sábado, 9 de março de 2013

Quantos anos de vida tem um blog?

Meu blog está caminhando para completar dois anos de existência. Em alguns momentos tive a forte inclinação para fechá-lo ou excluí-lo, e tenho observado que alguns parceiros constantes tem se afastado desse espaço virtual. Afinal...quantos anos de vida tem um blog?

Imagem by Freepik

Em geral um blog, no início, é como um parque de diversões: você quer brincar em todos os brinquedos ao mesmo tempo, o que o torna um pouco sobrecarregado e confuso. Então percebe que está brincando sozinho porque não há ninguém com você, o que é chato...
Compreende que um blog público é um espaço de troca e começa a visitar outros espaços, percebendo como funciona a vida do blogueiro. Essa compreensão começa a se refletir no seu próprio espaço, que vai ganhando novos contornos e formatos.
Particularmente, vejo que meu blog é um reflexo direto do quanto eu mesma mudei. Do layout, aos textos, à frequência das postagens e visitas, tudo reflete o quanto se muda nesse espaço de tempo. Já não revelo tanto os momentos que estou passando, por um simples motivo: muitas das minhas angústias continuam as mesmas, e percebi que estava começando a ficar repetitiva. Não tenho o domínio para escrever o que não sinto e os textos continuam revelando minhas opiniões e minhas verdades, porém partindo para outros enfoques. Passei a focar no que me trouxe crescimento e nas levezas dos desafios literários. Essa atitude revela crescimento pessoal - ou reclusão por cansar de partilhar dores.
Entre inúmeros momentos em que pensei em sumir do mapa, vi e vejo muitos de meus amigos virtuais tomando essa atitude. Esses dias me peguei pensando que compreendi em escala muito menor o que sente um artista de sucesso, falo daquele que ama as pessoas e o que faz..ele quer compartilhar seu dom e sua arte com os outros porque só assim faz sentido, mas quando não consegue retribuir ao carinho e atenção recebidas sente que algo está faltando para que a troca seja completa.
Há momentos em que precisamos transbordar, outros em que precisamos de isolamento; há momentos em que estamos apaixonados pela vida e outros em que estamos decepcionados e amargos; há aqueles em que escrever  (ou outra forma de arte)  completa e conforta e outros em que só o convívio pessoal é capaz de dar o alento que o virtual não supre...do toque, dos olhos nos olhos, do cheiro de quem amamos. E nesse meio-tempo o blog pode ser o melhor companheiro, ou aquela casa que nos lembra o que está bagunçado ou do que sentimos falta e da qual precisamos de um pouco de distanciamento. Ou ainda, aquele lugar para o qual não faz mais sentindo voltar porque virou uma obrigação e a partida é o melhor caminho, mesmo que as poeiras fiquem para trás.
Há blogueiros que sentindo na pele o andar da carruagem mudando as marcas nas estradas da história, criam um outro espaço, com outros focos e objetivos, mais leves ou mais densos, mais coloridos ou transparentes...enfim. O público muda, a vida muda, mudamos a todo o instante e penso que o tempo de vida de um blog deve durar o suficiente para que haja prazer no exercício do blogar, sem pressões excessivas ou necessidade de ficar se justificando o tempo todo.
Desejo manter contato com aqueles que admiro e somam, e conservar a vontade de continuar com o blog...torcendo para que vire o registro de sonhos realizados e reflexo da realidade >>> menos dor e mais amor e diversão.
E para você...quantos anos de vida deve ter um blog?

* Aproveito para deixar um beijo gigante às mulheres que passarem por aqui em referência ao Dia Internacional da Mulher. Sejam corajosas, justas e guerreiras, sem perder de vista a doçura e a delicadeza.

Obs: esse texto faria parte da Antologia Literário do Cris, do Escritos Lisérgicos, mas percebi que a proposta era outra...posteriormente estarei publicando o texto para a Antologia.

99 comentários:

  1. Bia esta pensando essa semana sobre isso: quanto tempo dura um blog. O meu vai fazer quatro anos, e foi o contrario do seu relato. No começo escrevia pouco, talvez porque estava meio perdida nesse universo. Mas depois com as visitas em outros blogs e conhecendo virtualmente pessoas incríveis, onde algumas tornaram-se amigas. Desejo que seu blog não tenha um fim, que continue no presenteando com seus belos textos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Liene, que interessante...você tomou gosto pela coisa e seu blog evoluiu, isso é ótimo. No começo eu postava muitos artigos de outros autores, mas percebi que os leitores gostavam de novos formatos e ideias e tornou-se um prazer escrever o que eu vivo e sinto. Obrigada por seu comentário...me fez pensar sob outro aspecto. Um abraço!

      Excluir
  2. Uma pergunta que não sei responder. Tenho blogs que já completaram 5 anos... E ainda não tenho vontade de fechá-los. Tudo depende do cansaço ,do bom humor, da vontade. Sem ela, nada dá certo!c

    beijos e tomara fiques muitos outros mais aqui!Parabéns! beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica, é notório que os leitores a veem como um exemplo de bloqueira querida e dedicada, e o interessante é que cada espaço reflete um aspecto diferente seu. Foi essa necessidade que me fez abrir alguns blogs, fechar outros...hoje acho que cada um reflete bem um pouco do que sou. Cansaço, humor e vontade são ingredientes para a disposição (ou não) para tudo, não é mesmo?
      Um abraço!

      Excluir
  3. meu blog vai durar até o dia em que me encher o saco ser um criador...e não sei se isto vai acontecer!
    namastê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo, creio que em português claro esse é mesmo o limite...espero que a inspiração não o deixe, gosto de sua arte contemporânea. Um abraço!

      Excluir
  4. Oi Bia, meu blog acabou de fazer um ano, ainda não pensei em fecha-lo, mas diminui as postagens, pq gosto de dar retorno aos meus leitores dar atenção enfim...
    As vezes não posto pq não tenho nada de interessante para postar, geralmente eu posto transformações, decorações que acontecem comigo ou na minha casa, mas isso não acontece todo dia e as vezes nem toda semana, por isso eu preciso pesquisar para colocar um conteúdo que independa de fatos, pois não quero fecha-lo e espero que vc tb não feche..

    bjs

    Gélia

    http://euquefizouquaseisso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gélia! É uma outra preocupação do blogueiro postar conteúdos de qualidade e dar retorno para os visitantes...Independente do gênero escolhido para estruturar um blog, compartilhar conteúdos de qualidade e com boa apresentação estética e gramatical sem dúvida enriquecem bastante o espaço. Gosto muito de suas dicas, ainda esses dias voltei lá para dar uma olhada em suas planilhas, já que estou precisando me organizar de um outro jeito. Um abraço!

