domingo, 30 de junho de 2013

O sentido dos sentidos

Obs: o texto descarta os casos em que a privação dos sentidos tem origem em doenças.

Imagem by Freepik


Os cinco sentidos não devem ter esse nome por acaso. Eles são como um termômetro que mostra o quanto a nossa sensibilidade está desperta, logo, mede de alguma forma nossa capacidade de sentir.
Quando vou ao trabalho pela manhã passo por um vasto campo que faz parte de um parque da cidade. Todos os dias faço questão de observar o horizonte, as montanhas da serra ao fundo, os pássaros que fazem parte da fauna e que só podem ser vistos por lá e os quero-quero sempre elegantes e prontos para atacar quem oferece ameaça aos seus ninhos. Nenhum dia é igual ao outro, mas fico me perguntando quantas pessoas das inúmeras que passam por aí conseguem perceber isso.
A visão nos oferece muito mais do que o ver, oferece a capacidade de enxergar. Isso só é possível para quem se dá o direito de parar e observar com os olhos do coração aliados à atenção tranquila do cérebro. Experimente olhar com mais calma o caminhos que faz todos os dias ao seu destino e em pouco tempo encontrará grandes surpresas que sempre estiveram lá.
O olfato nos permite degustar o que nos cerca através do cheiro, relacioná-los com momentos e influencia no estabelecimento das relações. Um bom exercício para percebê-lo é ter o hábito de cheirar suavemente os alimentos e bebidas antes de saboreá-los, instigando as papilas gustativas. Li certa vez que é possível saber se um beijo é desejado quando sentimos o cheiro da pele da pessoa nesse momento...um cheiro agradável é sinal de que o beijo é muito bem vindo. descartando aqui as opções alimentares que antecederam o beijo, hahaha
Sobre a audição achei muito curioso o que li num livro*...deixar de ouvir como antes pode ser uma reação do organismo ao ambiente em que se vive. Se você não concorda com o que o cerca mas não tem suas opiniões relevadas, a reação da audição é ficar surda! Houve casos de pessoas que voltaram a escutar quando mudaram esse comportamento introspectivo ou mudaram de ambiente. Aprender a silenciar e escutar sons distantes, bem como ampliar o repertório de variedade musical, podem tornar a audição mais aguçada.
O paladar tem sido negligenciado em uma sociedade que vive com pressa e alimenta com excessiva quantidade de condimentos. É comprovado que comer com calma auxilia no emagrecimento, pois o cérebro saboreia a comida com prazer e é cumprido o prazo para sinalizar a saciedade. Diminuir a quantidade de sal faz bem à saúde, diminui o inchaço e permite que o sabor dos alimentos se sobressaia. É estranho no começo, mas em poucos dias a mudança vale a pena. Outra informação curiosa que li* é que a obesidade pode se desenvolver em pessoas que se sentem inseguras...a gordura é um  meio de se sentir protegido. Nesse caso, diminuir o consumo de alimentos só será eficaz se houver paralelamente um trabalho psicológico de fortalecimento da confiança e autoestima.
O tato é dos meus preferidos...ter a possibilidade de tocar, sentir, beijar, abraçar, ou mesmo perceber texturas é algo fantástico. Vamos perdendo essa consciência corporal com tantas decepções que sofremos constantemente e vejo uma sociedade que se fecha a cada dia, os toques tem sido superficiais, protocolares ou ligado à algum interesse. Tocar com a pele e sentir com o coração propicia troca de carinho sincero que é tão importante para formar pessoas verdadeiras, felizes e saudáveis.
Há quem defenda que o sexto sentido seja a intuição...não vejo nada de sobrenatural nisso. Penso que a intuição é o resultado da sensibilidade que, aflorada através dos outros sentidos, aumenta o campo perceptivo e nos permite perceber através do que podemos ver ou tocar.
Uma das minhas batalhas internas é não permitir que os sentidos congelem e tornem a sensibilidade um artigo nulo. Ainda me pergunto se esse não seria o meio mais eficaz para evitar sofrimentos...não fiz questão de encontrar a resposta, mas sei que usar os sentidos somente como instintos pode ser uma ponte para passar a enxergar a vida com um filtro em tons de cinza.
Usar todo o potencial do que trouxemos de fábrica pode enriquecer nosso cotidiano e trazer fôlego novo para  enfrentar os desafios diários e tornar a vida mais prazerosa e interessante.

