terça-feira, 15 de maio de 2012

Uma garota e um novo idioma

Imagem by  Flickr

Trajava um vestidinho florido, os cabelos escuros estavam soltos balançando ao sabor do vento, os pés descalços na areia sentiam a umidade reconfortante que a faziam sentir-se em casa.
Suspirou, ouviu o barulho da sua respiração, fechou os olhos e assim pôde enxergar tudo com clareza.
Percebeu que outra garota passou por ela e se foi. Parecia tão familiar...Caminhou em direção ao mar e sumiu, sem ao menos se despedir. "Que mal educada", a outra pensou. Mas estava bem e uma atitudes dessas não a faria esmorecer.
Balançou a cabeça, sorriu e percebeu algo muito estranho, era como se parte do seu vocabulário houvesse se extinguido, e estivesse aprendendo a falar um novo idioma. Seria útil aprender a usar uma nova gramática da melhor maneira possível, pouparia transtornos futuros.
Ortografia, para aprender a usar as palavras certas, nas horas certas. Os verbos, muito importantes, para nomear as ações que praticaria na sua vida dali para frente. Elementos de ligação, como preposições, artigos e adjuntos, para costurar um caminho no outro, com coerência e harmonia.
Depois seria uma questão de organização: saber usar a pontuação correta era fundamental. Ponto final para encerrar o que não faz bem, interrogações para questionar o que a vida lhe pede, exclamações de alegria, muitas alegrias e surpresas,  reticências para continuar o que está bom...Aspas para destacar as partes mais marcantes e travessões para dialogar com quem acrescente, e não, silencie. A pontuação será um acabamento bem feito.
Entre títulos, frases, parágrafos e palavras, ela organizará novamente sua vida de um outro jeito.
Ah, ela descobriu quem era a garota que sumiu no mar. Era a parte dela, que por não se permitir aprender a falar com a vida de um outro jeito, partiu pra sempre, sem olhar pra trás.


61 comentários:

  1. Que maravilha,Bia!! E ainda bem que ela se deu conta .Agora falaria com a vida, do seu modo, mas sabendo como falar...

    beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Chica, não importa o idioma, o que importa é que ela saiba como falar consigo. Quando alguém se entende, o restante fica mais fácil. Um abraço!

      Excluir
  2. Belíssimo cara amiga.....tão profundo quanto a alma...

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Vanessa, em relação à alma, a minha é beeem profunda. Às vezes é difícil alcançá-la em todos os aspectos. Um abraço!

      Excluir
  3. belo texto
    http://luannaravanelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Bia,
    A vida se torna mais leve e se abre para o novo, quando abandonamos velhos hábitos.
    Deixamos partir em direção ao mar aquela pessoa que só nos prejudica e de preferência, que se afogue!
    Bela reflexão!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alcará, dando aulas me dei conta de que aprender não é fácil, aprender a ver de um outro jeito o que já sabemos é mais difícil ainda, porque estamos presos aos velhos hábitos e padrões. Mas negar esse novo ponto de vista a si é muito pior. E o que já não serve e faz bem, como disse, que se afogue! Um abraço!

      Excluir
  5. Olá!Boa noite!
    Tudo bem?
    A percepção de si mesmo dentro do agir é um aspecto relevante que distingue as pessoas, e ela, teve esta percepção...um recomeço...

    Obrigado pelo carinho da visita!
    Boa quarta!
    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomeçar, Felis, quantas vezes temos que fazer isso na vida? Quando perdemos alguém querido, quando estamos num emprego ou escola novos, quando temos um filho ou quando começamos um novo amor...Só o recomeço permite que andemos, para frente. Um abraço!

      Excluir
  6. Bia, eu quero aprender a falar o mesmo idioma que a garota do seu texto! E deixar ir embora aquela outra que dentro de mim, meio mal educada, insiste em não saber se comunicar...
    Essa história tem tanta leveza...e é tão bonita! Eu adorei!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isa, para começar a aprender um novo idioma, é simples: basta começar. Deixa essa menina birrenta ir embora, cansei de meninas fazendo beicinho dentro de mim, quero mais do mundo, muito mais. Um abraço!

      Excluir
  7. Seus textos vão crescendo e amadurecendo como a protagonista do texto, tendo que reaprender uma linguagem para se comunicar com a nova pessoa que surge nela mesmo. Você se superou !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Antonio, seus textos também sempre me parecem surpreendentes! Um abraço!