      Excluir
  5. Essa é uma boa pergunta... mais ainda não havia pensado.... Criei meu blog meio que descrente, na verdade não sentia firmeza naquilo que escrevia, mas aos poucos as pessoas foram elogiando, eu tomando gosto, comecei a ler mais sobre poesias lendo poetas famosos e os iniciantes e desconhecido como eu e assim fui criando meu estilo, mas o meu "pulo do gato" (vamos dizer assim) se deu quando eu conhecer, me apaixonei e fui viver com um poeta (bem maduro e esperiente) e que é apaixonado por Florbela.. Fiquei ainda mais apaixonada por ele (ao começar a conhecê-lo melhor e por ela também. Por enquanto não tenho nenhuma intenção de excluir meu blog de poesias, mais se um dia der vontade, por algum motivo... faço. Isso e muito mais aconteceu nesses últimos dois anos, pensei em participar da blogagem do Cris... o que vc acha? Bjus, adorei tua postagem.
    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nádia! Gostei de conhecer um pouco sobre sua história, veja só...aprimorou a arte da escrita através de um amor. Isso é lindo! Escrever num blog é um maravilhoso exercício de escrita por isso mesmo...nos leva a querer ler outras pessoas e apurar os sentidos para as belezas ocultas nas entrelinhas dos escritos. Penso que um blog deve ser excluído, ou encerrado, quando já não reflete mais o que sentimos ou somos. A blogagem do Cris me parece muito interessante, seria bom encontrar sua participação por lá. :D Um abraço!

      Excluir
  6. Bia, qdo comecei o blog era para, se perdesse os meus textos se algum virus infectasse o meu computador, eu pudesse recuperá-los. Percebo q mtos migraram para o Face. É gratificante o reconhecimento de outros blogueiros, essa troca. Muitos textos aqui me inspiraram, fiz mtas trocas, textos conjuntos, e isso não tem preço. Enqto houver inspiração estarei aqui, mesmo q não haja um comentário. Escrever e ler me traz felicidades, será algo q nunca morrerá em mim. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eder, a paixão com que falou sobre blogs e escritos é contagiante. Também penso que um blog é um bom arquivo de armazenagem que permite recuperação sem depender de um meio externo...seus textos são muito ricos e densos e faz bem em compartilhar conosco. Eu fiz o caminho contrário...hoje uso mais o blog que o faze, acho que depende qual é o meio de interação que se adapta melhor ao estilo do indivíduo.
      Desejo que esse prazer pela escrita o acompanhe sempre! Um abraço!

      Excluir
  7. Entrei nessa em outubro de 2002,
    lá se vão mais de dez anos.
    Vou ficando, enquanto esqueço a hora de partir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, li algo a respeito do seu tempo na blogosfera e fiquei boquiaberta...que sua partida fique esquecida no tempo por muitos anos. Um abraço!

      Excluir
  8. Se me permite, assino embaixo. Disse tudo. O meu (nosso)blog tem 4 anos neste endereço, havia outro antes com outra proposta.
    A duração de um blog depende de seu responsável. Vai de cada pessoa. Tem gente persistente e tem gente que nunca termina o que começa. Tem gente que se identifica e gente que é modinha. Tem uns que brincam e outros que levam a sério. E por aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, seu ponto de vista está de acordo com o fato de que blogs são espaços livres onde todos tem escolhas. O importante é fazer algo que nos faça bem. Um abraço!

      Excluir
  9. Olá Bia!
    Apesar de ser uma dessas novas 'parceiras' por aqui em seu blog, posso assegurar-lhe com os meus 6 anos de blogosfera que, mesmo a gente pensando que tem pouca gente nos lendo é puro engano, pois muitos leem, mas não comentam, ou porque não gostam de teclar, ou teclam com dificuldade ou têm preguiça mesmo, gostam apenas de olhar, ler, coisa assim.
    Espero que sua inspiração não a abandone, mas que seja apenas um período como eu e muitas outras já tiveram.
    grande abraço carioca


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Beth! Olha, mais uma há um bom tempo na blogosfera, que legal...Ler há mesmo várias pessoas que leem, mas percebi que o público vai mudando com o passar do tempo. Há aqueles que somem, aqueles que sempre dão uma passadinha, aqueles que visitam em retribuição, enfim...por isso penso que antes de tudo escrever precisa ser um meio de satisfação pessoal.
      Estou bem inspirada, apenas falta mais tempo para escrever, ou às vezes não escrevo para não falar de novo o quanto amo um homem e o quanto busco a realização dos meus sonhos, hahaha.
      Um abraço!

      Excluir
  10. Quando criei o blog antigo Sei que Deus existe era basicamente para postar textos religiosos, salmos e gifs tudo nesse sentido espiritual, ai ele foi roubado lembra? Pois bem me perdi, fiquei meio desorientada, qdo recuperei resolvi mudar tudo,queria expressar meus sentimentos, desabafar, e dividir com as pessoas o que gosto ou não, dizer ao mundo olha estou aqui, tenho as minhas ideias, devido ao grande numero que recebia também de e-mail com pessoas contando coisas de sua vida particular pedindo orações e conselhos troquei o nome do blog pois queria mais do que postar salmos, queria dizer a pessoa que esta do outro lado da tela: Olha aqui existe alguém que te ouve, claro que comentários diminuíram e visitas sumiram, desanimei um pouco, mas para ter um blog com coisas coladas e não o que penso prefiro assim. Esses dias pensei em parar com tudo pois estou sem nete, uso a discada e não d´para entrar em muitos blogs que são pesados....mas vou fazer o que, não sei qto tempo ele vai durar talvez como disse o Ricardo até eu perder a paciencia ou como disse no texto a vida der voltas demais e não ter tempo para postar.....mas hoje confesso amo meu bloguito, e as pessoas que conheci e admiro como vc, não seria possível ter tido acesso se não fosse ele. Antes achava que tinha que atualizar o blog todos os dias e visitar todos os dias e etc....hoje não, quem gosta de ler o que posto automaticamente vem, então isso que vale a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patrícia. Conheci você e logo seu blog sumiu, lembro-me da sua tristeza. E posso afirmar que realmente o formato mudou, isso deixa muito claro o quanto mudamos diariamente. Acho o formato do seu blog interativo e inovador, sem dúvida muito interessante. A questão que levantou sobre postar todo dia e visitar todo dia já foram sagradas para mim também, até que começamos a deixar outros interesses de lado e isso serve como um grande alerta.
      O tempo nos dá essa medida do blogar "saudável", digamos assim, quando conseguimos postar, visitar, sem deixar a vida real de lado. E o prazer está aí, tudo o que amamos deve ser vivido sem que o amor se torne uma obrigação...também gosto demais dos espaços que visito e das pessoas que conheci, são coisas que me fazem falta quando preciso me ausentar mais do que gostaria.
      As visitas diminuem mesmo quando você não visita todos todos os dias, mas em compensação acertou quando disse que aqueles que gostam verdadeiramente do nosso espaço voltam, independente de estar recebendo sua visita, ou não.
      E vamos que vamos juntas, minha amiga! Internet discada não é nada fácil, espero que consigo outra melhor em breve. Um abraço!

      Excluir
  11. Oi Bia,
    tenho blog desde 2001 e muitas aguas ja rolaram e quantas emoções vivi rs mas faço dele hj meu amigo.
    um domingo em paz
    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yasmine, seu espaço é reflexo de alguém com uma sensibilidade ímpar...que muitos anos venham de partilhas e sentimentos. Você iniciou o blog quando eu nem sonhava ter um, hahaha.Um abraço!