"Os cinco sentidos são os guias da alma".
Leonardo da Vinci


*Livro Você pode curar sua vida, Louise L. Hay

71 comentários:

  1. Conheço e gosto muito desse livro e trouxeste um belo apanhado! Gostei! beijos,linda semana, tuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chica, esse livro é mesmo sensacional, nos ajuda a ver as coisas de outro jeito...há também videos sobre o livro disponibilizados no Youtube.
      Obrigada pelo carinho, um abraço!

      Excluir
  2. Ola Bia tudo bem?
    Adorei o post sobre os 5 sentidos...São eles que propiciam o nosso relacionamento com o ambiente. Com esses sentidos o nosso corpo percebe o que está ao nosso redor e isso nos ajuda a sobreviver e integrar com o ambiente em que vivemos.
    adorei... tenha uma semana abençoada bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabi! Tentar explorar o potencial dos cinco sentidos com certeza aumenta bastante nossa percepção sobre o que está ao redor, e isso nos torna mais tranquilos e tolerantes. Um abraço!

      Excluir
  3. oi flor...
    que profundo...
    beijinhos
    ♫ ¸.•*´¯) ÓTIMO FIM DE SEMANA!.....
    ▄▀▀▄▀▀▄ ♫♫ ¸.•*´¯)
    ▄▀▀▄▀▀▄ ♫
    ▀▄░▀░▄▀☆☆
    ░░▀▄▀ ♫ —

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa, obrigada pelo carinho, um abraço!

      Excluir
  4. Bia, um texto que nos convida à sensibilidade. É mesmo preciso cultivá-las, pois muitas vezes no cotidiano corrido nos passa despercebido uma flor rasteira, o calor de um aperto de mão.
    Boa semana! Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! É muito fácil perdermos essa percepção quando a cabeça está tomada pelas pressões do dia a dia, por isso é preciso uma certa disciplina para sempre resgatá-la. Ainda hoje vi alguns cogumelos rasteiros novos no caminho para a escola...essas pequenas descobertas sempre me fazem abrir um sorriso.
      Um abraço!

      Excluir
  5. Sentidos... E são cinco para nos dar opções do que mais gostamos. Eu sou mais sensível ao tato, embora a visão amplia muito minha percepção do todo.
    Adorei o texto Bia.
    Bjkas doces e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marly! É verdade, temos cinco para escolher, e às vezes negligenciamos todos!!! Eu não seria capaz de escolher qual se destaca porque cada um teve uma função marcante na minha vida, mas com certeza estou trabalhando sempre para manter a visão apurada, porque os estímulos são muitos e ela acaba se acostumando à eles.
      Um abraço!

      Excluir
  6. Oi Bia,
    Que interessante! Eu engordei devido a tireóide, fico "p" da vida nenhuma calça jeans me serve.Vou emagrecer ao invés de comprar novas calças.
    Tenho um sério problema de audição: ouço demais, portanto falo baixo, era por isso que minha sala era a mais disciplinada da escola, isto é, para eles me entenderem teriam que ficar quietos.rsrs
    Tem uma cirurgia, mas eu corro o risco de ficar surda. Então deixa quieto, quem quiser me ouvir tem que se calar.kkk
    Obrigada pela matéria
    Volte sempre, adoro novidades
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli! Como eu disse, essas divagações não estão incluindo doenças...a tireóide é mesmo cruel nessa questão de mexer com o peso, a medicação precisa estar na dose adequada para funcionar corretamente e precisa de acompanhamento constante para ajustes.
      Sabe que também ouço demais, e tanto que não consigo trabalhar com muito barulho, então minha classe também tende a ser quieta, kkkk...minha mãe costumava brincar dizendo que tenho "ouvido de tuberculoso". Mas no ano passado percebi uma queda adrupta de audição no ouvido direito, e isso me fez ficar alerta. Nesse caso acredito que as explicações do livro podem ser bem plausíveis.
      Obrigada pelo carinho, um abraço!

