sábado, 14 de dezembro de 2013

Final de ano e seus efeitos colaterais

imagem do google

Não, esse post não é para falar do cansaço proveniente dos preparativos das festas e das comilanças de final de ano. É que na quinta-feira eu estava caminhando e fiquei pensando em todas as delícias que cercam os preparativos de Natal, mas me dei conta de que entre os momentos e a expectativa de felicidade, parece que nessa época acabamos mais sensíveis, reclusos, questionadores... Acontece com você?

Há duas vertentes para as quais não podemos nos entregar: à nostalgia e aos por quês. Parece que a memória, apesar do cansaço, ganha um turbo para as lembranças, que nem sempre, são boas. Até o décimo terceiro nos lembra das contas pendentes a pagar! A nostalgia nos coloca em lugares onde e com quem nós estivemos e que foram tão bons que gostaríamos de poder voltar... Lembramos de quem já se foi, seja materialmente, seja por escolha própria, do quanto a vida parecia mais fácil "naquele tempo", o que na verdade é uma sensação ilusória - porque cada época tem as dificuldades da idade e todas dependem de compreensão, coragem e força para superá-las - e por aí vai...

Os por quês, então, procuro olhar com o rabo-do-olho... Lembramos no que falhamos, erramos, nos cobramos por não ter mudado tudo o que gostaríamos, ou nos perguntamos porque o destino não viabilizou. Por que eu falhei? Por que aconteceu isso comigo? Por que eu (não) mereço? Por que não consegui falar/fazer o que planejei? Por que o que planejei não deu certo?

É preciso dosar a  nostalgia e os questionamentos para que as "piras" não roubem a alegria de existir. Fala-se tanto na magia do Natal... talvez sua função seja lembrar que a nostalgia só é boa quando serve de combustível para inspirar a continuação da escrita da nossa história, ver as lembranças com alegria por ter se permitido viver os momentos, que por serem bons, ficaram guardados na memória. Quando me pego pensando "estou com tantas saudades..;", em seguida procuro sorrir com a lembrança e pensar "que bom que eu pude viver isso para trazer à tona quando desejar".  Todas as pessoas importantes para mim estarão comigo na ceia, materialmente ou bem quentinhas dentro do meu coração.

Aos atordoantes por quês, que insistem em nos apontar nossas fraquezas e falhas, devemos agradecer pela oportunidade de estar recomeçando um novo ano onde temos a possibilidade de fazer diferente. E talvez seja só por isso que temos o costume de contar o tempo na folhinha, contar os segundos antes da meia-noite e estourar champanhes juntos com fogos de artifício, para comemorar a recordação de que podemos nos dar sempre uma segunda chance, ajustando os ponteiros como "memorex" para que o novo ano represente a hora de tornar o que não aconteceu, possível.

Tenho certeza que em seu ano houve dias maravilhosos, inesquecíveis, surpreendentes... houve dias memoráveis que daqui a alguns anos serão lembrados com saudades... inúmeras realizações para fazer perceber que os esforços um dia são recompensados e não são em vão. E a inspiração para neutralizar os efeitos colaterais dos balanços inerentes à época deve vir desses sentimentos de vitória que todos precisamos respirar para começar um novo ano com a aspiração de guardá-lo como perfeito em nosso livro histórico. O meu foi quaaase, hahaha.





Quero agradecer imensamente a todos que indicaram meu espaço para o Prêmio Xícara de ouro, promovido pelo blog da Patrícia, Café entre amigos, não tenho como agradecer o carinho de quem passam por aqui e com quem aprendo tanto. Quem ainda não conferiu os ganhadores pode acessar clicando aqui.

Ao contrário de 80% da blogosfera, esse NÃO é meu último post do ano, hahaha, mas não sei ainda quando será o próximo, hahaha.  

68 comentários:

  1. Olá 20%!
    Eu já, num passado bem distante, sofri muito com esta época. Permitia que as lembranças e recordações fossem as mais dolorosas possíveis. Aprendi e hoje estou como você: guardando pessoas, momentos num lugar bem quentinho no coração!
    Aprender é o mais importante.
    Parabéns pela xícara de ouro. Conheci este ano teu blog e no próximo espero degustar muitas coisas por aqui!
    Até breve. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana! Às vezes dá um cansaço aprender e aprender, mas é melhor do que passar momentos comemorativas remoendo as dores. Claro que essa atitude nem sempre é fácil, mexer com lembranças dolorosas requer muita coragem, serenidade e foco na intenção de superá-las ou transformá-las em algo bom.
      Gosto muito quando vem aqui e espero que possamos nos conhecer ainda melhor daqui pra frente. Obrigada pela parabenização.
      Um abraço!

