sábado, 16 de março de 2013

Carta para o tempo

Imagem by Freepik

Oi, como vai?
Não me conte, deixe-me adivinhar...andando em frente como sempre, não? Desculpe a piadinha tosca, um meio de quebrar o gelo depois de meses sem prosearmos.
Dois anos. Registrando boa parte do que aconteceu nesse período pude perceber claramente o quanto a  vida é instável e você, um cúmplice. Foi de uma generosidade extrema fazendo-me perceber que o passado nem sempre está acabado, tem o poder de ir e voltar de acordo com seus caprichos. Esses dias o Pedro Bial falou algo assim..."ter a oportunidade de viver algo que ficou no passado é como ganhar um bilhete para a máquina do tempo!" Penso que é preciso saber usar essa passagem com entrega, amor, e não me arrependo. Viajar nessa máquina me fez (faz) lembrar que viver vale a pena.
Por outro lado, numa alma de lombo tão marcado por desafios maiores que um corpo franzino poderia imaginar suportar, você foi mais uma vez duro e implacável...roubou por alguns (muitos) dias minha alegria e vontade de buscar. Mas eu já conheço suas manhas e mesmo a duras penas, não me entreguei. Tenho olhado para você com o rabo dos olhos de medo que, se o encarar de frente, veja em sua íris a sombra do que não desejo pra mim. Cansei de correr adiante e também de te esperar...tenho buscado andar a seu passo, ao seu lado, para que se sinta mais seguro e me veja como uma aliada, não como uma inimiga. Prometo que vou fazer o mesmo, e como sabe, sou uma mulher de palavra.
As discussões que tivemos foram reflexo de sua instabilidade emocional: efêmero quando estamos vivendo momentos especiais...lerdo quando estamos resolvendo problemas, tratando doenças ou buscando pelas mãos nossos sonhos. O que o tornou tão amargo assim? Espere, tempo, talvez não esteja amargo...só está cansado de sempre ditar as regras, e fazer escravos delas.
Quero lhe contar que não ando falando de você porque passei a contá-lo por imagens. Uma foto para cada dia do ano. Estou na foto número 75...em 365 quero ter colocado todos os trilhos no lugar e estar so happy! Você já me roubou a inocência e a ingenuidade...mas enxergar o mundo com poesia ainda me salva de ser esmagada por suas engrenagens. As imagens me devolvem o doce que seu tic-tac tem me roubado. Não me decepcione, não me faça acreditar que foi mais um ano à sua mercê, sob pena do meu doce talhar como uma delicada baba-de-moça em fogo forte ou amargar para sempre, e nesse caso o sempre será certamente demais para mim.
Prometo que em troca lhe darei corda e todos os meus ponteiros: das horas, minutos e segundos, para que cuide muito bem dos momentos certos (e) das pessoas que eu amo.
Já é tarde (ou ainda cedo, talvez?)...então me despeço deixando um beijo e um dos meus versos preferidos que escrevi outrora na tentativa incerta de amaciar seu coração: "quando a minha ampulheta verter na mesma velocidade da sua, saberei que os sonhos em comum serão possíveis".

Ass:  A menina descalça que ainda voa.


(Convido a conhecer esse cantor...versão linda.)

Esse texto faz parte da Blogagem Coletiva promovida pelo blog Escritos Lisérgicos, em comemoração ao aniversário  de seu blog (selo no topo, lateral direita). A postagem sugeria um texto baseado no tema "Dois anos".