      Excluir
  7. Olá!Boa noite
    Bia
    Belo texto e depois vou dar uma lida nas referências/indicações!
    ...é verdade, no dia-a-dia não reconhecemos e nem damos a real importância para esses sentidos que nos ajudam na sobrevivência e nos proporcionam o verdadeiro prazer da vida, (é não permitir que os sentidos congelem e tornem a sensibilidade um artigo nulo.) que obtemos quando sentimos e nos envolvemos com aquilo que está ao nosso redor, quando cheiramos,degustamos, ouvimos, tocamos e vemos. Para entrarmos em contato com o sentir e as sensações, precisamos entrar em contato com os nossos sentidos e assim, nos conectar ao nosso verdadeiro eu... e ainda creio e penso que os sentidos nos conectam com o exterior. O saber sensível, então, é a garantia de
    não nos fecharmos no espaço de nossa consciência que acaba por dessensibilizar nossos sentidos quanto uma consequente tendência de
    interiorização..impedindo que mudem os nossos valores , nosso
    posicionamento diante de nós mesmos e da vida, e não resignificamos aquilo que
    captamos do mundo externo para nosso mundo interno...
    (sexto sentido,intuição...acredito muito nisso)
    ...ah, obrigado pelo Quintana.Não tinha lido ainda. Apesar de ,realmente, eu ter dificuldades ( meu parceiro, q vc conhece, sabe que a minha educação/diplomacia, por vezes, fica por um "fio"...) para aceitar alguns comentários impositivos e sectários, no meu blog, mas, levo na boa, inclusive aqueles que sei que nem leram direito, mas faz parte... Considero que é apenas uma opinião e vamuqvamu. Eu sei q o meu formato de escrever, foi e é uma opção minha. Prefiro que "percam"tempo no contexto do que no significado de cada palavra...simples assim!Obrigadão...
    Bela semana
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felis! :D
      Lindo o que disse...usar os sentidos realmente proporciona o verdadeiro prazer pela vida. Não culpo as pessoas que estão frias e distantes da conexão com os sentidos...a cada dia que passa mais parece que a sensibilidade é tratada como algo bobo e utópico, quando na verdade deveria andar de mãos dadas com a razão. É o medo do sofrimento que anula o uso dos sentidos, e embora as pessoas tornem-se interiorizadas, só conseguem enxergar dentro de si o vazio.
      Que bom ter gostado do Quintana, esse poema eu também não conhecia! Acho ótimo que mantenha sua postura sobre os escritos. Já houve um tempo em que eu ficava um pouco chateada quando algum comentário era invasivo ou fora do contexto, mas compreendi que um blog está aberto a opiniões diversas e quando à diversidade em relação à mensagem nem sempre é uma questão de falta de leitura, mas de uma outra interpretação para o texto diferente da finalidade que tentamos passar.
      Um abraço, obrigada por estar aqui.

      Excluir
  8. Fantásticos nossos sentidos, pena que usamos poucos deles, o correr dos dias não permite que as pessoas desenvolvam ou parem para observar melhor à sua volta.
    Nosso lado animal parece há muito perdido.
    beijos cariocas



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Beth! O lado animal que ainda temos geralmente é usado para competição, e não para absorver o que nos cerca. Acredito que é possível manter a sensibilidade sem ignorar a razão, mas grande parte das pessoas considera isso impossível.
      Um abraço!

      Excluir
  9. Bia, ainda na minha passagem da adolescência para a vida adulta eu li sobre o exercício de como aguças os sentidos. A da audição é a q eu mais gosto e pratico mto. No caminho do meu trabalho, qdo não tou lendo ou escrevendo, eu observo mto e isso mé é essencial para a escrita. Gosto demais de olhar o céu, tanto é q meus colegas de trabalho já me perguntaram pq eu faço isso. No município q trabalho é mto alto e o céu parece tocar as nossas cabeças, qdo o vejo com nuvens de algodão, ou à noite, a lua em qq fase, me enchendo de uma alegria incontida. Acho tudo isso divino. Bjos e uma boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eder! Eu gostaria de conhecer esses exercícios...olhar para o céu é algo que faço há muitos anos, sou capaz de ficar horas observando o céu sem me cansar. Há dias em que eu gostaria de deitar no chão e ficar assim, olhando as estrelas, ou nuvens...deve ser um barato estar na sua cidade.
      Só quem tem a disponibilidade para aquietar a mente e permitir que os sentidos aflorem compreendem o quanto isso causa alegria, e de uma forma tão simples.
      Um abraço!