      Excluir
  12. Oi Bia!
    Você está com muitas visualizações e não pode renovar. De vez em quando renove, como sempre faço. Acabei de colocar uma receita minha inédita de NHOQUE no ar. Vá lá ver que delícia. Eu já almocei...
    E nada de fechar, o blog não tem tempo de validade, tem que fazer, às vezes, umas loucuras...
    Obrigada
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  13. Bia:
    Às vezes, uma única pessoa a faz prosseguir.
    Eu recebi um comentário no G+ : Você é poeticamente linda. Sabia?
    Só esse elogio me faz continuar...
    Não se mede o valor das pessoas por números de visitas e sim quando ela entra em nosso coração sem ser chamada. Pense nisso...
    Eu tenho 65 anos e nenhuma pedra no caminho me fez desistir de nada na vida...eu continuo, nem que eu tenha uma única pessoa que me lê.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli, como vai? Eu vi sobre o nhoque ainda pela manhã, quando a visitei...deve ter ficado maravilhoso! :) Para receitas eu tenho um blog de culinária que anda abandonado, coitado, mas logo estarei postando por lá de novo.
      Essa questão do número de visitas que recebemos já não é mais uma questão muito importante para mim...devemos blogar por prazer, não por números, e as pessoas que me visitam o fazem porque gostam verdadeiramente e isso não tem preço. Quando pesno em me afastar é por outras questões...
      Penso que a maioria dos blogueiros que se afastam é por falta de tempo, mesmo, o que pode ser sinal de que a vida está chamando, o que é muito bom.
      Um abraço!

      Excluir
    2. Bia. eu estou fazendo o que posso, pois estou adoentada, então, muitas vezes espero que me visitam para visitá-los. Não sei se é seu caso, no meu se dependesse de comentários eu não teria quase nenhuma visualização. São as mesmas pessoas que me acompanham desde que comecei o blog.
      Têm pessoas que colocaram seus rostos ali e nunca me fizeram uma visita e não serei eu a visitá-los.
      Os visitantes anônimos não se afastam, acontece isso com você?
      Beijos
      Lua Singular

      Excluir
  14. oi Bia querida, eu já tive sim vontade de fechar meu blog! mas era puro cansaço, falta de assunto, nenhuma vontade de sentar à frente do computador.
    Se tem uma coisa que me chateia é a sensação de que eu tenho obrigação de sentar e escrever.
    Não gosto disso!
    Sei que o blog é meu, que eu posso ficar uns dias sem dar "as caras", mas fica aquela impressão de abandono, sei lá...
    acho que nem sei explicar o que se passa.
    Mas adoro isso tudo, quando fico cansada eu me ausento mesmo, e depois volto cheia de saudade e de culpas rsrsrs
    meu blog fará tres anos, não vou fechar, porque tenho uma relação de paciente e analista com ele.
    eu sou a paciente, obvio! rsrsrs
    E através dele conheci pessoas maravilhosas, dignas, lindas, uma delas é voce.
    portanto, vou ficando...
    beijos, uma linda semana por aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ivani! Olha só, não sabia que seu blog tem tanto tempo! Adoro suas histórias e seus pontos de vista...você sempre me passa a impressão de que foi e é muito amada e isso me enche a alma.
      Tem toda a razão, a vontade de encerrar o blog geralmente é reflexo do cansaço ou da necessidade de se recolher um pouquinho dentro de si...compreendi isso e hoje, quando não estou bem para compartilhar os sentimentos, mudo o foco das postagens e evito comentar, apesar de continuar visitando. E logo vem essa saudade da qual falou muito bem, hahaha.
      Blogar é um caso de amor, hahaha.
      Um abraço, também adoro tê-la conhecido! :D

      Excluir
  15. Olá Srta! Gostaria de dizer que adoro o seu espaço e fico extremamente orgulhoso quando recebo uma visita sua, e o comentário nem se fala, e acho que nesse domingo solitário tive apenas o seu comentário o que me deixa ainda mais feliz por partir de alguém especial! Moça, vida longa ao blog, a literatura e arte, que possamos a cada dia mais fugir das regras e explorar e quebrar e remodelar, a vida! abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ives, obrigada por suas gentis palavras. Explorar e remodelar a vida são primordiais para que ela permaneça com gosto de "quero mais"...um abraço!

      Excluir

  16. Bia querida,

    Concordo inteiramente com suas colocações. Também acho que um blog deve durar enquanto haja prazer em blogar. Meu blog acabou de completar dois anos. O que começou por curiosidade e diversão, embora com propósito pré determinado, virou coisa séria e até estressante para mim. Sinto-me responsável por manter o blog na ativa haja vista o número de acessos nas postagens. Como você sabe, o meu espaço destina-se a levar aos leitores mensagens de equilíbrio, força e crescimento espiritual. O retorno, em temos de acesso, mostrou-me como as pessoas do mundo inteiro buscam este tipo de apoio. Não tenho mérito algum, a não a ser o de ter o cuidado de ler e selecionar textos que possam ter alguma relevância para o fim proposto pelo blog. Quando por cansaço ou desânimo penso em dar uma parada algo me cutuca e me recomenda a continuar. Tive que reduzir minhas publicações para duas vezes por semana e já até pensei em publicar apenas uma vez, pois o blog tem absorvido tempo importante da minha vida. Fico altamente estressada se não consigo retribuir minhas visitas no mesmo dia ou, o mais tardar, no dia seguinte. Não me sobra tempo para passear nos blogs amigos. Fico quase limitada à retribuição de visitas e isto me chateia. No momento, porém, não há, para mim, outra forma de blogar. Confesso que amo meu blog e não desejaria ter que colocar um ponto final nele a não ser por motivos alheios à minha vontade ou se algo muito forte viesse a me contrariar na blogosfera. Nesta hipótese, eu continuaria publicando, mas com exclusão da barra de comentários. (Não seria a mesma coisa, pois adoro o contato virtual com os amigos que sempre estão por lá).

    Gosto muito de você e dos seus textos. Você possui qualidades excepcionais e espero tê-la sempre por perto neste nosso mundo
    (ou até fora dele, se o acaso permitisse).

    Beijo e ótima noite.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera! Gostei muito de sua opinião franca e direta. É mesmo inexplicável como algo que se inicia por "n" motivos acaba se tornando uma paixão e como tal, muitas vezes estressante...Eu diria que já fui meio neurótica com essa coisa de ter que visitar todos os dias e postar constantemente, mas percebi que não estava dando muito certo. Também me obriguei a reduzir as postagens para semanais para poder retribuir, e nem sempre consigo...mas também não penso no momento em fechá-lo.
      Há muitos ganhos em se manter um espaço como esse: uma linha para reflexões e desabafos, a visita de pessoas queridas e ótimos conteúdos que encontro passeando por aí...ainda sinto falta de visitar quando o tempo está curto. Mas estou buscando resolver minha vida e isso demanda tempo, hahaha.
      Vera, seu blog é ótimo não só pelos excelentes textos que seleciona, mas também por sua presença sempre atenciosa e querida em nossas vidas. Isso faz a diferença...não é só o blog, mas a forma como você caminha ao lado dele.
      Concordo que excluir a barra de comentários pode não ser uma boa ideia...a perda da troca é imensurável. Não raras vezes mudei meus pontos de vista a partir de um comentário bem argumentado, e assim, crescemos como ser humano.
      Um abraço e espero mesmo poder conhecê-la um dia pessoalmente!

