fizesse a nossa volta fosse para nos tirar do nosso estado natural, além de acarretarmos para nosso corpo graves doenças. A falta de perdão machuca , impossibilitando nos de sentir amor, ter paz e viver uma vida tranqüila. Portanto o ato de perdoar na minha opinião é um dom, e quem o faz se torna sábio..

    Abraços e ótimo dia pra você

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cecília, uma definição ótima (a triste): a mágoa corrói por onde passa, e quanto mais alimentada, mais forte e devastadora fica. Sem falar que a paz vai pro espaço! O tempo e a sabedoria são grandes aliados no desenvolvimento do perdão. Um abraço!

      Excluir
  23. Passei por cada uma já ,sei que pra mim é dificil perdoar ,fico na minha não, desejo mal,mas prefiro a pessoa bem longe de mim.Infelizmente a vida nos transforma em baixo de porrada.
    ÓTIMO tema
    estou de volta , o blogger me libertou rsss
    meu beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Yasmine, já passei por lá, ótimo estar de volta! Não desejar o mal do outro já é um grande passo, para o perdão é um pulinho. Um abraço!

      Excluir
  24. Hoje vim te visitar e dizer que ter amigos
    sempre presente deixando na minha pagina uma
    palavra de carinho é muito gratificante Por isso agradeço de coração a sua amizade.
    Parabéns por tudo que vc tem de bonito aqui
    Deixo um abraço
    de boa tarde
    Bjuss
    Rita!!!!!!

    Pedir perdão é facil ,,,ms perdoar a gente precisa
    de muita fé e reflexão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, Rita, conheço e convivo com pessoas que são tão orgulhosas que nem perdão são capazes de pedir mesmo quando sabem que estão erradas. Isso dói. Mas perdoar é algo que não deve ser negado, na minha opinião, quando for sincero. Um abraço!

      Excluir
  25. Oi Bia querida,
    Acredito que seja muito mais uma evolução espiritual da pessoa, que capacidade ou habilidade.
    A nossa formação cristã-judaica-ocidental nos amarra em conceitos que quase sempre não corresponde às nossas verdades ou vontade.
    Quase sempre dogmáticas...
    O texto remete a uma boa reflexão.
    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Beth, acho que é um mix de dom, habilidade, sabedoria, evolução espiritual...Só não se pode negar a disponibilidade para exercê-lo quando sentir vontade. Um abraço!

      Excluir
  26. Olá querida Bia !!!

    Opa, tem níver chegando hein !!! ;) Que gracinha seu contador de dias, amei !!
    Excelente sua postagem, gostei muito da escolha do tema e agradeço por indicar minha postagem como leitura complementar, acredito que realmente se completam nesta questão, obrigadíssimo !! :)
    Confesso que tenho dificuldades para perdoar, não sou daquelas que fica remoendo, mas quando alguém me decepciona, eu me afasto emocionalmente... Isso não é muito legal, porque a falta do perdão pesa nos nossos ombros... são feridinhas que não cicatrizam em nosso coração, por isso acho importante o que disse de nos permitirmos perdoar, mas também respeitar nosso limites e nosso tempo.
    Engraçado é que perdôo algumas coisas facilmente, mas outras não... talvez eu meça isso pelos danos que causaram a mim...
    Concordo contigo que o perdão deve ser sincero e com a colocação de que perdoar é viver com o que aconteceu sem que isso nos cause dor.
    Quando perdoamos é libertador, deixamos para traz este peso, a mágoa e as desconfianças :) Mas sempre lembrando que não devemos alimentar aqueles que se aproveitam de nossa condição para continuar nos magoando, tudo tem limite (é aí que eu entro rsrs).
    Admiro muito quem sabe perdoar, considero isso uma evolução pessoal enorme que espero um dia alcançar :)