      Excluir
  10. Bom dia minha linda..
    Nossa que texto lindo..
    E pra ficar mais perfeito, a frase de Leonardo da Vinci, fechou com chave de ouro, o que é uma grande verdade.

    Amei por demais.
    E fiquei aqui imaginando, que muitas vezes por não termos tempo pra mais nada, vivermos uma vida corrida, deixamos de experimentar sensações maravilhosas que poderiam transformar nossos dias.

    Algo a se pensar muito..

    Um beijo minha linda, e uma semana super especial viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sheila!
      Ler seu comentário automaticamente me fez lembrar dos pratos maravilhosos que prepara e que aguçam ainda mais sentidos como o olfato, o paladar e a visão. Cozinhar e degustar a refeição é um excelente exercício para desenvolver percepções.
      Obrigada pelo carinho...um abraço!

      Excluir
  11. Olá Bia! :)

    Como estás?
    Espero que estejas bem.
    Gostei de ler o teu post acerca dos 5 sentidos. Também tenho esse livro da Louise Hay e lembro dessa parte em que fala a respeito da surdez. Tenho uma amiga que quando lhe dizem certas coisas de que ela não gosta, ou não aceita diz que não quer ouvir e fica super entediada, curiosamente, dias depois fica com dores nos ouvidos!
    Acredito, que o bom funcionamento do nosso corpo está relacionado com os nossos pensamentos e emoções, eu própria já tive algumas experiências interessantes.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    http://jakeemary.blogspot.com/2013/06/capitulo-5-uma-revelacao.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cris! Para pessoas céticas o livro pode parecer um absurdo...foi indicado na época em que fiz acupuntura.
      Sou completamente a favor da medicina tradicional e nem recomendo que seja substituída pela alternativa, mas é fato que as doenças tem ligação com o emocional, e se pudermos tratar os dois concomitantemente, o resultado é sem dúvida mais duradouro.
      Também já tive experiências interessantes e grande parte dos nossos problemas físicos podem ser resolvidos com a mudança de padrão da percepção, mas isso exige constância e firmeza.
      Um abraço!

      Excluir
    2. Olá amiga Bia!

      Tudo bem?
      Concordo contigo: "...nossos problemas físicos podem ser resolvidos com a mudança de padrão da percepção, mas isso exige constância e firmeza." Sabes, acho que é realmente assim, pelo menos em algumas situações.
      Devemos ajustar-nos com o Universo, entrar em harmonia. No entanto, existem coisas difíceis de alterar na vida presente derivado ao karma com o qual nascemos e viemos para resgatar. Os problemas físicos são também o nosso karma, isto é visível no nosso mapa astral. Se resolvermos um desses karmas, o nosso corpo físico cura-se.

      Beijinhos,

      Cris Henriques

      http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

      http://jakeemary.blogspot.com

      Excluir
  12. ...precisamos de
    água que mata sede
    e deixa vivo
    úmido e limpo
    o verde, a boca
    os pelos, a louça

    e se assim não for
    qual o sentido?

    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buscar o sentido é busca constante. Um abraço, Margoh!

      Excluir
  13. Olá Bia, vim agradecer sua linda visita e me deliciar com este magnífico texto. com certeza minha querida a força da mente, dos sentidos da nossa percepção, nos fortalece e muito, adorei a frase do Leonardo da Vinci, que completou maravilhosamente o sentido do texto.
    Abraços um mês de julho muito feliz. Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lourdes, obrigada pelo carinho, excelente mês de julho pra ti também. Um abraço!

      Excluir
  14. Oi Bia! Achei interessante o texto, pois nunca havia considerado os 5 sentidos como algo uno, sempre penso neles como instrumentos separados. É interessante perceber como tudo se encaixa e que se nós entendemos nossos sentidos podemos ter uma vida melhor. Acho que estar alheios a esses pequenos poderes é uma forma de proteção, afinal de contas todos eles nos atingem intimamente.
    Bjos!
    http://amonailart.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Val, adorei sua interpretação. Com certeza abdicar do direito de explorar os sentidos é um meio de evitar que algo indesejado nos atinja. Mas penso que isso seria como deixar de viver um pouquinho.
      Um abraço!