      Excluir
  17. Realmente é um desafio conseguir manter nosso blog né?
    Mas vc tem feito isso muito bem!
    bjao!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão...um desafio de conciliação entre a vontade e o tempo. Um abraço, obrigada pela gentileza!

      Excluir
  18. Bia - amiga que me compreende... ahahahahah (amei seu comentario na Verdade...), pois se eu tivesse mais tempo e nao menos, eu ia abrir o 6o. blog, visto que tenho algo legal na cabeça, mas ainda não pude colocar em pratica. Sabe, eu ando meio chateada por minha total falta de tempo livre, queria poder corresponder melhor com todos como já fiz até meses atras. Vou conseguir, paciencia é (um pouco de) virtude.

    Um beijo e otima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sissym, você já disse, nos conhecemos na maternidade, hahahaha. Tenho certeza que seu 6º blog seria ótimo, não deixe de me contar se abri-lo.
      Eu fico mesmo às vezes chateada com a falta de tempo para blogar, mas entre trabalho, estudos e resoluções da vida pessoal infelizmente o virtual acaba sendo sacrificado...mas não consigo mais me afastar definitivamente de pessoas AMADAS como você, fadinha!
      E tem razão, paciência é uma virtude...até certo ponto.
      Um abraço!

      Excluir
  19. Olá Bia, meu blog já passou dos 7 anos, firme e forte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, fico feliz em ler depoimentos como o seu! :D Um abraço!

      Excluir
  20. Oii Bia, adorei sua reflexão, me identifiquei com muitos trechos, de fato mudamos e refletimos nossas mudanças no blog, no início o Blog é um caso de amor, depois ele escraviza um pouco, tenho me sentido meio escravizada pelo blog, tem dias que faço tudo com prazer outros parece uma obrigação, tento respeitar meu tempo, mas nem todos tem essa compreensão, daí vem comentários do tipo, vc está sumida, lembre que estou sempre aqui kkkk tipo, cadê vc que não aparece??? kkk! Daí vira obrigação e perde-se o prazer, hoje por ex, estou inspirada, motivada, visitando todo mundo, mas não é todos os dias que nos sentimos assim, fora que temos mil afazeres não virtuais, e algumas pessoas não entendem isso! Eu Tenho postado pouco, dou mais prioridade as visitas do que as postagens! Tbém vejo amigos indo e vindo, resumindo a lua de mel com o blog dura um ano penso eu, depois os interesses e os sentimentos vão mudando, exatamente como em um casamento, rsr entendo bem tudo que disse! Bjooooosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha, ai, Kellen, me fez rir bastante...comparar um blog a um casamento, hahaha, só você. Talvez um bom casamento, já que fechá-lo poderia significar o divórcio, hahahaha.
      Penso que você deve aliviar essa pressão sobre si mesma, seu blog tem um conteúdo maravilhoso e espaçar mais as postagens não implicará em prejuízo. Tem essa questão de retribuir as visitas que toma um tempo lascado...na véspera de Natal, de férias, fiz questão de retribuir a todos que sigo, conclusão: Levei três dias visitando cerca de três a quatro horas por dia....pense! Adeus vida real, hahahha.
      A realidade é que o blog é um reflexo mesmo do quanto mudamos, então haverão adequações de postagens e visitas....e tal qual um casamento, o que não se pode perder é o prazer e a alegria que ele nos proporciona.
      Um abraço!

      Excluir
    2. Voltei para completar sobre estar ou não bem para comentar...gosto de deixar "um cheiro" pelos blogs que passo, buscando tempo para absorver bem os conteúdos para não comentar levianamente...contudo, como disse, nem sempre estamos bem para falar ou para interpretar adequadamente os escritos, algumas vezes tive a sensação de que falei o que não devia. Então aprendi que em dias assim é melhor não visitar, ou visitar sem comentar. Um ganho para os dois lados, melhor voltar em dias melhores. Sem pressão, minha amiga!!!
      Beijooos!

      Excluir
  21. Já pensei nisso inúmeras vezes. Não em tempo quantitativo, mas de satisfação, pois é esta que nos impele a continuar ou desaparecer.
    Comecei apenas para ter um lugar onde colocar meus poemas. E descobri que nem todos gostam deles. Já me disseram que falo do óbvio. Mas o que não é óbvio em termo de sentimentos? Muda, tão somente, a maneira de se lidar com eles e cada um tem a sua verdade, manifestada de forma diversa. Como escrevo por prazer, vou continuando. Muitos amigos ficaram ao longo dos meus dois anos de blog. E outros chegaram. Asim é a rotina de nossos espaços virtuais.
    Meu outro blog, voltado para prosa, funcionava com um diário, não pessoal, mas da realidade por mim vista, em determinados momentos. Manter dois é muito difícil e eu o deixei adormecer por quase um ano. Voltei a postar nele, por incrível que pareça, em razão de pedidos de alguns amigos. Isso me encheu de alegria.
    Gosto muito do seu. É autêntica e sabe se posicionar. Espero que possa estar aqui por muitos anos. Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marilene! Autenticidade me parece uma qualidade que aproxima como um imã, quero dizer, pessoas autênticas e de opinião atraem pessoas idem, porque só pessoas assim são capazes de entender e respeitar outros pontos de vista, mesmo quando diversos.
      Todos somos seres óbvios, na verdade...buscamos as mesmas coisas, sofremos as mesmas dores e amores. Não vejo nada de óbvio na maneira intensa e peculiar de que trata os temas óbvios...há uma larga diferença entre uma coisa e outra.
      Estou chegando agora em seu novo blog e espero voltar sempre que o tempo der uma folguinha...é bom sentir o carinho dos amigos, não é mesmo?
      Um abraço!

      Excluir
  22. Olá, Bia Hain!
    Lendo este post, encontrei essa frase muito interessante:"menos dor e mais amor e diversão". Você deu um recado a todos os blogueiros(a), de uma maneira inteligente. Tenho lido muita dor, e pouco resultado dessa dor... Abraço! www.beabadosucesso.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fabio, seja bem vindo! A dor precisa ser exposta e faz sentido quando nos transforma e ensina, caso contrário, fica sendo somente dor, e então não acrescenta nada a ninguém. Um abraço!

      Excluir
  23. Oi Bia,

    Pra mim o blog é uma extensão do meu eu, imagino que com vc deva ser o mesmo, e confesso que adoro seu espaço. Jamais pense em fechá-lo, tá!

    Quanto as visitas nunca me importei com isso, porque escrevo pra mim, claro que é bom ter a opiniao dos outros sobre os textos, mas escrevo porque é uma necessidade...posso até ser um tanto quanto egoista, mas o blog é só meu, cedo minhas palavras.....mas elas sao minhas...rs

    E esse blog é só seu...entendeu??..rsrs

    Abçs





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa! Obrigada por seus elogios...na verdade a ideia de escrever sobre o assunto surgiu de ver quantos amigos estão deixando seus espaços....mas compreendo que as mudanças naturais da vida colaboram para isso.
      Acho que está certíssima de ver seu blog como seu e assim se sentir livre para se expressar...como em tudo na vida, acabo mudando meu jeito e me ocultando um pouco quando percebo que estou magoando ou chateando alguém, mesmo se for um desconhecido. Essa é uma característica que imprime muita pressão ao indivíduo, talvez eu devesse ser diferente, mas o instinto de proteção fala mais alto. Então é fato que acabo por me expressar com um pouquinho de limitação.
      Um abraço!