****

Recebi o e-mail da Val, do blog Amo nail art, e da Van, do blog Retalhos do que sou, registrando o recebimento dos livros, agora já posso contar quais foram os títulos escolhidos. Para a Val, que diz gostar de ação e aventura, escolhi Sherlock Holmes, A volta de Sherlock Holmes, e para a Van, um doce feito de sabedoria, escolhi Escola de sabores, de Erica Baueimester, um livro que comprei por acaso e adorei...é uma história linda, com leveza e encanto. Gostei tanto que ofereci um exemplar à ela. 
Fiquei muito feliz por saber que gostaram! :DDD

60 comentários:

  1. Que inspiração maravilhosa,Bia! Linda carta.Adorei! beijos,lindo domingo! Ficou DEZ a participação ! chica

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo texto minha amiga como sempre nos leva a reflexões...fiquei pensando aqui o que me aconteceu de dois anos para cá.
    Parabéns as duas blogueiras que receberam os livros.

    ResponderExcluir
  3. Olá Bia,

    Gostei muito do enredo do texto...parabéns!

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Bem que senti, ontem á tarde, um ritmo mais acelerado no vôo dos passarinhos, nas asas da libélula sedenta, no balanço das folhas dos coqueiros e percebi que o pulso do tempo é que provocava todo este ressoar, pois de tão emocionado que ficou ao ler tua carta, não conseguiu se controlar.Ele, comovido, te atenderá.

    Que lírica missiva, Bia.Uma belíssima participação.Parabéns!
    Tenho de já começar a pensar na minha.
    Bom domingo.Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  5. Bia, o meu tempo eu conto pelos passos dados, por isso, é importante dar o primeiro passo, o resto se faz na caminhada. Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Bia!
    Lindo demais, pois li e reli várias vezes.
    Pela minha experiência de vida, não precisamos nem de dois minutos para viver um amor ou uma desventura e menos de um segundo para terminar o brilho do amor, basta uma palavra.
    Parabéns
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  7. Parece-me que andamos meio melancólicas heiim Bia? O tempo, sempre ele a nos fazer voar nas emoções.
    Uma carta de amor que me fez suspirar. O grande problema do tempo é que os relógios biológicos nunca batem na mesma sintonia e isso você disse muito bem, pois sempre um se sente lesado nos segundos, minutos, horas, dias, meses ou anos...E quando pensamos que ele já passou lá vem ele dobrando a esquina, trazendo na mão a mala da saudade...
    Parabéns pela inspirada participação.
    bjkas doces

    ResponderExcluir
  8. Olá menina, amei seu texto...fiquei aqui pensando em como a minha vida virou completamente nos 2 últimos anos, nunca nem imaginei como estaria nos dias de hoje, mas...o tempo...esse nosso amigo inseparável nos traz surpresas boas e outras nem tão boas, mas aprendemos a conviver com ele e seguir em frente sempre.
    Tenha um ótimo domingo.
    Beijos
    Jack

    ResponderExcluir
  9. Oi amiga!

    Venho aqui te deixar uma palavrinha de ânimo para esse fim de semana:
    De repente, a vida te vira do avesso, e, assim você descobre que o avesso é o seu lado certo.
    Tem coisas na vida que às vezes a gente não perde, a gente se livra.
    Boa noite.

    ResponderExcluir
  10. Oi Bia!
    Que texto lindo!!
    E Tiago Iorc cantando Legião é de babar! Adorei a dica.
    Tenha um ótimo final de semana!!

    Bejus

    ResponderExcluir
  11. Belo texto, Bia! A personagem é amável, doce. Gostei dessa característica.

    ResponderExcluir
  12. Olá Bia,
    que saudade de te ler!
    E sabe o que é melhor? Eu passei um bom período ausente, mas sempre com a certeza de que quando voltasse, me depararia com um belo texto.
    Expectativa sempre superada.

    Lindo texto, linda carta... O tempo faz tanto com nós, em nós e através de nós, não é mesmo?
    Ele vai passando e ensinando, moldando. Ensinando.
    E acho mesmo interessante refletir sobre o que Bial disse, quando no nosso presente se esguelha algo do passado, só pode ser explicado como máquina do tempo.

    Tiago Iorc é demais também, sendo assim, tuas palavras, citações e associação à música, foram mais uma vez, excelentes!