      Excluir
  15. uau que texto lindo, concordo plenamente partindo do pensamento de que falamos ate de um sentido a mais, o sexto sentido... os sentidos vão além do físico.Um abraço carinhoso

    Paty Alves
    Ágape Amor Verdadeiro
    Patyiva
    Vou Conseguir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paty! É verdade, os sentidos não se limitam às percepções sensoriais, estendem-se também às emocionais. Um abraço!

      Excluir
  16. Oi Bia
    Seus posts sempre são interessantes e com um conteúdo bem legal! Esse não foi diferente. Adorei!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  17. Olá, obrigado pelo carinho!!!

    bjs...Uma linda semana!!!!

    ResponderExcluir
  18. O sentido das coisas se dá conforme a dedicação que damos a elas? Eu também gosto de ouvir. Presto atenção em conversas que não são minhas e nem é num intuito fofoqueiro, é porque ali se percebe muito além do que as palavras dizem. Se percebe, por vezes, de que sentidos é feito a pessoa.

    Acho que não falei lé com cré.
    Meus sentidos estão um tanto insanos hoje. Hoje?
    Rsrs...

    Beijo, Bia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Milene! Não só falou lé com cré como falou muito bem. Eu também presto bastante atenção ao que falam e concordo contigo, aprendemos muito quando a percepção nos permite escutar além do que as palavras dizem, principalmente quando percebemos incoerências.
      Um abraço!

      Excluir
  19. Oi, Bia!
    Os sentidos ajudam na tradução do mundo físico para a mente. Pessoas curiosas e atentas ao mundo são muita mais sensíveis às mudanças. A solidão é acarretada pela falta da satisfação dos estímulos receptores e por isso ter animais de estimação em casa garante um estado emocional mais estável e o exercício do tato é fundamental para as pessoas desenvolverem o afeto. Estimular os sentidos e não ter com quem compartilhar experiências, cria na vida das pessoas sozinhas um vácuo, o que propicia a solidão. Se você é uma pessoa sozinha que eventualmente interage, pode não se tornar solitária, mas se você é uma pessoa com dificuldade para desenvolver a sensibilidade sensorial, pode sentir solidão mesmo convivendo com muitas pessoas.
    Bons exercícios!!
    :)
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luma, compartilhou aqui uma aula sobre sentidos. Aprendi a apurá-los com uma tia minha. Quando estávamos em casa e sentíamos um perfume diferente no ar ela dizia que uma fadinha estava passando por ali, e isso me fez acreditar em fadas por um bom tempo (será que elas existem?).
      Hoje compreendo que na verdade era uma maneira que ela encontrou de tornar atenta sua percepção.
      É fato o que disse...a solidão está intimamente ligada à sensibilidade de cada um, e não diretamente ligada ao número de pessoas com as quais convivemos. Como diria uma outra tia, "há pessoas que tem tudo e não tem nada". Podem estar entre uma grande família ou muitos amigos, mas sem a percepção dos pequenos milagres da vida, nada adianta.
      Um abraço!

      Excluir
  20. Oiii Bia, adorei o texto e a reflexão que nos faz ter, minha filha mais velha é muito timida e fala pouco, não se impõe muito diante de situações que ela não concorda, diante disso tem altas infecções de garganta, já me disseram isso que é por que ela não fala o que gostaria, bem interessante o texto! Adorei! Bjosssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kellen, que depoimento interessante! Não que eu ache que há algo mágico nisso, de um sentimento provocar uma dor, mas a tensão de segurar o que gostaria de falar deve causar alguma sobrecarga na região da garganta provocando as infecções. Penso que a ligação das emoções com as doenças faz todo o sentido. Um abraço!

      Excluir
  21. Bia um texto muito util, eu acho que todos
    os sentidos faz bem, pq cada um em especial
    faz da nossa vida um porque
    Ver
    Tocar
    Sentir e por ai vai.......não me vejo sem um deles
    Minha irmã perdeu a visão ficou dois anos cega
    e foi horrível ela querer ver as coisas e não poder
    Enfim eu gostei da maneira que foi colocada
    Elogios pra vc nesse post
    Bjuss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rita! Minha tia também perdeu a visão após o avanço de um câncer e os remédios faziam seu olfato ficar apurado em excesso. É duro ver quem amamos sofrendo.
      Os sentidos precisam estar em bom funcionamento e harmonia para proporcionar a sensibilidade na dose certa, aquela que nos faz enxergar como a vida é um milagre. Um abraço!

