domingo, 11 de agosto de 2013

Por que sou ativista da amamentação?

Obs: semana passada foi comemoração de aniversário do blog, estarei sorteando um livro e uma lembrancinha da minha cidade, quem ainda não participou é dó deixar um comentário nessa postagem aqui.

imagem by freepik

A Luma (Luz da Luma, yes party!, clique aqui) convidou para a Blogagem Coletiva "Por que sou ativista da amamentação" e como tive uma boa experiência nesse sentido, resolvi compartilhar.
Passado o susto inicial que uma gravidez não planejada causou, começaram as consultas ao obstetra para acompanhamento. Lembro que era um médico jovem, Dr. Douglas, da capital, uma pessoa sensível e com muito conhecimento. Por volta dos cinco meses começaram as orientações para o preparo do bico do seio, etapa muitas vezes não orientada ou subestimada pelas pacientes, mas de suma importância para evitar as dolorosas rachaduras após o parto que impede muitas mulheres de amamentar.
A primeira orientação é não usar hidratante na região durante a gravidez, somente em volta, pois o objetivo é tornar a pele do bico mais grossa. A primeira etapa foi o uso de uma esponja macia durante o banho, fazendo movimentos no sentido base dos seios/bico, para ir fortalecendo e dando o formato. No sexto mês a esponja macia foi substituída por uma esponja mais grossa, como aquela parte verde da esponja de cozinha. No sétimo mês, entrou em ação uma escova de dentes de cerdas médias. Como minha filha nasceu com oito meses, não sei qual seria a próxima etapa, hahaha...
Sendo muito disciplinada com a gravidez, fiz tudo certinho. No começo é estranho e um pouco doloroso, mas com o tempo a pele vai ganhando resistência e isso facilitou bastante a primeira mamada, etapa em que a criança fica frustrada quando não consegue encontrar o leite e a mãe, angustiada, acaba desistindo. No início minha filha pedia muito leite, foi difícil e cansativo, ms não tive dores ou sangramentos durante a amamentação. Levantava de madrugada quando ouvia sua boca estalando pedindo comida, parecia aqueles passarinhos no ninho, hahaha.
Por mais cansativo que possa ter sido, lembro-me do calor do seu corpinho colado ao meu, da mãozinha apoiada no meu colo, do cabelo macio que minha mão livre alcançava (e alcança até hoje, longos e encaracolados) enquanto ela saciava sua fome e esse vínculo nada é capaz de substituir.
A amamentação aconteceu até um ano e dois meses de idade e encerrou-se naturalmente, quando percebi que passou a ser só um meio de fazê-la dormir. Com o tempo e novamente uso de hidratante o bico voltou a ter a sensibilidade de antes, tão importante no contato sexual.
Como não gostava (e não gosta até hoje) de leite a amamentação foi fundamental para fazê-la ganhar peso naturalmente, diminuir a intensidade de suas crises alérgicas, torná-la uma menina alegre e segura. É econômico (eu nunca soube quanto custa uma lata de leite em pó!) e acho que com respeito e sensibilidade dá para ir acompanhando o ritmo da criança e abrir mão de alguns meses de uma noite completa de sono - motivo pela qual muitos optam pela introdução da mamadeira - por uma troca tão enriquecedora e que constitui uma fase inesquecível onde o ganho é a saúde física e emocional do bebê.

28 comentários:

  1. Oi Bia!
    Que legal! Eu não sabia disso, pois não sou mãe natura e sim adotiva.
    Beijos
    Lua Singuar

    ResponderExcluir
  2. Belo relato Bia!
    Eu não tive filhos (ainda) e nunca soube dessa preparação toda do bico do seio. Muito interessante.
    Amamentar deve ser um experiência incrível!
    Ótimo domingo!!

    Bejus

    ResponderExcluir
  3. Bia, eu tbm sou partidária dessa causa.
    Amamentei Bento até 1 ano e 7 meses, foi uma experiência única, linda, que fortaleceu nosso vínculo e deixou ele mais robusto.
    Aconselho sempre às mães de primeira viagem a não desistirem.

    Um beijo e um bom domingo.

    ResponderExcluir
  4. Bia, conheço todo esse processo de preparar os mamilos para amamentação, pois era feito por mim na minha esposa. Minha filha mamou até os nove meses e o meu filho até os seis. Essa fase da vida da mulher eu tenho uma admiração poética. Bjos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Bia,

    Gostei de saber desse processo de preparaçao com os seios, é uma orientaçao e tanto...