      Excluir
  2. OI Bia,
    Não gosto desse mês de dezembro, tirando o Natal de 1982 que ganhei o melhor presente da minha vida: meu filho, o depois foi de muitas lutas e mortes seguidas que nem gosto de lembrar.
    Vivo um dia de cada vez para que o sofrimento seja menor.
    Linda postagem.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli. Viver um dia de cada vez é um dos aprendizados mais sábios para evitar angústias e sofrimentos desnecessários, principalmente em períodos de fragilidade.
      Essa lição aprendi a pouco tempo e quando me sinto em alvoroço por dentro sempre me lembro de pensar nisso: "um dia de cada vez".
      Deixo um abraço pra você e outro pro seu filho tão amado e querido.

      Excluir
  3. Sabe amiga, este ano vi muito do que queria fugir de mim, vi muitos sonhos morrerem e outros saírem correndo... não sei se por incompetência de minha parte ou por excesso de entrega. Termino esse ano totalmente reclusa e com o espírito natalino a zero. Pretendo nas festas natalinas e de final de ano trancar-me no meu quarto e aguardar pelo ano novo e esperar o que ele tem pra mim... e tentar fazer melhor. Bju grande e tudo de lindo pra ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nádia!
      Quando não obtemos sucesso em um sonho temos essa tendência a achar que somos incompetentes mas jamais podemos nos entregar à esse sentimento. Para acontecer há coisas, inclusive grande parte delas, que não dependem só de nós, e sobre essas não podemos tomar toda a responsabilidade.
      Excesso de entrega... seria excesso de entrega sua ou falta de valorização da outra parte? Às vezes uma mudança de foco é tudo.
      Compreendo sua necessidade de silêncio e reflexão, e se disso nascer uma nova Nádia aberta para novos sonhos e planos em 2014, o espírito natalino do renascimento se cumpriu, mesmo se escolher estar sozinha.
      Um abraço, tenho certeza que o próximo ano será 10 - depois me conta!

      Excluir
  4. Ai reflexão, difícil!
    Nem quero pensar nisso agora rsrsr
    Parabéns pela Xícara de Ouro, você mereceu!
    Bom domingo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jô! Que bom, quando não sentimos necessidade de refletir, especialmente sobre o negativo, é porque a vida está "nos trinks".
      Obrigada pela parabenização, um abraço!

      Excluir
  5. Bia creio que esses questionamentos são pontos positivos nessa época, pois neles notamos nossos ganhos e perdas e podemos conservar o que foi bom e melhorar o que nem tanto.
    Adorei o texto!
    bjkas doces

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marly!
      É bem por aí, penso ser inevitável esses questionamentos, desde que não sobre na peneira só o que foi negativo. Dos positivos tiramos forças para modificar o que não foi bom.
      Um abraço!

      Excluir
  6. Bia, é o tal "balanço de fim de ano". Sempre faço. Revejo os pontos positivos e procuro não cometer os negativos novamente. E assim vamos evoluindo.

    Parabéns por constar na Xícara da Pat Galis, seu blog figurou entre os meus eleitos.

    Um abraço e até a próxima postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paty!
      Obrigada pelo carinho e pela votação! Observar onde erramos é um meio de buscar evitar a frustração de passar por eles novamente. É como diz o ditado, pior que errar, é cometer o mesmo erro duas vezes... em outras palavras, hahaha!
      Um abraço!

      Excluir
  7. Bia,

    a nostalgia certamente me assombra, pq hoje em dia fico muito sozinho nas datas que mais me davam alegria... normalmente tenho passado sozinha e chorosa. E este ano, puxa, minha mãe lá tao longe e internada num hospital, eu aqui sonhando estar ao lado dela no Natal, dói.... o pai de minha filha mais uma vez fez a cabeça dela e ela nao quer passar comigo. Então, o que vale o grande amor de mãe nos dias atuais?!

    Sobre as comilanças, eu como mais com os olhos do que a boca, costumo olhar olhar olhar e não peço nada, quase não como nada e então, felizmente, minha fofura não aumenta por conta desta época do ano.

    De qq maneira, para ser uma pessoa normal, deixarei meus votos:

    Boas Festas a uma das amigas mais especias !