      Excluir
  22. Bia
    Um lindo escrito sobre os sentidos
    A frase de Leonardo da Vinci e divina
    Nao li o livro , mas presenteei alguém com ele
    Meu paladar me deixou gorda , se emagreco penso estar doente. E um ciclo!
    Preciso consertar meus sentidos urgentemente
    Bj
    Zizi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Zizi! Estimular um a um pode ser um meio de equilibrar seus sentidos de forma a torná-los uno. Um abraço!

      Excluir
  23. Destacada apresentação do melhor desse mundo que nos habita e que, se nos esmerarmos poderemos habitá-lo com amplo desfrute de cada cômodo.As habilidades do sentir em cada sentido nos acrescenta vida aos dias: sensibilidade!
    Repeti muito aos meus alunos:__ olhem com olhos de quem vê!

    São cinco bençãos a nos levar do céu ao chão, mas isto também faz parte do sentir, né mesmo Bia?
    Então,"bora" torcer pra hajam mais vôos.

    Um abração e obrigada pelos votos carinhosos pro aniversariante.
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calu, sou fascinada pela maneira poética como comenta, lindo de se ler.
      Os dons dos sentido nos são oferecidos, como como todos os dons, só se desenvolvem se houver o desejo de utilizá-los.
      É por medo de, usando os sentidos, cair ao chão, que muitos preferem permanecer preso à ele. Mas só aprende a evitar a queda aquele que já caiu um dia.
      Um abraço!

      Excluir
  24. Sempre escrevendo bem... realmente os sentidos se relacionam com a sensibilidade e o tato é mesmo o melhor. Abraços e obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Barbie! Talvez porque o tato proporciona efetivamente uma troca sensorial Um abraço!

      Excluir
  25. Adorei o texto, Bia! Aliás, falando em sentidos, faça um teste; veja um comercial qualquer sem o áudio. Vc presta muito mais atenção nos detalhes que passam despercebidos. É impressionante como o organismo é fascinante. Muito boa sua postagem. bjsssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio, uma dica típica de quem adora tv, hahaha. Não experimentei fazer isso mas tentarei com certeza. Aliás, a TV é um bom exemplo do uso ou não dos sentidos. Muitas vezes estamao em frente à ela mas com os sentidos completamente dispersos...e quando alguém pergunta sobre uma propaganda ou sobre o que está passando, cadê que a gente sabe o que estava passando? hahahaha.
      Um abraço!

      Excluir
  26. Bia, tudo bem querida?
    Seu texto está tão lindo, que tive que compartilhá-lo para que outras pessoas também possam viajar e se deliciar com os cinco sentidos!

    Assim como você, eu também no caminho do trabalho (ainda bem que vou a pé, pois moro muito perto do escritório) gosto de olhar calmamente tudo o que está acontecendo e a cada dia, a despeito do caminho ser o mesmo, acontece uma coisa diferente de todos os demais! Basta que estejamos com nossa visão e audição bem apurados. Os ruídos tradicionais das ruas, soam enigmáticos e se apresentam de forma bastante distintas! O engraçado é que para os meus colegas de caminhada, os sons são sempre os mesmos! Eles não conseguem enxergar o colorido da vida... Agora, ao ler o seu texto refleti como cada pessoa tem um olhar diferente sobre a vida não é mesmo? É realmente incrível!

    Sobre o paladar Bia, você me fez recordar sobre o post da não dieta dos franceses que publiquei há alguns dias atrás. Lá, aprendi que degustar os alimentos com calma, sentindo cada sabor, cada tempero, é o caminho para o emagrecimento. Por isso que os franceses não tem problemas de obesidade como nós, os brasileiros e os americanos, que praticamente estão engolindo a comida às pressas. É a ansiedade, a correria do dia a dia, que provoca danos irreparáveis à saúde das pessoas. E quem diria que isso poderia ser curado ou pelo menos, amenizado, apenas com a correta utilização dos 5 sentidos não é mesmo?

    Relativo ao tato, a frase mais bonita que li hoje e que me tocou profundamente foi a que escreveu:: "Tocar com a pele e sentir com o coração propicia troca de carinho sincero que é tão importante para formar pessoas verdadeiras, felizes e saudáveis". Puxa, posso dizer que "me arrepiei" quando li. É o sentido do tato agindo amiga! Que coisa linda que você grafou :) !! Perfeito demais!
    Combina tão vem com o propósito da vida!!