    Um beijo da sempre fã que está aqui saltitante por voltar,
    Jhosy

    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Assim como as estações, as pessoas têm a habilidade de mudar. Não acontece com freqüência, mas quando acontece é sempre para o bem. Algumas vezes leva o quebrado a se tornar inteiro de novo. Às vezes é preciso abrir as portas para novas pessoas e deixá-las entrar (...) E algumas coisas nunca mudam. E que comece o novo jogo, então!


    beijo...

    ResponderExcluir
  14. Oi Bia, meus parabéns pelo magnifico texto. Vibrei com a criatividade lirica.
    Destaquei esta frase aqui: «tenho buscado andar a seu passo, ao seu lado, para que se sinta mais seguro e me veja como uma aliada».
    Me deu a sensação que tudo o que a menina fala na carta para o tempo, é tudo projeção.
    Já Einstein afirmava: o tempo é relativo.
    Quando queremos nos harmonizar com o tempo basta desacelerar ou acelerar nosso ritmo pessoal, mudar de perspetiva.
    Obrigada pela visitinha e dialogo.
    Beijos além do espaço e do tempo.
    Rute

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Bia
    Parabéns à Val e Van pelos livros recebidos.
    Gostei da "missiva" e do vídeo. Não conhecia essa versão!
    Nós, desde quando nascemos somos submetidos ao "tempo". Aprendemos desde sempre a avaliar determinadas etapas para descobrir se o caminho que percorremos está dentro de nossas expectativas iniciais.O tempo é a compreensão de quanto de sofrimento ou prazer temos desfrutado ou recebido em nossas relações. Só não podemos incorrer no erro de não perceber que determinado resultado deve ser realizado ao longo da vida, e não o transformar numa necessidade compulsiva. E assim a vida da pessoa se transforma numa interminável tarefa de ocupar o tempo todo e se esquece de andar a seu passo,ao lado do tempo, para que se sinta mais seguro e veja como um aliado, não como uma inimigo.Interrogar-se sobre o passado, refletir sobre o que somos, a possibilidade de contarmos histórias sobre nós mesmos, é isso que nos faz cúmplices do tempo.
    Parabéns pela participação na Antologia.(vish... Chris e Bia, nem pensei ainda...)
    é isso...
    Obrigado!
    Bom domingo
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Lindo texto, Bia! Você escreve muito bem... adorei a carta. abraços e lindo domingo.

    ResponderExcluir
  17. Se a tristeza vier por qualquer motivo,
    Evite as sombras que ficaram para trás,
    olhe o caminho a sua frente e siga sempre.
    Assopre o pensamento triste,
    deixe escorrer a última lágrima,
    vá até o final do poço, mas volte renovado.
    Então respire fundo tirando da
    natureza a energia para elevar sua alma.
    E a paz que você procura será encontrada dentro de
    você onde DEUS deixou um pedacinho de si.
    Um abençoado final de Domingo.
    Uma semana na graça e na paz de Jesus.
    Beijos no coração carinhos na sua alma.
    Evanir..Minha mensagem com muito Amor

    ResponderExcluir
  18. Oi Bia
    Muito, mas muito bom seu texto menina!´Não é a toa que vc arranca elogios do próprio Chris kkkkk. Eu sempre digo que o tempo pode ser nosso amigo ou nosso inimigo, a gente que deve saber como usá-lo.
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Parece-me que nunca o alcançamos porque as situações que a vida nos apresenta chegam cheias de tramas, forçando-nos a desembaraçá-las, enquanto ele prossegue, impassível. Sua colocação a respeito da máquina do tempo é verdadeira. Podemos, algumas vezes, entrar pela mesma porta de onde havíamos saído e resgatar momentos não esgotados, arquivados no passado. Mas não chegamos lá porque o tempo permitiu, mas porque nos tornamos mais sábios, enquanto ele caminha. Creio que devemos ficar atentos aos nossos passos, não dando importância excessiva aos ponteiros do relógio. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  20. Olá Bia,