    Abçs

    ResponderExcluir
  6. Oi Bia
    Muito bonito o relato. Adorei! Acho que a amamentação é fundamental, tanto que vou aderir a ideia da BC também, eu acho kkkkkkkk.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  7. Assisti uma matéria e fiquei chocada.
    Uma modelo famosa optou por não amamentar o filho, substituindo por outros meios. Pois após essa fase os seios ficam meio caídos.
    Achei isso um absurdo. Pois a amamentação é um vinculo muito forte!

    E esse "exercício" com o bico do peito eu não sabia!

    ResponderExcluir
  8. Bia, como seria bom se tivesse lido o seu texto um cinco anos atras. Rsrsrs
    Foi muito dolorido os primeiros dias amamentando meu primeiro filho. Mas com muita força de vontade e amor, é claro, consegui. Amamentei até os dois anos, e foi difícil para mim. Afinal, era na hora da amamentação que rolava aquela troca de carinho, olho no olho, e ele acariciando a mamãe aqui. Com Aninha não tive os problemas iniciais ( bico do peito rachando), e tambem amamentei até os dois anos.

    Lindo e proveitoso o texto.

    Bjs

    www.cantinhodali.com

    ResponderExcluir
  9. Um lindo relato Bia, de um lindo momento. Amamentar é um ato sublime de amor, eu sofri para amamentar meu primeiro filho pois nao tinha leite, quando depois de ficar com os bicos dos seios feridos eu vi o quanto valeu à pena ver aqueles olhinhos azuis, olhando para mim enquanto eu o alimentava. Via gratidão e amor neles, mas ai fiquei grávida de novo e ele so tinha 5 meses... Tive que tirar o peito por causa do outro bebe pra ele não enfraquecer e quando ela nasceu eu já tinha leite, mas ela mamou pouco, gritava de raiva do pouquinho de leite que saia kkkkkkkkkkkkk E o pediatra optou por mamadeira [e hj arrependo de ter confiado nesse médico].
    Adorei seu relato e a maneira de orientar a amamentação.
    bjkas doces e boa semana.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, Bia. Acredito que já tenha parabenizado você pelo aniversário do seu blog, mas se por acaso não o fiz, faço agora.
    Desejo que seu espaço com belos textos, que tocam a nossa alma, tenham vida longa, crescendo em graça, beleza e conteúdo.
    Você escreve bem, passa o que realmente sente e isso é notório.
    Deixo os meus sinceros parabéns!
    A postagem é linda, amei amamentar, é um elo maravilhoso, pena que precisei parar de amamentar aos oito meses de idade do meu abençoado filho, não por não ter leite, mas que eu tomava uma medicação, que estava fazendo mal para o meu filho.
    Todo o tempo em que eu amamentei foi divino e muito especial.
    Beijo grande e tenha uma semana de paz!

    ResponderExcluir
  11. Oi Bia

    Doeu só de imaginar a parte verde da esponja, ai,ui!

    mas, enfim gostei muito do seu bonito relato, tão explicativo, serve como orientação àquelas que estão vivendo esta fase ou viverão.

    Amamentar é fundamental, vale o empenho da mãe.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  12. Oi, Bia!!
    Viajei com o seu relato e pude sentir até a textura do cabelinho da sua filha.
    Eu me sentia bastante exausta, porque meu filho mamava muito, quase que a noite toda e lembro que uma noite após amamentá-lo, fui pegar água na cozinha e quando passei pelo corredor, senti que esse tinha quilômetros e a minha cabeça estava tão pesada que me senti como o "Abóbora" do Mágico de Oz.
    Eu faria tudo de novo!! Sem tirar, nem por!!
    Quanto ao preparo dos seios, meu médico recomendou tomar sol. Eu tirava a parte de cima do biquini e ficava no sol pelo menos meia hora por dia. No final da gravidez, eu estava negra! Em compesação, depois do parto, branqueei em um processo assustadoramente rápido! :)
    Obrigada por participar da blogagem coletiva!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  13. Essa causa é muito importante, Bia e sempre vale a campanha! E bacana saber mais aqui. Confesso que muita coisa eu nem tinha ideia. Adorei a participação. Bjão!

    ResponderExcluir
  14. Lindo depoimento Bia!
    Realmente, muitas mulheres não são preparadas para este grande evento, os médicos não orientam, não conduzem as jovens mamães a atravessarem estes percalços com naturalidade e isto é tão importante. Eu, por exemplo, no meu tempo, não tive esta orientação toda, fui pelo instinto digamos assim.
    um super abraço carioca



    ResponderExcluir
  15. Um post util além de tudo muitas mulheres não sabem que devem preparar os seios para amamentação, apesar de não ter tido filhos sou super a favor dessa fase é um encontro muito especial entre mãe e filho além do leite que vem com nutrientes essenciais ao bebe nessa fase.