      Excluir
  24. Lendo você me dei conta, ou melhor, não me dei conta que em dezembro o Inquietude fez três anos de estrada. Muita coisa, né?Sinto um misto disso tudo aí, dúvidas e inquietações, por vezes vontade de não postar mais nada.

    Mas, eu ainda gosto disso.
    Até quando? Não sei...

    Beijo, Bia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Milene....suas inquietudes são deliciosas de se ler porque imprimem inquietudes coletivas e humanas. Espero que continue gostando disso tudo por um bom tempo.:D Um abraço!

      Excluir
  25. O prazo de validade de um blog é indeterminado. Cada blogueiro imprime a seus blogs um pouco de sua personalidade. Estou de bem com o meu "Sete Ramos"; tenho agendadas postagens de poesias para todos os sábados até outubro e reservo as terças e às vezes as quintas para assuntos diversos. Uso esse sistema não como um trilho obrigatório, mas como uma trilha da qual possa desviar-me quando me aprouver, sem dores nem coceiras de arrependimento. E não é qualquer frustraçãozinha que vai me dar ordens sobre o que devo fazer com o blog.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Rodolfo, cada um tem seu time. Penso que um blog deve servir justamente do jeito que citou...como um meio de escapar um pouco da realidade real e buscar espaço, como se fosse uma varanda para onde vamos quando queremos descansar um pouco, desabafar tomando um chá (ou suco, ou cerveja) com um amigo e observar as histórias de quem passa. Assim vira prazer. Um abraço!

      Excluir
  26. Bia,confesso que o blog pra mim é uma terapia e não tem dia e nem hora pra acabar.Só quando sentir que não tenho nada a compartilhar com os outros,mas espero que tenha sempre algo a dizer.Eu adorei o seu texto.Conseguiu dizer coisas que sinto e nunca consegui transmitir.Parabéns por seus 2 anos de blog!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anne, o blog para mim também é uma terapia da qual sinto falta quando não posso acessar. Que bom ter se identificado com o texto, já está convidada para a festa em agosto. Um abraço!

      Excluir
  27. Bia querida! Tua visita é uma alegria para mim! Acho que o 1º comentário não entrou, então estou fazendo de novo... Adorei teu post! Este ano meu blog também vai fazer 2 anos... Enquanto o blog tiver coração, alma, está vivo! Quando se torna uma simples obrigação, começa a morrer aos pouquinhos... Uma abençoada semana!
    Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elaine, bom tê-la de volta. Sua disposição para continuar com o blog mostra que está se recuperando e seguindo em frente. Estou contigo! Um abraço!

      Excluir
  28. Olá!
    Bia
    espero que esteja indo bem nos concursos...
    gostei da analogia com o brinquedo no parque de diversões...
    ...bem, sou sincero e direto. Estou escrevendo um texto sobre quanto anos de vida tem um blog e vou reproduzir em parte aqui:"Penso que um Blog para continuar , precisa apresentar uma nova ideia, uma nova maneira de ver as coisas já sabidas e até uma dificuldade para que se continue pensando como antes. Dificilmente teremos alguma inspiração desconhecida, por completo, porque quando você se aprofunda em determinada área , novas informações são muito raras. Portanto para que minha caneta não fique guardada no estojo , quero procurar novas inspirações, objetivos e limites.Não quero chegar ao ponto d inércia e estagnação e ver que não estou mais conseguindo cumprir meu papel de blogueiro e ver , também, que muitos já guardaram suas canetas porque foram coerentes...e, corajosos em suas atitudes..."
    Então!...é isso e mais um pouco...fora algumas coisas que me deixaram muito chateado.Mas faz parte...amanhã é outro dia!
    Feliz Dia da Mulher, todos os dias.
    Meu carinho
    Boa noite
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felis!!! Dei uma pausa para descansar mas já estou vendo os conteúdos para estudar para outros concursos. Tentando conciliar o serviço o dia todo com os estudos.
      Seu texto me parece falar de sentimentos profundos que afloraram com o blog. me fez pensar o quanto um blog pode mexer com coisas que nem sabíamos que existiam...Em alguns momentos aparecem coisas se repetindo (estagnação), em outros o novo com o qual não sabemos lidar. No fundo, um grande reflexo da nossa própria vida.
      É sábio aquele que prefere "guardar a caneta" e encerrar seu blog quando já não se sente mais à vontade ou não vê o que mais pode dividir com o outro, assim como aquele que se renova e partilha com os outros sua renovação.
      Sua chateação de alguma forma me deixou triste. Apesar de não conhecê-lo pessoalmente sinto que é alguém sensível, que sente profundamente (apesar de ter uma clareza absurda sobre tudo), e não gosto de saber que uma pessoa sensível é magoada, porque muitas, com o tempo, acabam estrangulando essa característica tão linda e rara.
      Não se feche para o mundo...
      Um abraço!

      Excluir
  29. Penso que um blog reflete bem as nossas alternâncias e as que nos envolvem: compromissos, horários,movimentos, sentimentos...e como tais podem soar freneticamente ou suavemente, mas se serão constantemente vai depender do quanto fomos fisgados por esta trilha blogosférica.Não penso em quanto tempo haverá a duração, apenas vou usufruindo o melhor deste tempo: as trocas maravilhosas que aqui ocorrem, como a que temos, Bia.
    Gosto duma charge que a Luma tem em seu blog.Diz assim:"Só blogueiro entende blogueiro!"
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Calu, tem razão. O blog reflete profundamente as fases da própria vida. Me incomoda quando passo a falar sempre dos mesmos sentimentos e assuntos, porque seria um reflexo de uma vida tosca e sem graça...mas é bom para que eu me dê conta e mude a rota.
      Gosto demais do que leio em seu espaço e sem dúvida só quem faz parte desse mundo e dessa troca entende o quanto é apaixonante.
      Um abraço!