    Demorei a voltar, mas quando aqui chego sempre me encanto e levo lições preciosas comigo! Obrigada Bia!
    Beijos grandes e uma semana maravilhosa para você!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana! Obrigada por compartilhar.
      É mesmo interessante como cada um tem uma visão sobre a vida, e acredito que essa visão está diretamente ligada ao nível de percepção de cada um e à maneira como cada um utiliza seus sentidos.
      Lembro-me dos seu post falando sobre a dieta dos franceses, enquanto alguns pensavam que a boa forma era resultado do cardápio, a realidade estava na degustação dos pratos. Talvez por isso caprichem tanto na apresentação...é aquela velha história de começar a "comer com os olhos". Eu estava pensando, gosto de cozinhar minha refeição porque para mim é importante o cheiro da comida durante o preparo, como aprendi a gostar mais de um café passado na hora (mesmo que seja só pra mim) do que o prático solúvel, por exemplo.
      que bom ter gostado das considerações sobre o tato...trabalho com crianças e percebo o quanto ele faz falta para elas, ou são usados de maneira inadequada (por abuso, por exemplo). Tenho certeza que crianças criadas com mais carinho sincero tendem a ser adultos carinhosos.
      Que bom ter vindo, adorei suas considerações.
      Um abraço!

      Excluir
  27. Oi Bia,

    Interessantíssimo esse texto, nossos sentidos sao preciosos e únicos...

    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa! Através da leitura dos seus poemas me parece que você compreende a importância de equilibrar e utilizar os sentidos. Um abraço!

      Excluir
  28. Olá!Boa noite
    Bia
    já estava para vir aqui,mas sabecomoé...
    não sei se vc percebeu... minha postagem atual, iniciou quando li essa sua postagem, o sentido dos sentidos.Lógico que "invertido" pelo amor do lírico...hehehe.
    Obrigado pelo carinho
    Bela sexta feira
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felis! Olha meu sorriso: :D! Adorei saber que meu texto serviu de inspiração pra você, voltei lá e reli com esse novo olhar e realmente, as comparações falam de todos os sentidos! Naturalmente são termos líricos, como disse, que costumo enxergar em seus textos, mas fiquei feliz por saber que despertei inspiração.
      Um abraço, ótimo final de semana!

      Excluir

  29. Olá Bia,

    Creio que a intensidade que emprestamos à vida vem exatamente da nossa capacidade de sentir. Sentidos aguçados nos permitem extrair o que há de melhor em cada coisa. Infelizmente, a vida moderna, com a correria habitual, nos leva a descuidar deles ou a não utilizá-los satisfatoriamente. Alguns acabam atrofiados pelo falta de uso adequado-rsrs.

    Acho interessante quando acontece de alguém perder um dos sentidos, como a visão, por exemplo, e é levada a extrair o máximo de um outro sentido, como a audição, para a devida compensação.

    Se Deus nos premiou com todos os sentidos é para que possamos valorizar e desfrutar ainda mais das maravilhas que cada um deles pode nos proporcionar.

    Muito bom o texto. Ótima postagem!

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera! É verdade...assim como músculos ou cérebro, os sentidos também atrofiam por falta de uso. E as consequências atingem a outras pessoas porque então passamos a conviver com pessoas duras e frias.
      Esse processo natural de substituição é fantástico. Seu comentário me fez relembrar do maravilhoso filme do Ray Charles onde ele é obrigado a aprender a usar seus sentidos quando perde sua visão. Mas o ideal é que exploremos os sentidos sem que haja perda.
      Sua sensibilidade me faz pensar em alguém que usa os sentidos com sabedoria.
      Um abraço!

      Excluir
  30. Bia,

    O que faríamos sem um deles? Não consigo sequer imaginar...

    Toda criança gosta de assistir TV com o volume muito alto, lembro que minha mãe costumava dizer, "abaixa esse volume menina que você vai escutar melhor", mais tarde quando descobri o real sentido dos sentidos, finalmente entendi o que ela me dizia.