    Sua participação foi linda. A maneira como você expressou o seu conflito com o tempo foi emocionante. Gostei das palavras do Bial. É mesmo uma oportunidade incrível poder viver algo que ficou no passado.
    Creio que nossa relação com o tempo será sempre conflituosa, pois nunca conseguimos caminhar no mesmo compasso, o que torna bem desagradável nosso convívio com o relógio-rsrs. Além do mais, o tempo costuma funcionar diferentemente para as pessoas, o que dificulta ainda mais ajustes entre os tempos de cada um.

    Parabéns às ganhadores dos livros.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  21. Olá Bia
    Adorei esta declaração ao tempo, ficou linda sua participação. Adoro te ler, escreves maravilhosamente bem.
    Parabéns as meninas sortudas, ganhar um livro é muito bom.
    O tempo as vezes se torna um inimigo outras amigo depende da maneira que precisamos dele, é um chatinho,kkkkkk.
    Uma semana linda. Beijinhos.
    Obrigada pela visita, adoro.

    ResponderExcluir
  22. Bia, puxa, boa ideia: contar o tempo atraves de imagens diárias. Registrando o que mais chamou a atenção naquele dia. Depois, um livro de muitas páginas que a historia seria contada visualmente. Cada leitor tiraria suas proprias conclusoes. Já pensou quantas ?!

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Oi Bia
    Gostei muito do tema e até pensei aqui num textinho... mas não vou participar.
    Achei interessante vc escrever ao tempo. Tbm gosto de olhar pra trás e avaliar o que viv,o quanto aprendi, sobretudo qdo o que ficou no passado não foi mto agradável.
    Sigamos em frente, sempre!

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  24. E diga pro moço largar essa mania de sair correndo quando a gente menos espera...
    Em tempo: beijos.

    ResponderExcluir
  25. Olá, Bia! Gostei do seu canto aqui. Cheio de revolta e de romances! rs ;)
    E gostei também da passadinha lá no meu canto.
    Vivemos numa mistura de passado, presente e futuro e quando lembramos e falamos do que passou, temos a chance de poder dar novos sentidos ao vivido e aprender sempre com ele.
    Um abraço e até.

    ResponderExcluir
  26. Bia, fantástico seu texto, fui lendo e imaginando o que eu escreveria ao tempo hj, ando meio de mal dele, rrsr ele não está favorecendo muito meus dias kkkk, muito bacana a frase que citou do Bial tbém, parabéns, ficou show a sua participação! bjinhossss

    ResponderExcluir
  27. Olá, querida Bia
    Bem diferente das demais postagens até então sobre os 2 anos do blog do Christian...
    Parabéns!!!
    O tempo é o nosso aliado e nos favorece em muitas ocasiões... para mim foi super condescendente...
    Ainda hoje falava com uma amiga sobre isso, cada vez que passa me sinto muito melhor!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  28. Olá amiga Bia.

    Saudades de vir aqui. Parabéns pelo texto referente ao tempo. Ficou muito.
    Tenho estado com problemas, daí estar ausente. Creio que agora já está tudo resolvido e por isso voltei.

    Beijos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Olá Bia,
    Esse conflito com o tempo foi muito bem colocado.
    Estou divulgando meu blog e minha coluna em uma revista...Se puder, confira!
    http://www.hypeonline.com.br/index.php?page=db&secao=36&info=330
    www.democratizacaodamoda.blogspot.com
    Beijos mil

    ResponderExcluir
  30. Oi Bia,
    boa tarde,
    um texto fantástico,
    Quero parabenizá-lo para colocá-lo aqui em seu espaço.

