terça-feira, 24 de julho de 2012

H de hostil

Imagem by Mgoncalles - Flickr

Não gosto de hostilidade e procuro não ser hostil com ninguém.
Posso compará-la à uma adaga pequena e fina, que fere um órgão não vital. Não mata, mas dói muito.

9 comentários:

  1. É tão pequeno o mundo da verdade
    Cabe numa mão aberta à sinceridade
    É planta escondida em mato de daninhas ervas
    É elixir da vida em gaiola de saudade

    Tão simples brotam hoje minhas palavras
    Será porque me desnudei das metáforas
    Ou apenas respirei um canto feliz
    De um pássaro de penas orvalhadas

    Tão simples devia ser perguntar
    Porque chora um coração e os olhos não
    Porque uma gaivota voa por sobre o mar
    Porque é imenso o universo do sonhar
    Boa semana

    Doce beijo

    ResponderExcluir
  2. É bem assim, Bia. Há quem procure o caminho da agressividade para se expressar, esquecendo é preciso empatia para se ter uma boa convivência, seja qual for a situação.

    Beijo...

    ResponderExcluir
  3. Hostilidade faz mal realmente...Procuro não a ter por perto!!beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  4. Bia,

    A hostilidade realmente é um ato bem desagradavel.
    É tão bom conviver com a gentileza e a delicadeza.

    bjo procê

    ResponderExcluir
  5. A hostilidade gera hostilidade.
    Pratico, conscientemente, a afabilidade.
    Beijo

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...