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Syssim!
      Puxa, o que sua mãe tem? Onde mora? Lendo sobre os acontecimentos que permeiam sua festa de final de ano, é compreensível que não a vejo como uma data festiva. :(

      Quer um abraço? :D

      Em geral eu acabo também comendo mais com os olhos também, embora sempre se permita um pouquinho de exagero... mas nada que desponte o ponteiro da balança!

      Você também é especial demais, Syssim. Beijo!

      Excluir
  8. Olá!Boa tarde, Bia!
    ah, sim...é verdade, e, tudo resplandece a magia natalina, a blogosfera fica vermelha e a época também é preenchida pelo esboço de novos projetos, dietas mirabolantes para o ano que chega, e, claro, as já conhecidíssimas retrospectivas.Em meio a tudo isso, a carga emocional que acumulamos a cada fim de ano. Talvez seja coisa do momento, a fragilidade da alma nos deixa assim, meio sem jeito e sensível a qualquer manifestação, e assim, vejo como um ponto de partida para refletir sobre diversos pontos da vida. Pois penso, que o início de um novo ciclo, que seja, só pelo vislumbrar da virada da folhinha do calendário, nos impulsiona a expectativas de mudanças e de dias melhores. É o momento de fazermos o balanço dos nossos acertos e dos nossos erros para que, no próximo período que se inicia, possamos melhorar...mas, importante, que ao relembrar que houve dias maravilhosos, inesquecíveis, surpreendentes... que serão lembrados com saudades e as inúmeras realizações , não deixemos de questionar se vale a pena prosseguir com outros /alguns sentimentos/momentos que guardamos na gaveta da mente, pois sei que isso interfere diretamente em todos os outros e, principalmente, na vida das pessoas com as quais convivemos e amamos...
    ...sobre a "Xícara",...já "disse" e repito, parabénssss, super merecidíssimo...vc, para mim, sempre merecerá o melhor de bom da vida...
    ...agradeço pelo carinho, muito obrigado, belo domingo, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felis!
      Tem razão, também acho que essas divagações de final de ano são consequência dessa carga emocional acumulada que citou, como se fosse um escape, um meio de "jogar fora" o que não foi bom e guardar o que nos fez feliz para alimentar nosso renascimento.
      Muito interessante o que disse... nossos questionamentos e os sentimentos que escolhemos levar conosco ano afora interferem com certeza nos que estão à nossa volta, embora não possamos esquecer (e tenho uma certa dificuldade nisso) de que antes de tudo, somos responsáveis pela nossa felicidade, para poder fazer ao outro feliz.

      Obrigada pelo carinho de sempre, um abraço!

      Excluir
    2. Olá!Bom dia, Bia!
      puxa, obrigado pelo comentário, até fugi e vim aqui agradecer...
      uai...sério? eu sempre te disse que minha inspiração é meio lokki... tenho, lendo um texto, vendo uma imagem, etc...até pode ser função catártica, mas muitas vezes, não tem nada à ver com meus sentimentos atuais... se assim fosse, seria que nem no Facebook , só zueira e brincs... dizem até que como poeta sou uma ótima pessoa...hehehe!
      foi melhor de bom a sua carinhosa companhia em 13,e que possamos continuar juntos em 14, com essa bela troca de amizade e experiências...Feliz Natal Iluminado de sorrisos e alegrias para vc e seus familiares, Ano Novo Pleno de esperança, paz e luz!
      Deus te abençoe, fique bem,cuide se bem!
      Témais!
      Belos dias, beijos!...fui...

      Excluir
    3. Quando diz "fui" me lembra quem amo, hahaha... ele gosta de usar esse termo também. :D
      Felis, continuaremos sim, com certeza... estou visitando aos poucos toda a minha lista de blogs, e constato que muitos já não estão mais nesse meio social... em contrapartida outros amigos chegam... e assim vamos caminhando e crescendo juntos como seres humanos.
      Um abraço!

      Excluir
  9. Oi Bia

    Idealizar a vida sempre nos trará a sensação de não a termos feito ser o ideal.
    Viver a vida sempre nos dará a sensação de que recebemos muito da vida.

    Parabéns pelas indicações de melhor blog que recebeu. Muito justo, seu blog é espetacular!
    E parabéns a todos os outros amigos que receberam colocação dentre os melhores. Orgulho desta gente amiga e competente que nos cerca!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Van!
      Que fantástica sua definição sobre "idealizar a vida" e "viver a vida"... uma pequena mudança no contexto que faz uma grande diferença no nosso nível de satisfação. Viver é mais simples que idealizar, embora pareça justamente o contrário, porque o idealizar está no campo dos planos o que parece ser mais fácil... e quando nos permitimos viver o que a vida e o coração nos chama, vemos o quanto era mais tranquilo e satisfatório do que imaginávamos.
      Muito obrigada pelo carinho e parabenização, um abraço!