      Excluir
  8. Bia, bem vinda ao nosso desafio, As Amantes do Verão! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Turista, legal, não vejo a hora de começar...Desafio é comigo mesma! Um abraço!

      Excluir
  9. Lindo texto... representa direitinho a evolução... o amadurecimento. Parabéns pelo desenvolvimento! abraços e tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Barbie, amadurecer requer desenvolver novas habilidades, o que nem sempre é fácil! Um abraço!

      Excluir
  10. Boa noite, Bia. Maravilhosa a forma como você foi conduzindo o texto, e usando a gramática para exemplificar os fatos da vida, condutas que rotineiramente alcançam a cada um em tempos diferentes.
    Adorei passar aqui, e com certeza te seguirei.
    Obrigada pelo seu comentário no meu blog um dia desses, e espero você de volta.
    Parabéns pelo seu talento e blog.
    Um beijo na alma, e fique na paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patrícia, seja bem vinda! Pela vida passamos por várias fases, algumas boas, outras nem tanto...conservar a capacidade de reaprender com ela é um desafio necessário. Um abraço!

      Excluir
  11. Adorei Bia! Você tem uma sensibilidade tão grande para escrever...Prende a atenção de quem lê.... Obrigada pelo carinho! Abraço carinhoso!
    Ótima quarta-feira!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elaine, e você é uma querida! Um abraço!

      Excluir
  12. Bia

    Sua imaginação não tem limites, te leva ao mais profundo do seu ser.
    A vida e sua pontuação descrita nas suas palavras.
    Quanto mais te leio, mais te gosto!
    Um grande beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luar, muitos descuidam da pontuação, e a pontuação usada de forma errada pode modificar todo um contexto (ou uma vida). Um abraço!

      Excluir
  13. Bia, como é difícil usar as palavras certas nas horas certas. Tenho medo de falar tudo que penso e colocar tudo a perder. Às vezes parece que ninguém está prepara para ouvir tudo e sim apenas meias verdades... Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sim, Gilberto. Esse tem sido um grande dilema na minha vida, tentar usar as palavras certas para não causar um efeito "colateral", digamos assim. O problema é que as pessoas levam tudo para o lado pessoal, não tem o discernimento para entender o que se está dizendo. Como diria Cazuza, é a filosofia das "mentiras sinceras me interessam". Um abraço!

      Excluir
  14. Respostas
    1. Refletir sempre é bom, não é? Traz auto-conhecimento. Um abraço!

      Excluir
  15. Menina, que imaginação! Adorei!
    Fiquei fã desse cantinho, e tô seguindo aqui.
    Bom dia de quarta-feira, muita Paz*... e "cuidado com a ortografia e gramática, e coisa e tal; ah, muito legal o texto e também nem devemos nos preocupar tanto...rs
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mery, seja bem vinda! Tenho tentado tomar cuidado com a ortografia e com a gramática, mas tem horas que eu gostaria de simplesmente falar, sem me preocupar, sabe? Um abraço!

      Excluir
  16. Nada melhor que nos perceber não é mesmo parabéns minha linda mais um texto sensacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patrícia, obrigada. Tem pessoas que fogem dessa auto-percepção, com medo do que vão encontrar, e com isso deixam de crescer como ser humano. Um abraço!

      Excluir
  17. Gosto muito de ler o que escreve sempre me leva a refletir isso é um dom que tens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Waldir, o objetivo da escrita é mesmo levar à reflexão. Um abraço!

      Excluir
  18. Olá, Bia.
    Vim "Só para dizer..." o quão seu blog é maravilhoso e suas palavras e sua sensibilidade são belas. Sou seguidora desde já. Espero que se der, você passe pra conhecer meu cantinho, e que se gostar me faça companhia por lá também. =D
    Sera um prazer te receber. E desde já... Obrigada! E, continuemos... =p
    Uma ótima tarde de quarta-feira.
    Um forte abraço, Tati.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Att.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tatiane, seja bem vinda! Volte sempre que quiser, em seguida darei um pulo para conhecer seu espaço. Um abraço!

      Excluir
  19. Olá!Boa tarde!
    Tudo bem?
    ...ah..já comentei acima..então boa quinta!
    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  20. Ter a sensibilidade de compreender os signos é mt importante até mais do que saber um idioma. O conhecimento de uma gramatica nem sempre permite a comunicação, vira um instrumento deserto.
    Bjos!
    amonailart.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooolha, Valquíria, falou e disse. Não adianta mesmo ter um vocabulário vasto se não tivermos o dom da interpretação. Tem muito a ver com o que escrevi hoje, interpretar é uma questão muito pessoal, e corremos o risco de sempre entender da maneira errada! Um abraço!