    eu adorei
    como o vídeo
    uma melodia e letra muito agradável

    Desejo-lhe uma ótima semana
    um abraço

    ResponderExcluir
  31. Olá Bia
    Fantástica viagem, relatada através dos minutos que evaporam...
    A nossa memória é um grande tesouro, quando bem usada!
    E como na física quântica, onde não há limites de tempo e espaço...
    Assim é o escritor se liberta, ele voa ,ele dá azas para grandes histórias, como esta que acabei de ler!
    Parabéns, adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Oi Bia,
    Amo essa música,ela mexe muito comigo.
    Tempo,tempo,tempo esse que nos acompanha,que às vezes nos faz felizes em outras tristes,esse que não acompanhamos,mas que apenas deixamos nos envolver em seu curso.
    Uma ótima semana,abraço =)

    ResponderExcluir
  33. Fez um acordo com ele?

    Sujeito sábio, o tempo, mas não espera o passo de ninguém, o sujeito é que deve apressar o passo pra acompanhar o dele, né?

    Texto lindo, lindo!

    Beijo atemporal, Bia!

    ResponderExcluir
  34. Bia,

    Que carta franca e direta! Taí uma criatura que nos incomoda tremendamente não é mesmo? A fugacidade dele, como você maravilhosamente retratou na carta, está diretamente ligada ao nosso estado. Gostei imensamente! Gr. Bj. e uma semana de tempo mansinho pra ti!

    ResponderExcluir
  35. Apesar de ser já terça, vim te desejar uma semana maravilhosa :) Beijinhos!

    ResponderExcluir
  36. manina vc arrasou.belissimo ficou hein, amei mesmo, também estou participando dessa bc, beijos tenha uma linda semana.
    Um abraço carinhoso

    Paty Alves
    Ágape Amor Verdadeiro
    Patyiva
    Vou Conseguir

    ResponderExcluir
  37. Como vai menina descalça que ainda voa?

    Gostei de ler suas divagações sobre o tempo. É engraçado, o tempo perdido não volta mais, mas sempre podemos voltar no tempo em que perdemos. Até que ponto vale a pena voltar se o tempo não volta mais e se faz a partir do momento presente? Será para rever uma bela história que o tempo escreveu ou será um convite para uma perda de mais tempo?
    Enquanto divagamos sobre o tempo ele vai passando. É preciso acertar o compasso de nossos passos.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  38. Magnífica poesia para o tempo. Simplesmente uma valsa maravilhosas de letras muito bem colocadas. Adorei! Linda semana Bia!

    ResponderExcluir
  39. encontrei seu cantinho e me apaixonei
    bom texto

    feliz dia do blogueiro
    lindo dia bjs

    ResponderExcluir
  40. Bia, Bom dia. Maravilhosa, como sempre! Adorei a sua participação e acredito que o tempo é senhor sábio, que nada acontece fora dele sem um propósito específico.
    Não sei se retornar ao que já vivemos é tão bom assim, influencia muito no nosso presente, salvo, se pudéssemos transformar o passado em algo melhor, em erros não cometidos. Como isso não existe, melhor é vivermos não agarrados às lembranças passadas como se ainda fizéssemos parte delas.
    Na realidade, creio que sempre levaremos conosco algumas vivências passadas, que poderão fazer de nós pessoas mais tolerantes ou não.
    O tempo tem o poder de nos dar as opções, escolhas, fazemos nós.
    Cada tempo de vida é único e especial, sem igual e o tempo vive em outra esquina do que a nossa agora, e acredito, que assim sempre será.
    Lindo demais!
    Obrigada pelo seu carinho com o REDESCOBRINDO A ALMA, sua presença e comentários!
    Tudo de bom!
    Parabéns às meninas também.
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  41. Voltei para ler novamente. Gostei muito.