    Entendo que todos têm seu valor e importância, mas não sei não, costumo ver, ouvir, cheirar, degustar e até tocar com olhos. Parabéns pelo texto Bia! Gr. Bj.!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cris! Sábia sua mãe que orientava a ouvir com o volume baixo...esse é um grande exercício para ampliar a percepção auditiva e uma criança acostumada desse jeito deve ter mais facilidade para escutar.
      Sabe que até agora, lendo os comentários, ainda estou pensando qual sentido é mais latente em mim...os olhos, com certeza, estão entre os sentidos mais usados, porque meus olhos refletem perfeitamente como me sinto e captam tudo o que se passa à minha volta. Assim como adoro observar os olhos de quem amo.
      Um abraço!

      Excluir
  31. Oi Bia,
    boa tarde,
    fantastico,
    hoje não posso acrescentar mais nada,
    esta escrita é perfeita,
    eu vou considerar o fragmento que você fala sobre a comida eo cérebro,
    Eu como tão rápido que "eu" não posso saborear nada =(

    Devemos unir e desfrutar de todos os sentidos, em todos os momentos.
    todos são importantes,
    e juntos, eles são dinamite! =D

    Desejo-lhe um bom fim de semana
    um grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ariel, somos dois...também costumo comer rápido, hábito que sempre que me lembro procuro refrear. Não faz bem para os sentidos, nem para o organismo. Agora quando é um chocolate ou torta, o assunto é diferente...faço questão de saborear cada pedacinho!
      Adorei seu termo, sentidos juntos são "dinamite"! :DDD
      Um abraço!

      Excluir
    2. Oi Bia,
      fazemos a mesma coisa,
      chocolate, torta, gelado ... mmm delicioso!
      nós comemos lento, muito lento!
      não, porque faz mal, mas porque se termina! kkkkk

      o fim de semana estou de volta
      um abraço

      Excluir
  32. Minha flor sem duvida um dos melhores posts que li aqui, sensacional muito bem explicado...acredito muito no sexto sentido a intuição, ou seja lá como dizem ou anjos que nos protegem, mas por segui-los já me livrei de muitas coisas....dos 5 que possuímos o olfato e audição é o que mais uso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patrícia! Um dos conselhos mais certeiros que tenho lido é que devemos ouvir a voz do coração...mas acho que só funciona quando os sentidos estão apurados, como se fossem antenas que estão bem sintonizadas.
      Um abraço!

      Excluir
  33. Bia, um beijo no seu coração. É sempre muito inspirada as suas crônicas minha querida. Percebo que quando escreve, também passa a sentir o que com frases começa a digitar, já que fala de sentidos. Parabéns.

    ResponderExcluir
  34. São todos indispensáveis e pouco valorizados. Se algum problema faz com que um único deles fique prejudicado, percebemos sua importância. Sentir, em vários significados, engloba essa percepção apurada que podemos ter de tudo que nos rodeia. Basta ter disposição, creio, para extrair de cada um deles um proveito especial. Bjs.

    ResponderExcluir
  35. Querida, hoje os amigos merecem homenagens especiais, pois é o seu dia.
    “O verdadeiro amigo não é aquele que está com você todos os dias mas, sim aquele que, quando você está no chão ele te ajuda a levantar e diz que sempre que precisar ele vai estar do seu lado”.
    Que você tenha verdadeiros amigos, anjos sem asas, tesouros que não tem preço.
    Na vida Deus me presenteia com grandes amigos, reais e virtuais, todos importantes na minha vida.
    Que bom que posso te chamar e te sentir minha amiga.
    Abraços com carinho e desejo de felicidade.
    Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  36. Oi Bia, obrigada pela visita e o lindo comentário que deixou.
    parabéns querida, como sempre você faz um relato que nos deixa com vontade de ler o livro. isto é maravilhoso!
    Abraços fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
  37. "O mais belo triunfo do escritor é fazer pensar os que podem pensar."
    Minha querida, não poderia deixar de passar aqui para te parabenizar pelo dia do escritor, já é noite, mas não me impede de te desejar muita saúde e inteligência para que continues a escrever divinamente como escreves.
    Gosto muito de um pensamento de Paul Claudel "Os grandes escritores nunca foram feitos para se submeter à lei dos gramáticos, mas para imporem a sua”. E você amiga, faz isto muito bem. Parabéns! Felicidades!
    ABRAÇOS DA AMIGA LOURDES

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.