      Excluir
  10. Olá Bia.
    Querida, realmente não é só com você.
    Parece que o clima natalino me deixa assim: refém de questionamentos e nostalgias. É como se filmes passassem diante dos meus olhos e vez por outra questiono a razão de determinada atitude ou da ausência delas.
    A nostalgia é imensa também, me abraça ainda mais forte nestes tempos... Principalmente daqueles momentos mágicos, quase inacreditáveis que ocorreram no ano.
    Mas enfim, importante é relembrar com carinho e se necessário com a determinação - ativa - de no futuro mudar aquilo que precisa de mudança!

    Um beijo e um abraço!
    Jhosy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jhosy!
      Issssso, é como de fossem passando curta-metragens da nossa vida e nesse instante tivéssemos a chance de analisar cada pequena história que compôs nosso ano.
      Quando conseguimos capturar a energia boa das realizações positivas do ano e levá-la conosco para o próximo, já estamos começando com grandes chances de ter um ano recheado de bons momento para recordar depois... e começar tudo de novo!
      Um abraço!

      Excluir
  11. Bia, ótimo texto e nessa época ficamos tb mais tristes, normal. Porém, ficamos mais nostálgicos, melancólicos, cansados, enfim... É um mês acolhedor e gostoso em vários aspectos, então acaba sendo uma contradição. Mas que existe. Eu continuarei postando até dia 31, normalmente, ao contrário de quase todo mundo. rs bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sérgio, como vai?
      Contradição me parece a palavra perfeita... vontade de amar e abraçar todo mundo, e cobranças internas pelo que não aconteceu... E dessa balança o amor e a alegria deve se sobressair, para entrar o novo ano carregado de boas energias.
      Não gosto muito de contradições, me confundem, hahaha...
      Seremos dois a permanecermos vivos na blogosfera, hahaha!
      Um abraço!

      Excluir
  12. Vdd essa época nos deixa nostálgicos demais..rs,
    Talvez não entre mais mesmo por esses dias então vim desejar a ti e a sua família um natal cheio de paz e amor, e que o ano novo venha com boas novas...
    Obrigada por todo seu carinho e amizade esse ano tanto nos momentos alegres quanto os tristes, Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patrícia!
      Estou contigo para o que der e vier, seja nesse ano ou no outro, na dor ou nas conquistas... que o novo ano comece e termine só com coisas boas!!!
      Um abraço!

      Excluir
  13. Oi Bia,

    Estava fazendo um balanço desse ano, e até novembro eu diria que 2013 havia sido um dos melhores anos da minha vida, esse ano eu comprei um Kazinho zero,conheci vários lugares legais, saí da imobiliária e entrei em outro trabalho, que me dá mais retorno financeiramente.

    Ia fechar o ano com chave de ouro indo passar o reveillon em Gramado.

    Que ironia do destino, no ano que havia sido tao bom pra mim, de repente perco uma das pessoas mais importantes da minha vida...

    Quanto a viagem, vou (mesmo estando de luto e sem ânimo, terei que encontrar forças).......pois tudo já está pago...

    A vida tem dessas coisas..

    Bia querida,

    Te desejo boas festas e que 2014 venha com muitaaaaa saúde.........pois só precisamos dela para todo o resto acontecer...

    Abraços e beijos

    Parabéns pelas indicaçoes.........vc merece!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa!
      A vida é mesmo surpreendente, o que nem sempre quer dizer que seja positivamente, uma pena! Com um ano de tantas conquistas, merecia ter terminada junto com todos que ama.
      Sabe, senti a perda de você como se morassem aqui, ao meu lado, como se fossem meus vizinhos... aliás, tenho mais contato com vocês do que com meus vizinhos (olha que ironia). Eu acho que senti porque tenho contato contigo, com a Patrícia, a Rita...
      Gostaria de abraçar cada uma de vocês pessoalmente para poder passar minha energia e desejo sincero de um novo ano tranquilo e feliz, só com surpresas agradáveis.
      Concordo que viaje, apesar de tudo... tenho certeza que sua tia, onde quer que esteja, deseja vê-las o melhor possível.
      Quanto à saúde, duplicamos nosso valor à ela quando sentimos o quanto só somos algo com ela.
      Meu carinho e desejo de paz à todos vocês, um abração!