    ResponderExcluir
  42. Olá!
    Bia
    Bom te ver durante a semana lá no meu blog .
    Obrigado!
    Meu carinho
    Bom início de Outono.
    Feliz Dia do Blogueiro!
    Boa noitinha de quarta friaaaaaa
    Beijos

    ResponderExcluir
  43. O importante foi o dia que te conheci,
    Quando descobri que nascia em mim o sentimento uma grande sentimento,e
    pude perceber que nascia entre nós um sonho de uma bela amizade.
    A palavra é complicada, mas quem sabe seu significado é só quem tem
    a capacidade de poder apreciar seus defeitos e qualidades.
    A amizade quando verdadeira é um sentimento eterno que não tem fim.
    A minha amizade por você é tão especial que não saberei explicar .
    Sinto vontade de dizer o quanto é importante contar com você
    agradeço a Deus por ter te encontrado e descoberto com você a verdadeira amizade.
    Está sempre pronto pra me oferecer seu abraço, seu carinho incondicional.
    Em nenhum momento critica meus defeitos,
    Me mostra o que há de melhor em mim Me ajuda a enxergar,
    o quanto é feliz por ser meu amigo,
    Para mim hoje você não sabe quanto é especial levar esse carinho em seu coração.
    Feliz dia do blogueiro você que borda delicadeza , em alma
    almas com palavras doces e colore meu coração com amor poesia.
    Feliz, Dia do blogueiro minha eterna gratidão pela
    sua amizade.
    Um mimo te espera na postagem do meu blog
    simples como eu sou ,mais de coração.
    Carinhosamente,Evanir.
    Hoje fiquei sem internet o Dia todo por isso atrasada para te deixar meu carinho.

    ResponderExcluir
  44. oi Bia! voce como sempre estraçalhando o coração da gente com esse seu modo incrível de escrever e colocar suas dúvidas e acertos.
    Mais acertos do que dúvidas, sempre.
    adorei essa abordagem que voce fez ao tempo, falando diretamente com esse inimigo implacável, o relógio.
    voce foi perfeita, passou para ele tudo o que eu queria dizer. Posso ser sua sícia da postagem? kkkkk
    brincadeira, adoro ler voce, adoro vir aqui e sair cada vez mais admirando voce.
    Parabéns.
    Um beijo querida, boa semana (e tenha paciência, porque esse bandido nunca vai fazer o que voce espera dele...)

    ResponderExcluir
  45. Excelente carta, quem derá a opção de poder viver um amor do passado....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  46. Ah o texto, digo o tempo, como é bom olhar para tras e ver o caminho q ja percorreu.

    ResponderExcluir
  47. Muito bom Bia. O tempo é atemporal. E como o espaço, é relativo por mais paradoxal que pareça.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  48. Eu vim lá do blog do Cris ler a tua participação. Emocionei-me. Está belíssima a tua carta endereçada ao tempo!
    Beijo

    ResponderExcluir
  49. Bia querida! Como sempre, você nos encanta com suas palavras! Parabéns pelo belo texto! Obrigada pelo carinho e pelo comentário!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  50. maravilhoso texto, bem reflexivo. enquanto lia, fazia um paralelo com a minha relação com o tempo, e é bom, pq às vezes a gente não para pra pensar nisto, e é muito importante aproveitar e valorizaar o tempo.
    bjs

    http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  51. Primeiramente Tiago Iorc é um anjo que Deus nos enviou rs

    Bem... sobre o post. Acredito que essa sua "volta" ao passado e reviver emoções é uma BAITA Maturidade da sua parte. A maioria de nós fugimos daquilo que não volta. Por mais que tenha valido a pena.

    ResponderExcluir
  52. Muito boa sua participação na blogagem, Bia. Um lindo texto e cheio de reflexões importantes. Beijos e bom fim de semana!!!!