    Como sempre, arrasou !!
    Muchos beijossssss e boa semana !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sam, você gostou do meu contador? hahaha, Eu também! Sem querer cair no lugar comum, li sua postagem após ter publicado a minha e tive que indicar, mostra o outro lado do perdão, aquele que liberta mas ao mesmo tempo se protege de um novo mal.
      Curioso o que disse, há coisas enormes que perdoo facilmente e outras pequenas que me magoam muito. Acho que depende da pessoa (se ela já fez aquilo n vezes) ou se estamos meio chateados da vida e algo acaba sendo a gota d'água. Sam, você é grande em valores e tenho certeza que há espaço para muitos perdões no seu coração. A questão é que tem coisas que dependem de tempo mesmo, deixa o tempo passar que um dia você vai lembrar dessa postagem e dizer "a Bia tinha razão", ahahaha. Mas ser bom não é ser bobo, e aí entra a sua postagem, maravilhosa. Um abraço!

      Excluir
  27. oi flor! Obrigada pelo lindo comentário ao meu blog! Desculpa demorar tanto em retribuir a visita. Eu estava resolvendo minha internet nesses dias, mas estou de volta para visitar meus blogs queridos :) Conto com sua visita no meu também.

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou, Luciana, o tempo anda curto para mim também. Tento apertar a agenda para estar por aqui e visitando os amigos porque adoro o que encontro. Um abraço!

      Excluir
  28. Respeitando a ideia de cada um, eu não acho que perdoar seja um Dom e muito menos uma habilidade .
    Um Dom é Poder
    Uma Habilidade é saber
    Deus perdoou alguém que nòs jamais seriamos capazes de perdoar e no entanto Ele tinha Poder e Habilidade ;)

    Para mim sinceramente, perdoar é uma virtude de cada ser humano, um acto onde por vezes os sentimentos falam mais alto .

    Ps: Bia, parabéns adiantados, vou viajar ;)

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Live, entendo sua colocação. De qualquer forma o perdão envolve sentimentos, que podem ser direcionados para o bem, ou para o mal.
      Obrigada pelos parabéns, boa viagem! :D

      Excluir
  29. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    ..belo texto...se perdoar é um dom ou habilidade?
    O ódio nunca desaparece, enquanto pensamentos de mágoas forem alimentados na mente....Perdoar é só para os que mudam de polaridade!
    Boa quarta!
    beijos com carinho!
    ...como dizem nos grupos que participo...sou sempre o atrasadinho..,então:antecipadamente; FELIZ ANIVERSÁRIO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaaha, Adorei, "para os que mudam de polaridade". Bem bolado! Obrigada por suas felicitações antecipadas, um abraço!

      Excluir
  30. kkkkkkkkkkkkkkk
    Até hj tenho problemas com algumas estampas. Comece com os desenhos maiores, são mais fáceis. Os traços mais finos entopem mt fácil e são difíceis de sair no carimbo. É um saco kkkkkkk
    Bjos!
    amonailart.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Valquíria, sabe que eu achei que seria mais difícil, seu tutorial me ajudou muito. Percebi que temos que transferir a estampa rapidamente, porque ela seca. hahaha, Pior não foi isso...tentei duas vezes e a estampa não saía. Pensei: "meu carimbo veio com defeito". Então resolvi verificar se não tinha alguma película protetora, hahaha, tinha sim, a estampa não iria sair nunca. :( Retirada a película, deu tudo certo. hahaha Um abraço!

      Excluir
  31. a gente não esquece nada, pois que tudo fica arquivado nos escaninhos da mente, então quem quer esquecer para perdoar, vai esperar sentado como se diz...
    perdoar é perdoar mesmo, olhar para o outro sem mágoas, entendendo que como ser humano tem direito de errar. mas quem insiste no mesmo erro, bem, então aí o assunto é outro,rsrs
    adorei o tema, tenho certeza que tiraste a dúvida de muita gente. bjs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jeanne, é verdade, esperar o esquecimento é esperar sentado! O perdoar é mais que uma atitude, é uma atitude aliada a um sentimento. Sobre a atitude a razão tem controle, sobre os sentimentos a coisa fica mais difícil. Mas com o tempo e boa vontade, tudo se resolve. Um abraço!