      Excluir
  14. Oi Bia,
    boa tarde,
    o efeito colateral
    é a barriga grande que me deixa as festas =(
    deve ser por isso que eu enlouqueço no Natal! hahaha

    Eu tenho certeza que vou estar de volta antes do Natal
    mas apenas no caso de eu não voltar
    boas festas!

    Desejo-lhe um bom restinho de semana
    um grande abraço
    bênçãos

    Espero que vc entenda o que eu escrevo,
    porque eu faço pior a cada dia! kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ariel!
      Essa é uma época muito gostosa do ano, inclusive em relação ao cardápio, hahaha!
      Minha tia sabe fazer um chester divino... quer experimentar? ;)
      Ariel, entendo sim tudo o que escreve e sempre que passa por aqui deixa um rastro de alegria.
      Ainda o visitarei, estou fazendo isso aos poucos, mas deixo aqui também registrado meu desejo de boas festas pra você, obrigada pela presença constante!
      Um abraço!

      Excluir
  15. Bia, boa noite sensível menina!
    O seu texto me pegou de cheio e me dividiu ao meio...
    Qual será o motivo de a chegada do Natal nos deixar tão comovidos?
    É assim que me sinto: mais um ano terminando e tantas coisas, boas e más vivenciadas..
    E no próximo, começando tudo de novo...
    Tem horas que dá vontade de se congelar para não ter que recomeçar! :(

    Mas de qualquer forma, a proximidade do Natal me deixa feliz!
    Porém, eu confesso que fico tão sensível que choro até com comercial de margarina...rsrs
    E vim desejar a você, querida amiga, toda a felicidade do mundo neste Natal!
    Aproveite bem os quitutes deliciosos da ceia, mas não se esqueça da caminhada no dia seguinte...hehehe
    Eu como muito, até demais e gosto de beber um vinho também!
    Neste ano, por conta dos remédios que estou tomando, não vou poder beber o meu vinho favorito!! Então vou comer mais do que tudo...rsrsrs Eu vou é sair rolando da ceia ( Ai minha nossa, que horror.... kkkkkkkk...

    Um lindo Natal e um Ano Novo de muita paz e harmonia!
    Que em 2014 possamos aprofundar ainda mais nossa amizade querida!
    Adoro muito tudo o que escreve e compartilha!!
    Beijos e uma semana grandiosa!! ♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana!
      É verdade, Adriana, o que escreveu me fez pensar... talvez essa vontade que vez por outra dá de congelar é o medo do desconhecido, do que nos espera no próximo ano, ou o cansaço por imaginar quantas responsabilidades iremos abraçar... por isso é importante domina esses sentimentos e manter uma postura aberta, positiva, para que o melhor possa entrar em nossa vida junto com o novo ano.
      Eu tenho mantido minha caminhada, para poder comer sem medo, hahaha...Eu gosto muito de vinho, embora consuma em pouca quantidade.
      Desejo que se cuide e que sempre dê notícias sobre sua saúde... estou visitando os blogs aos poucos e antes do Natal chego no seu. :)
      Muito obrigada pela amizade, pelas felicitações e pelo carinho. Um abraço!

      Excluir
  16. Obrigada pelos votos lá no blog, te desejo muita paz no coração e um ano novo com muitas possibilidades! te convido a conhecer o novo blog: http://umanjotriste.blogspot.com.br/ beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jeanne! Obrigada pelo carinho, estarei conferindo o novo espaço com certeza! Um abraço!

      Excluir
  17. É realmente esta ideia de "recomeçar" que nos deixa reflexivos no final de cada ano, mais esperançosos, mas nostálgicos. E como vc disse, ver sempre pelo lado positivo, a tal segunda chance, né! e não deixar novamente só na promessa... hahahahah!
    Adorei seu post!
    Feliz Natal pra vc e sua família!
    Bjns
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cici!
      hahaha, "E não deixar só na promessa..." vamos criando compromissos conosco, às vezes a vida direciona as coisas e outro jeito, mas o foco principal não pode se perder. Aprender a ser flexível, porque não há situação perfeita para realizar um sonho, há a capacidade de aproveitar as oportunidades que aparecem da melhor maneira possível.
      Um abraço!