    ResponderExcluir
  16. Bia,

    Também considero importante que a criança seja amamentada através do peito. Segundo os especialistas que tenho visto na televisão a falarem na importância da amamentação, comporta grandes benefícios para a saúde da criança, mas não só a nível físico. Fortalece o elo existente entre ela e a mãe, que no caso de a nível espiritual as duas terem um karma a ser resgatado, a amamentação ajudará muito neste aspecto. A criança sentir-se-á amada e acolhida por aquele ser, onde no passado poderá ter ocorrido um conflito. Assim, o perdão fluirá através do amor.

    Um beijinho, amiga,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    http://espacoconscienciapura.blogspot.com/2013/08/ajudando-amigos.html

    ResponderExcluir
  17. Lindo relato, Bia! Parabéns pela participação! Abraços

    ResponderExcluir
  18. Sempre bom ler e divulgar estes relatos para estimular todas as maes a amamentarem seus filhotes!
    mto legal!
    bjo

    ResponderExcluir
  19. Também sou ativista da amamentação. Minha mãe não teve muito leite quando eu nasci, então não mamei muito, então tive que me contentar com o leite de vaca mesmo. O leite é muito importante em nossa vida, principalmente para os ossos. Acredita que eu nunca quebrei um osso sequer? E olha que eu já caí algumas vezes... Abraços.

    ResponderExcluir
  20. Quantas mães não faz isso , vendo aqui quantas coias a gente deixa de fazer por não ter noção, e que bom saber de tantas coisas boas elogios para esse post valioso
    Bjuss com carinho
    ___________Rita!!!!

    ResponderExcluir
  21. Bia querida, saudade de voce amiga!
    voce foi perfeita em seu texto sobre amamentação. É isso, sem traumas, sem medos, sem neuras!
    essa troca linda e madura entre uma mãe amorosa e uma criança feliz!
    Isso não tem preço. Minha filha caçula amamentou até os 18 meses de meu neto e depois não pôde amamentar minha netinha por conta de um nódulo na mama, que precisou ser extraido. Anestesia, internação, pós operatório, fizeram com que a criança preferisse a mamadeira ao seio.
    Ela sofreu muito com isso, queria amamentar, conseguiu apenas 2 meses.
    Mas minha neta cresceu sadia e linda, pois esse contácto com a mãe também é bom quando existe muito amor.
    Adorei essa postagem, e gostei demais de poder "falar" um pouco contigo. Beijos querida!

    ResponderExcluir
  22. Que lindo seu relato Bia, amamentei meus bebês mas não por tanto tempo quanto eu gostaria de feito.
    bjs

    ResponderExcluir
  23. Achei lindo seu depoimento Bia! Eu também não fui planejada e nasci de 8 meses, mas foi bem no finzinho do oitavo mês, acho que faltavam 2 semanas pra completar 9. Que bom que deu tudo certo pra vc!

    ResponderExcluir
  24. Delicioso o teu relato, Bia, pode-se ver vcs duas aconchegadas.Eu dou enorme valor a este preparo para amamentação.Na minha época não tive esta ajuda e foi um sufoco com minha 1ªfilha, mas não desisti.Nos outros já estava expert no assunto.

    Bjkas e bom domingo.
    Calu

    ResponderExcluir
  25. Oi Bia!

    Viajei no seu texto... Como o meu mamou até os 4 aninhos, ele nunca pegou pipo/peta e mamadeira, foi direto p/ colher e copo.
    Não tive essa orientação p/ fortalecer o bico, no início feriu um pouquinho. mas logo me adaptei, no caso do meu caçula/temporão, o mais velho foi outra história...

    Tenha uma semana especial!

    Bjoõessss

    ResponderExcluir
  26. Bia, sua linda!!!
    Tem tag pra ti lá no blog :).

    Bejus e uma ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  27. Bia, sua publicação traz uma considerável contribuição para muitas pessoas, não tenho a menor duvida. Todo o relato desse texto é bastante informativo e também esclarecedor. Parabéns. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  28. Oi Bia,

    passei pra avisar que fiz o post.

    http://patymichele.blogspot.com.br/2013/08/por-que-sou-ativista-da-amamentacao-bc.html

    bjo.

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.