      Excluir
  30. Que perguntinha difícil, heim? Não sei qual é a idade média dos blogues, mas sei que a maioria fecha antes de completar um ano. Então a conclusão é que muita gente "abre" um blogue achando que é fácil e desiste antes desse prazo. Com o passar do tempo, forma-se o blogueiro e como uma escola, ele precisa de tempo para encontrar o seu caminho e amadurecer. Como uma paixão, existe o estágio da euforia e depois da acomodação - essa última, no bom sentido, pois o blogueiro compreende que não vale postar todos os dias se que o conteúdo não satisfaça ele e consequentemente o leitor do seu blogue. Talvez a frustração de muitos blogueiros recaia na análise de que o pouco que tem postado, possa não satisfazer o seu leitor. Vamos dizer que todos nós andamos sem tempo e o blogueiro que posta todo dia, corre o risco de ser lido superficialmente, ou melhor, em partes. Afinal, nem todos os dias conseguimos ler todas as postagens do nosso leitor de feed e acabamos por ler somente a última postagem. Para um blogueiro ficar pronto, leva em média quatro anos - após esse tempo, ele pode fechar o blogue sem arrependimentos, pois já sabe o que quer. Quatro anos é a meia-idade de um blogue.
    O que devemos fazer para manter viva a chama da inspiração é não nos sobrecarregarmos como cobranças, dormir na hora certa, passear, interagir com amigos reais e ler bastante. Temos que sentir saudades do blogue e estando longe, olhá-lo com carinho e arquitetar seu próximo alimento. Afinal, como um bichinho doméstico temos que estimá-lo para que ele viva muitos anos.
    Parabéns pelo dia internacional da mulher!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luma!
      Sua resposta foi quase uma aula sobre o tempo de vida de um blog e quais são as fases por qual passamos. Significa que só estarei "formada" daqui a uns dois anos, hahaha.
      Eu fazia questão de postar todos os dias, até perceber que não dá mesmo para visitar todo mundo todo dia, e me dei conta de que isso é difícil para o leitor também. Me dei conta após ler um post no blog do Chris, Escritos Lisérgicos, onde ele comentava sobre isso, sobre os blogueiros que postam tanto que não dá tempo ao leitor de degustar seu conteúdo. Então passei para três postagens semanais, depois duas, e hoje me sinto confortável com uma vez semanal, às vezes duas participando de alguma blogagem coletiva...
      Enfim, parece mesmo um tema muito simples para quem não está dentro desse mundo "blogosférico", hahaha.
      Adorei o último parágrafo, que fala sobre qual é o sentimento que rege o amor por um blog...como se fosse um bichinho de estimação da qual sentimos saudades e inspira cuidados. Sinto isso quando não tenho tempo de interegair com os amigos.
      Algo me dizia que você teria muito a dizer sobre esse post, acertei. Adorei sua presença.
      Um abraço!

      Excluir
  31. Também já me perguntei quanto tempo dura um blog e em alguns momentos já pensei em parar, pois como sabemos dá muito trabalho, apesar de ser muito prazeroso. Por enquanto vou continuar... Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilberto, não pense em parar, você é meu informante sênior para assuntos cinematográficos, hahahaha. Um abraço!

      Excluir
  32. Bia adorei seu post, acredito que a gente inicia um blog com um objetivo mais alcança outros diferentes que se tornam bem mais importante que o primeiro, e quando isso acontece há o desejo de se manter no ar, bem, falo por mim, rss. Fico muito chateada quando vou visitar um blog que gosto e ele nao esta mais atualizado vê se que foi abandonado totalmente, é como se abandonasse uma criação um "filhinho " rsss, acho que a gente gera e as pessoas que visitam e comentam dão vida a eles. Bjooss
    Um abraço carinhoso
    Paty Alves
    Ágape Amor Verdadeiro
    Patyiva
    Vou Conseguir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paty! Seu comentário me fez lembrar do Culinária na boa, coitado, há tempos não recebe uma atualização. :( Preciso postar por lá, está mesmo abandonado.
      Também fico triste quando vou a um blog querido e vejo que a pessoa sumiu...mas cada um tem sua vida e seu tempo. Afastamento muitas vezes serve para organizar os sentimentos e planejar os próximos passos com clareza.
      Um abraço!

      Excluir
  33. Acredite... Aqui neste mundo virtual você nunca estará sozinho. Sempre alguém compartilhando e apreciando o que escreves. Um feliz dia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francis, penso bastante nisso...no quanto a presença no mundo virtual, além de tudo, é uma forma de não nos sentirmos sozinhos. Isso só não pode substituir a vontade do contato real. Um abraço!

      Excluir
  34. A vida é uma constante mudança e cada dia temos algo diferente na cabeça e, às vezes sentimentos que não conseguimos guardar só pra nós mesmos. Por isso compartilhamos por toda vida nossas mudanças. Vou até ficando por aqui para posteriormente retornar. Beijão Bia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rose! Quando os sentimentos transbordam e não temos com quem compartilhar, usamos o blog como um meio de fazê-lo e ainda aprender com quem chega para ler. Um abraço, seja bem vinda!

      Excluir
  35. Bia, creio que cada blogueiro escolhe seu tempo, podendo variar de acordo com disponibilidade, objetivo, etc. Gostei de seu texto e me identifiquei com alguns trechos, pois de fato com o tempo nós mudamos e isso influencia na mudança do blog... também, já pensei em desistir de blogar e sumir da blogosfera mais de uma vez e cada vez teve seu motivo diferente, contudo, decidir ficar todas as vezes, afinal, nos momentos em que eu fiquei triste, o blog me ajudou muito. ;] Estava com saudades de suas atualizações. abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Barbie! Meus sentimentos e pensamentos em relação ao blog são muito parecidos com os seus. Esses dias li em seu espaço algo que me fez pensar, que o tempo gasto diariamente com o blog (saudavelmente) seria em torno de duas horas diárias. Acho que está certíssima, é uma cota razoável. Só extrapolo um pouco nos finais de semana, mas mantendo um limite não se corre o risco de ficar vivendo somente virtualmente. Um abraço!

      Excluir
  36. “Foi tão bonito você me emprestar a vida assim
    Ver que eu não tinha saída e seguir por onde eu vim.”


    Chico Buarque

    (já comemoro)


    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Margoh, suas delicadezas são sempre um momento em que minha alma pára para respirar. Um abraço!

      Excluir
  37. Bia, não sei quanto tempo dura um blog mas sei que quanto mais tempo passa mais difícil fica o pensamento de acabar tudo. No início pensei várias vezes em cancelar, mas desistia.No início era um espaço pra mim mesmo. Só depois fui aprendendo a vida de um blogueiro.

    Normal alguns visitantes contínuos desaparecerem do nada. Alguns meus também fizeram isso. Acho que já venho aqui há um bom tempo. Não sei se já completou um ano, mas enfim. Também tenho angústias e muitas vezes um desânimo forte. Enfim... Beijos e feliz dia da mulher atrasado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio!
      Concordo...é mais fácil o blog ir mudando de formato e ganhando novos contornos do que acabar com ele. Houve um tempo em que pensei muito nisso, em sumir não somente do blog, mas de qualquer meio de "vida" virtual. Hoje, com sentimentos e metas mais claras, a ideia está temporariamente arquivada.
      Faz tempo mesmo que vem aqui, herança ainda dos tempos de Dihit. :D
      Um abraço!

      Excluir
  38. Oi amiga! Saudadesssssss de ocê e seus maravilhosos textos, entro em imersão e saio relaxada....
    Tudo existe até o momento que faz sentido para você, né verdade? E neste momento estou integrando o blog com FanPage e desenvolvendo uma plataforma com um amigo desenvolvedor para a loja virtual da Jubiart ficar "redondinha" (vc é a primeira pessoa na telinha que esta sabendo disto). Via o blog como um instrumento de trabalho, é claro que ele se tornou bem mais que isto... Tenho hoje contato com pessoas queridíssimo do outro lado do planeta, meu projetos ganharam o mundo, e meus sentimentos de alegria, tristeza, indignação como os seus são compartilhados e isto nos deixa mais leves...
    Bia vc tem esse dom de destravar meus dedos no teclado rsrsrsrs,
    Vou fazer um cafezinho... Tenha um dia maravilhoso!

    Beijõessssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bia, é bom saber que produzo doses de relaxamento imediato! :D
      Estou adorando saber do seu novo projeto de integração do blog com a FanPage e ampliando seus horizontes, isso é maravilhoso! Sabe que sou sua fã por suas características empreendedoras, corajosa e agregadora. :DD Mega feliz por você!
      Sentimentos compartilhados, mesmo os que não são tão bons assim, nos deixam mais leves e nos fazem sentir humanos.
      Está convidadíssima e soltar o verbo sempre que vem aqui, pessoa simpática!
      Um abraço!

      Excluir

  39. Os poucos amigos que te apóiam na queda, são muito mais fortes do que os muitos que te empurram.
    Que o nunca mais nunca se cumpre, e que o pra sempre sempre acaba.
    minha família com suas diferenças, está sempre aqui quando eu preciso.
    ainda não inventaram nada melhor do que colo de mãe desde que o mundo é mundo.
    Vou sempre me surpreender, seja com os outros ou comigo.
    Que vou cair e levantar milhões de vezes, e ainda não vou ter aprendido.
    vejo na amizade o amor mais profundo .
    vejo na amizade o amor ,mais profundo amo com a alma minhas amizades acredito ,
    todos são sinceros comigo.
    Eu ainda acredito que minhas amigas e( Os)
    são sinceros comigo.
    De todo coração agradeço.
    Um abençoado final de semana,
    beijos de paz e luz,Evanir.
    Hoje é considerado o Dia Nacional da Poesia,
    pois foi nesta data que nasceu o grande poeta brasileiro Castro Alves.
    Disse um poeta um dia que a vida é a arte dos encontros,
    embora haja tantos desencontros pela vida.
    Feliz Dia do poeta.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evanir, obrigada por ter lembrado de mim nesse dia tão especial...um abraço!

      Excluir
  40. Oi Bia,
    Concordo que o blog deve durar o tempo que nos sentimos a vontade pra escrever.Esse ano meu blog faz 3 anos e já posso observar lendo alguns textos antigos o quanto venho mudando,tanto na forma de escrever quanto pensar e isso é bom.
    Ultimamente ando postando uma vez por semana,até tenho vontade de postar mais,porque tenho alguns textos guardados mas quero poder visitar mais outros blogs,comentar e ter essa interação que você falou,mas por enquanto é isso.
    E vamos seguindo,porque ter um blog é maravilhoso!
    abraço =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suelen! Qualquer pessoa que deseje fazer um exercício de autoconhecimento deve reler os textos mais antigos do blog...é absurda a diferença em tudo, nos sentimentos, nas palavras, na expressão. Mesmo os sentimentos que permanecem os mesmos ganham novos contornos com o tempo, e registrá-los é uma forma de perceber e meditar sobre isso.
      Sem dúvida o intervalo entre as postagens deve observar o intercalar entre a interação e a vida real. Só assim a vida do blogueiro de carteirinha está completa.
      Um abraço!

      Excluir
  41. Oi Bia querida


    Acho que o blog deve durar o tempo que o teu coração permitir...
    Como você, eu escrevo geralmente o que sinto, mas não acho que tenha obrigação de fazê-lo... Acho que a partir do momento que você se vê obrigado a fazer determinada coisa, deixa de ser prazeroso e isso não pode acontecer no mundo virtual, porque pra deixar pra trás só é necessário um clique... Fica fácil.
    Espero ainda visitar muito esse cantinho que é tão especial e que ele sobreviva lindo e intenso por muito tempo.

    Beijos e um ótimo final de semana.
    Ani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ani!
      Tem toda a razão...é mesmo fácil terminar um blog com alguns cliques, e toda uma história fica para trás no roll dos excluídos. Parece fácil,mas para quem sente um blog como uma extensão de si próprio é um tanto complicado.
      Obrigada por seu carinho, um abraço!

      Excluir
  42. Bia, o universo blog é um pouco daquilo que você nessa bela reflexão retratou. Não dá pra se falar em prazo, apenas se pode falar do hoje. A existência de um blog dependerá do que ele poderá nos representar amanhã ou não. Então, vivemos o agora. E o futuro; deixa rolar pra ver o que acontece. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paulo! Não só em relação ao blog, como em relação à tudo, não se pode prever o amanhã. A vida às vezes é tão louca que tudo pode mudar em um segundo, assim, como a existência de um espaço virtual. Um abraço!

      Excluir
  43. Olá querida Bia, creio que um blog deve durar enquanto existir o prazer de publicar e interagir com seus seguidores e amigos.
    Eu devo continuar com o meu blog que completará três anos em julho e enquanto a poesia vier me falar eu estarei por aqui com minha alma e coração nas páginas do Poesias e Prosas, agradecidos pela companhia dos amigos.
    Obrigada, querida, por você ser uma entre os amigos que não me deixam só!
    Feliz final de semana!
    Beijos, Vilma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vilma, mais uma que sobrevive na blogosfera a um bom tempo, que legal. Continue assim, dona de um espaço certo de palavras lindas e bem traçadas. Um abraço!

      Excluir
  44. Oi mulher guerreira!
    Mesmo depois de passado vários dias, não podia deixar de vir te parabenizar pelo Dia da Mulher!
    E quanto a vida de um blog acredito que depende realmente de quanto estar ali faz bem para o blogueiro. Concordo que quando passa a ser apenas uma obrigação deixa de ser algo aconchegante e agradável aos visitantes.

    Bejus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Naty. Obrigada por sua felicitação...concordo contigo, quando o blog vira uma obrigação isso acaba por transparecer nos escritos e atitudes do blogueiro. Um abraço!

      Excluir
  45. Para mim, o blog e a revista terão vida longa e por isso que procuro pessoas para me ajudar, pois administrar e desenvolver não está sendo fácil. Bia, não sabia que vc escrevia tão bem, vai ser um sucesso no blog da revista. Beijos =*

    ResponderExcluir
  46. Olá Bia.

    Parabéns pelo texto. Sabes, o meu blog tem quase 4 anos. Nunca pensei em deixar de blogar. Adoro escrever e interagir com parceiros, blogueiros, amigos, etc. Escrevo o sai da minha mente e do meu coração. É muito bom trocar ideias.

    Beijos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  47. Olá Bia.

    Creio que a longevidade de um Blog, está diretamente relacionada com as expectativas alimentadas pelo Blogueiro e a consciência do porque, para que e para quem Blogar. A ditadura da reciprocidade, cobranças, imposições, obrigação, artificialismo... Costumam conspirar com o desânimo, o desestímulo e a decepção.

    “Vida longa e próspera!” Ao seu, ao meu, aos nossos Blogs.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  48. Bia, eu penso muito nisso, e penso também em como o meu blog mudou ao longo de mais de 4 anos.
    De certa forma ele nem lembra mais o que era no começo, mas eu mesma não sou mais a mesma pessoa...
    Nunca pensei em deixar de blogar, mas quando percebi que meu blog estava maior do que eu, criei outro só pra mim. Assim consigo separar o que é exclusivamente meu, exclusivamente eu, do que é apenas um pouco de mim...
    Confuso, né?

    beijossssss

    Ah, recebi seu livro, e estou doida pra ler. Está na fila, e na verdade passou à frente de outros rsrsrs
    Muito obrigada de novo!