      Excluir
  18. Ao longo do seu texto, fui pensando na necessidade de se contar os 365 dias de ano e então me deparo com a sua visão otimista sobre essa questão. Sim, acho que precisamos recomeçar de forma a revigorar nossas esperanças em algo bom, porque assim há mais possibilidades de ser feliz.
    Fiquei contente em saber que você está lendo meus textos novamente. Agradeço, pois admiro-te através dos teus escritos.
    Um Feliz Natal, repleto de paz, amor, felicidade, saúde, sorte... E um ótimo Ano Novo pra você e sua família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, menina, alguns links ficam travados para feed, não sei por quê, é o mesmo que acontece do blog da Biane... mas agora vou te ler de novo.
      O melhor presente que podemos nos dar é recomeçar com esperança e objetivos claros, de negativismo já basta aquilo que não se realizou, não é mesmo?
      Com amor, fé e saúde podemos tudo, tudo mesmo. O negócio é que vamos nos perdendo pelo caminho... e dá-lhe mais 365 dias de novo, hahaha!
      Obrigada pela presença constante e pelo carinho.
      Um abraço!

      Excluir
  19. Feliz Natal e Próspero Ano Novo.
    As palavras podem ser as mesmas, mas os sentimentos e a sinceridade são sempre renovados e crescentes.
    Beijo, e até 2014
    Ângela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ângela, é verdade, fica difícil fugir dos mesmo desejos, mas a verdade com que se deseja é o que os torna significativos. E no fundo é do que precisamos realmente> amor, alegria, fé, paz, saúde, união, amizade, realizações... e por aí vai.
      Um abraço!

      Excluir
  20. OI BIA!
    EU, COMO TU, NESTA ÉPOCA DO ANO, NÃO MANTENHO AS POSTAGENS, SEMANALMENTE, POIS DOU UMAS VIAJADAS, MAS, DEIXAR DE POSTAR, NUNCA.
    TE DESEJO UM NATAL REPLETO DE PAZ E QUE O AMOR SEJA PRÓDIGO EM TUA VIDA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zilani, faz muito bem em viajar, que delícia!
      Eu estou por aqui, me dividindo entre postagens e visitas de final de ano, que começaram cedo porque o povo debandou, hahaha.
      Um abraço!

      Excluir
  21. Oi Bia
    Que saudades! Um post a altura de seus posts mesmo! Muito reflexivo, eu, aliás fico bem reflexiva nessa época do ano! Adorei! Parabéns pelo prêmio Xícara de Ouro! Vc mereceu com certeza! Seu blog tem um ótimo conteúdo!
    Um ótimo Natal, e um 2014 abençoado para vc e sua família!
    Bjão e fique com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana, fiquei feliz com seu retorno, só ontem eu soube! :)
      Ler seu texto me fez pensar sobre um professor ano passado de Filosofia que disse que certas pessoas não nasceram para refletir, o que é uma pena... a reflexão nos deixa melancólicos, mas é o que oportuniza o rever das ações que possibilitam manter sempre em alta a chance de ser feliz e buscar o que realmente importa.
      Obrigada pelo carinho e desejo vê-la muito no próximo ano!
      Um abraço!

      Excluir
  22. Mais uma vez, quero agradecer pela generosidade das visitas e comentários em meu blog, pelo carinho e pela presença tão estimada durante esse ano de 2013 e desejar que você tenha um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de realizações... Que nossa amizade se fortaleça no ano de 2014 e que ele seja especial para todos nós...

    Beijos
    Ani

    http://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ani!
      Obrigada por seus desejos e seu carinho, as pequenas pérolas do seu blog sempre me inspiram.
      Um abraço!

      Excluir
  23. Bia querida! Como vai você? Vi teu comentário! Como deves ter lido no post do blog, foi o último.... Terminei com o blog e no post expliquei tudo.... Apenas ainda não tive coragem de excluir.... Tu tem Face? Se tiver, me adiciona Daí a gente não perde o contato! Minhas duas páginas:
    https://www.facebook.com/elaine.averbuch?ref=tn_tnmn

    https://www.facebook.com/elaineaverbuckneves?ref=hl

    Que a paz, a alegria e o amor do Natal se transformem em bênçãos durante todo 2014!
    Carinhoso abraço e beijo no coração! Feliz Natal! Feliz 2014!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elaine, como vai?
      Li sim seu último post na época e compreendo seus motivos, mas é legal saber que ainda está por perto. Vou procurá-la no Face. :)
      Que seu Natal seja de paz e luz, que a saudade seja uma lembrança boa do coração, e que seu novo ano seja só de alegrias, você merece. Um abraço!

      Excluir
  24. Olá Bia, hoje passo para lhe desejar e a sua Família um Santo e Feliz Natal. Beijinhos Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ailime, obrigada pelo carinho... estou visitando aos poucos e em breve chego no Sinais para deixar meus desejos. :D Um abraço!