      Excluir
  21. Olá,Bia!
    É uma língua difícil mesmo, que nem aqueles cursos bilingues conseguem ensinar. É preciso olhar pra dentro e aprender a falar pra fora.
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rike, definiu muito bem. Não se aprende a falar em um curso, e para fluir com perfeição precisa se fazer a conexão entre o interior e o exterior. Um abraço!

      Excluir
  22. Que lindo! Por isso que eu AMO as palavras. Elas são a vida! Elas demonstram sentimentos lindos, e nos permitem ser o que quisermos, e ser nós mesmo , principalmente. Amei muito seu texto! Favoritado :D (( Blog Spiderwebs << ))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sabrina, fico feliz que tenha gostado! Eu também amo as palavras, e acho que elas deveriam ser mais usadas para falar o que é bom. Poupá-las muitas vezes causa dupla interpretação, o que não é muito bom. Um abraço!

      Excluir
  23. Bia que lindo, eu tambem preciso aprender a pontuaçao certa nessa vida.
    bjs
    Lila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lila, aprenderá a usar a pontuação certa na vida com certeza, basta treinar bastante. Um abraço!

      Excluir
  24. ''Depois seria uma questão de organização: saber usar a pontuação correta era fundamental. Ponto final para encerrar o que não faz bem, interrogações para questionar o que a vida lhe pede, exclamações de alegria, muitas alegrias e surpresas, reticências para continuar o que está bom...Aspas para destacar as partes mais marcantes e travessões para dialogar com quem acrescente, e não, silencie. A pontuação será um acabamento bem feito.''

    Amei essa parte em especial, Bia.
    Lindo trazer pontuação pra nossa vida. Ela é tão necessária em todos os casos, né?
    Belíssimo texto! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Laís! Admito que tenho mais propriedade para usar a pontuação em textos, mas na vida estou aprendendo. Sabendo da sua importância, fica mais fácil. Um abraço!

      Excluir
  25. Oi Bia,

    No início do texto percebi que a garota que desapareceu no mar era a outra parte da protagonista.

    Seu texto é muito interessante e me perdi em sua criatividade e eloquência.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera, que ótima percepção...Consigo enxergar em você muito de sabedoria. Um abraço!

      Excluir
  26. Bia! Obrigada pelo carinho! Postei hoje as respostas do Verdade ou Mentira... Excelente quinta-feira! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi Bia, adorei o texto, essas aulas de ortografia da vida deveriam ser dadas na escola, muito bacana e criativo! Bjoooooss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kellen, sabe que depois que escrevi até pensei nisso, em levar o texto para a sala de aula, já que em breve trabalharei pontuação? Talvez seja interessante para eles entenderem sua importância. Um abraço!

      Excluir
  28. Olá vim desejar um dia cheio de muita
    alegria pra vc, com som de boa musica
    agradeço sempre a visita por deixar
    no meu cantinho a sua presença que
    gosto tanto.
    Parabéns por tudo que faz com bom gosto
    Bjusss
    Rita!!!!!

    Um texto que é um luxo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rita, um abraço carinhoso, dizer que o meu texto é um luxo me abriu um sorriso! :)

      Excluir
  29. Aprender um novo idioma é se abrir para uma nova vida.
    Muito bem feita as alusões com a ortografia e gramática e a vida. Afinal, ela não existe sem as palavras, sejam as mesmas escritas ou ditas.
    Muito bom Bia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Christian! Não importa o meio de comunicação, seja por palavras faladas, escritas, por gestos ou por músicas...Se não sabemos o que queremos falar, corremos o risco de provocar a reação errada. E sempre temos que aprender novas formas de comunicação, não é? Um abraço!

      Excluir
  30. Olá Bia, boa noite. Gostei do conto, leve mas sério. Penso, no entanto, que a parte da personagem que fugiu para o mar rapidamente regressará a terra. Nada, e muito menos em gramática ou ortografia, se perde: rearruma-se em infindáveis variações. Mais seriamente, concordo, somos muita coisa em uma coisa só. Dizia-me alguém há algum tempo que quanto mais contraditório for um ser humano mais autêntico lhe pareceria. Parabéns por mais este texto.

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.