    ResponderExcluir
  53. toda vez q leio seu blog acabo entrando em profunda reflexão...hj vi o quanto o tempo foi amigo e carrasco em dois anos...belíssimo texto...bjos!!!

    ahhh...indiquei seu blo a um selinho...sinta-se a vontade para responder..

    bjos

    http://pingentesdeilusao.blogspot

    ResponderExcluir
  54. Olá querida Bia, tudo bem? :)

    Que texto maravilhoso!!!! Sabe, amiga, ando numa fase de reflexões profundas e percebo que todas elas são relacionadas a este moço caprichoso que é o tempo... Às vezes sinto-me perdida, desanimada, e às vezes ele ajuda, mas em outros casos, chuta cachorro morto, como diz o ditado... Também ando tentando melhorar esta "relação" rsrsrs e conciliar as coisas, para ter um equilíbrio em minhas vivências. Em alguns momentos penso que dou demasiada importância ao tempo, ou quem sabe isso ocorra por eu estar um pouco insatisfeita com a forma como lidei com ele e o utilizei, vai saber... :)
    Linda a carta, sem dúvidas é uma postagem daquelas que considero inesquecível, foi muito importante para mim esta leitura, obrigada por compartilha :)

    Um super beijo da amiga virtual que muito lhe admira!
    Bom fim de semana :)

    ResponderExcluir
  55. Oi, Bia!!
    Que profundo...
    Por favor, mande um recado para o Sr. Tempo para mim? Diz para ele que não consigo alcançá-lo, mesmo quando corro. Talvez devesse parar e esperar que ele passasse novamente por aqui.
    Estranho como sempre encontramos um pouco mais de nós, cada vez que nos falta algo ou quando nos perdemos.
    Bom fim de semana!! Beijus,

    ResponderExcluir
  56. Muito lindo Bia, participarei também com alguma coisa!
    hehehe tô pensando ainda, mas gostei muito da sua carta ao tempo!
    Beijos,SPIDERWEBS

    ResponderExcluir
  57. Olá Bia! Bom dia.
    Creio que devo fazer este mesmo pedido que a Luma fez a você, o maldito do Sr. Tempo precisa me deixar alcançá-lo porque neste um mês de ausência vejo que perdi muita coisa por aqui.
    Realmente, o virtual é um mundo estranho. Acabamos de verdade a sentir falta de ler e compartilhar os pensamentos com certas pessoas. A saudade de ler seus pontos de vista é recíproca e reafirmada neste texto tão peculiar, que é tão único, tão Bia. rs
    Eu gostei muito de sua participação. Voltar no tempo pode ser uma trilha perigosa para quem não está bem preparado e afetar o presente e o futuro. O ideal seria trazer do passado apenas aquilo que ainda nos caiba e, infelizmente, nem sempre é assim. Por quantas vezes carregamos, mesmo que inconscientes, ferimentos que não cicatrizaram e retornar ao passado seria tocar em uma ferida que já deveria estar curada.
    Contudo, encarar o tempo como um aliado, pode ser (e acredito que seja) um modo de se curar, rever e buscar outras alternativas.
    Particularmente sobre o espaço que criei e que comemorará dois anos dia 17, eu tenho a capacidade de preservar apenas o que de bom eu pude tirar proveito e o pouco de ruim, comparado a tudo o que recebi, serviu como algo também, como um exemplo de como não agir com ninguém na blogosfera.
    Aprende-se muito em diversas interações, má interpretações, divergências, acidez...
    Aprende-se muito com um blogue ativo.
    Muito obrigado por comemorar comigo estes dois anos e uma Feliz Páscoa para você e os seus.
    Abraço.

    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir
  58. O relógio nunca acompanha nosso tempo, sempre estamos em conflitos. Parabéns Bia, linda sua participação. Bjus.
    => Gritos da alma
    => Meus contos
    < => Só quadras

    ResponderExcluir
  59. Nossa, Bia, você tem uma sensibilidade notável para escrever, parabéns! Sua participação ficou muito boa... adorei a citação do Bial onde diz que: "ter a oportunidade de viver algo que ficou no passado é como ganhar um bilhete para a máquina do tempo!" abraços e tudo de bom.

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.