      Excluir
  25. Oi, Bia. Incrível, ontem eu fiz essa retrospectiva, e, teve um fato que sintetiza bem o qto melhorei nesse ano...rsssssss. Sempre digo que não devemos nos mudar com as más atitudes dos outros, mas tentar modificá-los com as nossas boas atitudes. E, eu consegui operar essa modificação em alguém que conheci esse ano. Isso é maravilhoso. Aproveito para deixar um Natal em comunhão com os seus e abraçá-los, juntamente com a minha família. Que a felicidade seja o pavimento da sua estrada no novo ano. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eder, mistério em seus escritos, hahaha!
      Interessante o que escreveu, isso é algo que procuro cultivar aos poucos e de maneira crescente - nem sempre consigo, hahaha - que é a capacidade de interferir positivamente na vida de alguém. E tem razão, quando percebemos que isso é possível, traz uma sensação maravilhosa, de que viver vale a pena, não só por nós.
      Obrigada pelo carinho, já deixei meu recado de natal contigo, mas preciso registrar que entro 2014 com sua frase guardada na memória:
      "Que a felicidade seja o pavimento da sua estrada no novo ano". Será,com certeza... para nós.
      Abraço em ti, na esposa, no filho e nos que ama.

      Excluir
  26. Olá, Bia.

    Os porquês dessa época, são bons convites à renovação. Só renovando-nos, teremos verdadeiramente novos anos novos.

    Passando para desejar um natal repleto de luminosidades e um renovador ano novo, transbordante de felicidade, saúde, paz, prosperidade e tudo mais de bom. Para você, seus parentes e amigos.

    Um abração e boas festas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Apon.
      Faz sentido... a renovação começa a partir das reflexões. Que seu Natal seja único, especial e cercado das pessoas que ama.
      Obrigada pelo carinho, um abraço!

      Excluir
  27. Oi Bia!

    Natal e reveillon me deixa um pouco triste sim...Lembranças...Essas são muito fortes, a falta dos meus pais, meu irmão que se foi precocemente, o pai da minha criança de seis aninhos que tbm morreu recentemente, lindo e muito jovem!
    Como vc viu...Tenho mais motivos pra chora do que para comemora rs!


    Bia, obrigada por lembrar de passar no meu cantinho, te desejo tudo de bom, que seu natal e ano novo seja repleto de alegrias, muita saúde e muito amor.

    A vc e os seus--> FELIZ NATAL E FELIZ ANO NOVO!

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mary!
      Sinto muito por suas perdas, é natural que não se sinta à vontade para comemorações. Desejo que no próximo ano venha uma enxurrada de coisas boas para compensar, e que chegue ao final do próximo ano recheada de motivos para comemorar.
      Um abraço!

      Excluir
  28. Quando te leio, involuntariamente me sinto como se estivesse num ambiente, quieta, concentrada, enquanto alguém muito sábio me diz coisas para me servir de aprendizado. É sim, é assim. Acho que tu daria uma palestrante e tanto, menina.

    Obrigada por todo esse ano de cumplicidade. Vamos, então, seguir colecionando palavras e textos, afetos e trocas... amizade, enfim?

    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Milene, menina inquieta!
      Quem sou eu para ensinar algo a alguém... vivo em contante aprendizado, reformulando ideias. E também aprendo muito com seu jeito peculiar de se comunicar e observar o mundo... até a dor transforma em poesia.
      Sim, amizade é o que vamos construindo, aprendendo uns com os outros.
      Obrigada pelo carinho, um abraço!

      Excluir
  29. Fim de ano é época de balanço. Sempre considero que, se estamos vivos e capazes de fazê-lo, devemos agradecer. É um sinal de que passamos pelas dificuldades e sobrevivemos. Há sempre muitos momentos agradáveis para se recordar e devemos colocá-los no topo da lista, como estímulo. Parabéns pelo merecido prêmio, pois tem um blog que encanta e que visito com prazer. Grande beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marilene!
      É verdade, hahaha, no fundo somos sobreviventes, e não há maior presente da vida que às vezes é pesada como chumbo e em outras, leve como algodão...
      Essa questão de foco é uma escolha, focar nos ganhos é uma boa maneira de iniciar o ano, e sempre importante lembrar.
      Obrigada pelo carinho, seus blogs foram meus indicados.
      Um abraço!