    ResponderExcluir
  49. Olá Bia, é sempre um prazer estar por aqui. gostei da postagem, eu nunca questionei sobre a durabilidade do meu blog, o que me cobro muito às vezes é que me dedico inteiramente ao blog e não interajo com outros blogs, fiz isso de início. depois dei uma parada. a visão que tenho do meu blog, é entrar , puxar uma cadeira e estar comigo mesma. hoje já não me cobro mais essa questão de interação com outros blogs, sei que aumentaria significadamente os comentários, mais isso passaria a ser obrigação, o que eu não gostaria, pois já tenho muitas no dia a dia entre casa, marido, filhos , neta e outras obrigações... mais também me dá muito prazer saber a quantidade de pessoas em todo o mundo que compartilha esse olhar em cada postagem , cada um com sua particularidade e universo. bem, sem mais vou ficando por aqui , lhe desejando um bom dia, vc é muito generosa, uma querida mesmo, bjs!

    ResponderExcluir
  50. Olá, querida Bia
    Agradeço o seu comentário tão sucinto em meu blog e, ao mesmo tempo, encorajador do Tema primordial dele...
    Olha, Bia, amo blogar... amo escrever... é uma necessidade imperiosa pra mim...
    Vou te dar uma notícia em primeira mão: acabo de receber dois livros meus do Revisor... estou tão feliz que vc nem imagina!!!
    Está sobre minha cama esperando eu recostar e ver como ficou...
    O terceiro vai nesta semana para ele...
    Por que te falo isso aqui???
    Tudo "culpa" do blog ou melhor dos blogs... (rs)...
    Sempre quis e gostei muito de escrever pois é um Dom que recebi do Alto...
    Até aí, tudo bem!!!
    Depois, fiquei, através do blog, mais pontuada, centrada na escrita e pautada em como começá-los...
    Os seguidores e comentaristas foram me dando pistas...
    Eles são meus verdadeiros aliados!!!
    Lêem os posts com um olhar magnânimo e incentivador... com o coração largo...
    Só Deus e eu sabemos como fui incentivada e feliz com eles... por eles...
    Fui criando novos porque senti necessidade de ir separando temáticas distintas e me preparando para organizar-me por conteúdo... compreende,querida???
    Tenho 3 anos e meio de blog e to já preparando a festa de 4, se for da Vontade divina...
    A de três foi lindíssima porque foram 80 estrelas brilhando comigo... Uma verdadeira bênção!!!
    Hoje vc vai perdoar-me por um comentário maior (rs)... li cada um daqui e a sua resposta foi tão inteligente!!! Assim a gente vai conceituando cada blogueiro e blog... aprendendo demais (em meu caso)...
    Resumindo, a doce arte de blogar me enaltece... me dignifica e me dá maior capacidade de raciocínio e emoção... um misto es-pe-ta-cu-lar!!!
    Todos sabemos ler e escrever... conhecer a pessoa por trás de cada palavra e post é fruto de blogar com o coração (o que conta mais ainda para mim)... e não o conhecimento teórico de informática e de pessoas...
    Fiquemos sempre com a inspiração que nos vem do Alto e enriqueça os seus amigos por aqui... como eu sou enriquecida também por Vc, querida...
    Seja muito abençoada e feliz!!!
    Bjm de paz e bem
    P.S. As duas estaremos de festa em Agosto... Oba!!!

    ResponderExcluir
  51. Oiii Bia,
    sabe meu blog ainda é novinho, só tem 4 meses e pouco... relutei em faze-lo, minha irmã que começou a admirar o mundo virtual da blogosfera, até fez pra ela, mas fechado só como um diário pessoal. Então eu comecei a visitar as meninas, foi quando eu comprei minha casa, então com essa novidade, com a verdadeira vida de casada, comecei a ter vontade de compartilhar coisas em comuns e agora estou me desafiando para a vida de arteira hehehe
    Por enquanto estou amando, não quero faze-lo como obrigação, as vezes estou sem novidades para postar e fico queta, enquanto ele for diversão pra mim estarei ativa.
    Gostei da sua postagem, espero que esteja sempre com a gente!

    Doce semana,
    bjoos, eli.

    ResponderExcluir
  52. Bia,
    Eu simplesmente amei ler o seu texto e o sensacional comentário da Luma.
    Não sei se você percebeu, mas ando meio afastada do meu blog...
    Estou tentando encontrar o meu caminho, o meu ritmo, sem cobranças e nem obsessões. Acho que blogar é interagir, é ouvir, é expressar pensamentos e opiniões. É maravilhoso e eu não quero abrir mão disso! Mas tem que ser na medida certa, sem sufocar, sob o risco de "suicídio bloguístico" (se é que podemos chamar assim). Rsrs
    Gostaria que o meu blog durasse bastante...Ele me trouxe tantas alegrias e queria que continuasse sendo assim.
    Quanto ao seu blog...Bem, nem preciso dizer!! Que ele tenha uma vida muiiiito longa porque isso aqui não teria a menor graça sem você!

    Muitos beijos!

    ResponderExcluir
  53. Bia, quando comparas a blogosfera a um parque de diversões, refleti muito.
    me transportei para o 'meu' início. entrei sem nenhuma pretensão. se leres meu primeiro post, lá estava escrito 'nem sei direito o que vou fazer por aqui, eu só queria ter um blog', no notion, né?! rs

    O tempo foi passando e eu entrei numa ansiedade terrível 'ninguém comenta, ninguém segue', passou.
    decepções a parte, tive vontade de fechá-lo por várias vezes.
    agora só me preocupo em retribuir a atenção de tanta gente bacana.

    Aprendi muito na blogosfera, cresci em vários aspectos. mas ainda não descobri exatamente pra quê quero um blog rsrs
    escrevo o que dá na telha, meus amigos reais e minha família curtem, leiam, comentam comigo, riem, se divertem com as minhas loucuras, vou seguindo...

    bjs

    ResponderExcluir
  54. Olá querida Bia, como vai? Adorei o tema, pois penso nisso frequentemente :)
    Meu blog tem 2 anos e também percebo a mudança neste período, tanto no layout quanto nos textos, etc :) Quando criei o blog eu estava em casa sem nada para fazer por causa de um problema de coluna e tinha tempo de sobra para escrever, visitar os amigos etc. Hoje tenho 2 empregos, casa para cuidar, marido, roupa pra lavar, comida pra fazer, academia, etc etc etc então fico triste pois não posso estar tão presente na blogosfera para ler os artigos dos amigos, ajeitar meu blog, escrever mais, etc... Em dezembro até pensei em desistir por causa disso, mas aí depois de 1 mês parada, morri de saudades e voltei :) Agora me cobro menos, escrevo quando dá, visito os amigos sempre que posso e assim o blog vai vivendo, pois adoro demais esta atividade :D Creio que enquanto blogar for tão importante para mim e me trouxer tantas alegrias e aprendizado, estarei aí, na área rsrsrs
    Mas, percebo que muitos blogueiros que conheci a 2 anos, fecharam seus espaços, a maioria porque tinha expectativas muito altas quanto a dinheiro ou sucesso, e aí, a motivação realmente não se mantém né... Como estou nesta por amor, então acho que vocês ainda vão me aturar por muuitos anos e espero que você também continue conosco por muuuito tempo :D

    Grande beijooooooooooo

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.