      Excluir
  32. Oi Bia,

    Lembrei-me da frase de um autor desconhecido que disse que "Facilidade de perdão é incentivo ao crime." Mas você colocou muito bem a respeito.

    Perdoar é um ato de amor e característica de pessoas fortes, conforme já afirmava Gandhi. Não é fácil perdoar no verdadeiro sentido da palavra, qual seja, esquecer a ofensa, mas somente
    este tipo de perdão é libertador. Mágoas e ressentimentos são venenos para o corpo e o espírito. Ainda que leve algum tempo
    é importante vencer o orgulho e praticar o perdão.

    Como sempre, você esgotou o assunto e se posicionou de uma maneira bem ponderada.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera! Eu li essa frase sim, faz sentido, infelizmente, justamente por existirem ainda tantas pessoas dispostas a se prevalecer da generosidade alheia. Mas talvez sejam essas as que mais precisem do perdão, quem sabe um dia isso as ajude a "ir para a luz"? Um abraço!

      Excluir
  33. Amada Bia, que a Paz do Senhor Jesus esteja contigo.

    Concordo quando vc diz: "O perdão é um dom porque é inerente ao ser humano, mas é uma habilidade porque precisa ser praticado".

    Muito rico o conteúdo desta postagem, que Deus continue te inspirando.


    ps - Muito grato pelo comentário no post da entrevista. Te convido para conhecer a "Kookotta" uma chinesa que veio ver o meu Blog. Veja lá a postagem, ok?

    Um forte abraço.

    Pastor Edinaldo Domingos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, seja bem vindo! A entrevista foi muito interessante, darei um pulo no seu espaço para verificar a indicação. Um abraço!

      Excluir
  34. Perdoar é realmente proporcional ao tamanho da dor sentida sofrida, perdoar é divino como diz o ditado, mas de nada adianta se for da boca p fora, quem realmente perdoa tem que esquecer, acho que perdoo fácil demais algumas coisas, mas tenho dificuldade de perdoar a mim mesma! Bjooooss adorei o tema!

    ResponderExcluir
  35. Oi, Kellen. Curiosa sua colocação, eu estava pensando nisso ontem, que eu não havia dito nada em relação ao auto-perdão. Creio que essa é a minha maior dificuldade nesse ponto, de me perdoar, de me entender, de saber que erramos e temos a chance de fazer diferente. Isso é muito importante e para algumas pessoas, muito difícil. E tem razão, o perdão tem que ser sincero, porque senão, com o tempo, as mágoas voltam à tona. Um abraço!

    ResponderExcluir
  36. Olá Bia!

    Perdoar não é fácil quando tu sabes que a mágoa que te fizeram foi intencional. Acho que neste caso, a pessoa tem que ter uma grande evolução espiritual para conseguir perdoar o outro, pois esse outro nem sempre se propõe a reparar o mal que fez.

    No entanto, o perdão vem dos caminhos do coração, pois perdoar é um acto de Amor. Na minha experiência pessoal, necessito de tempo para perdoar. Geralmente, só consigo perdoar após uma conversa esclarecedora alguns dias depois. Nunca na hora nem no mesmo dia, porque preciso reflectir. Porém, se não houver o tal diálogo esclarecedor e nem houver gestos, ou actitudes que mostrem arrependimento sinto mais dificuldade em perdoar, em voltar a confiar e posteriormente a esquecer. Simplesmente afasto-me e passo a ver essa pessoa com indiferença.

    Mas se houver sinais de arrependimento e de empenho para resolver a questão com diálogo, então o perdão acontece naturalmente, assim como o esquecimento da má acção.

    No entanto, não guardo rancor e não tenho ódios.

    Bom texto.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...