      Excluir
  30. Acho que esse estado de alma contemplativo nos afeta a todos um pouco, porque o Natal é época de amor e dentro de todos nós há um lugar chamado saudade ;)
    http://www.youtube.com/watch?v=desKMD7O5Kg
    Querida Bia, obrigada pelo carinho constante ♥ desejo-te tudo de bom neste novo ano que se avizinha e muita paz, saúde e amor neste Natal (e algum dinheiro e presentes também!).
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Scarlet!
      Seus desejos são muito bem vindos, inclusive os "mundanos", hahaha...
      Gostei do presente original que deixou, uma música... ;)
      Obrigada pelo carinho e tem os meus melhores desejos para o seu Natal e Ano Novo.
      Um abraço!

      Excluir
  31. Bia, eu aprendi a não ficar assim só no final de ano. Faço isso o ano todo, logo após acontecer algo ou me lembrar de algo. Pra mim, Natal e Ano Novo é quase que um dia comum, um dia engordativo sim, mas sem muitas pompas... questão de escolha minha, acho.
    Estou feliz assim e a simplicidade me dá muitas alegrias e paz.

    Querida, muito bem merecido esse prêmio e toda a votação no seu blog. É um blog excelente e que não podemos perder os textos, mesmo que não tenhamos um tempo bom pra vir aqui todos os dias, não podemos deixar de vir de vez em quando.

    Um Feliz Natal e um maravilhoso Ano Novo pra vc e sua família!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clara!
      Eu já fui mais reflexiva durante o ano, mas em épocas difíceis isso é bom só se servir como mola propulsora para mudanças, caso contrário, abate, desanima e traz uma sensação de fracasso... cada um tem um jeitinho, né?
      Hoje eu reflito, sim, mas procuro não deixar passar do limite do que me faz bem, quero dizer, procuro não alimentar muito as tristezas.
      O importante é que o Natal pra você é sinônimo de simplicidade, alegria e paz, lembro-me do seu texto sobre o tema, transpassou isso de maneira linda... não adianta uma ceia de pompa e presentes caros se o interior estiver infeliz.
      Obrigada pelos elogios e pelo carinho, que seu novo ano seja maravilhoso!
      Um abraço!

      Excluir
  32. Olá Bia,

    Dezembro é um mês estranho para mim. Um misto de ansiedade, cansaço e expectativas. Apesar de achar o Natal uma festa linda, como já lhe disse, meu coração não entra no ritmo da alegria que deveria nortear a festa. Fico sempre torcendo para que os dias passem rapidamente e que logo o novo ano venha a raiar. Sempre adorei o reveillon, embora os meus últimos não corresponderam às minhas expectativas. Já tive épocas mais vibrantes, mas 'marido' não se empolga mais com as comemorações da chegada do ano novo e acabo me frustrando. Mas na virada, há uma energia positiva enorme no ar, pois todos os pensamentos estão direcionados para um novo ano diferente, com mais realizações e mais felicidade.
    Gostei muito do seu texto. A época é bem propícia para balanços e os efeitos colaterais nos ajudam na busca de mudanças, que sempre chegam para melhor.
    Destaco dois pontos bacanas de sua abordagem :
    _"É preciso dosar a nostalgia e os questionamentos para que as "piras" não roubem a alegria de existir";
    _"Aos atordoantes por quês, que insistem em nos apontar nossas fraquezas e falhas, devemos agradecer pela oportunidade de estar recomeçando um novo ano onde temos a possibilidade de fazer diferente";

    Parabéns pelo lindo texto e, uma vez mais, pelo merecido prêmio 'Xícara de Ouro'.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera!
      Sabe que semana passada pensei assim também... não via a hora do Natal chegar e levar esses sentimentos estranhos que bagunçam um pouco a gente por dentro. Também sinto desse jeito, foi o que me levou a escrever o post. Mas depois os sentimentos dúbios vão se acomodando e em geral, quando chega hoje, hahaha, fico pensando na alegria de estar com quem amo, como eu disse, fisicamente ou no coração e deixo que esse sentimento me tome.
      Eu adoro o reveillon, adoro a possibilidade do novo, ainda que psicológica. Espero aproveitar bem essa inspiração no próximo, algo que me ajudou bastante na virada anterior.
      É uma pena que seu marido não se anime mais com a festa... Natal me lembra família, mas reveillon é uma festa mais livre, onde temos o direito de estar onde temos vontade, com quem temos vontade. Esse ano tive vontade de ir para uma ilha perto de minha cidade, linda. Estarei sem a filha e como não poderei estar como gostaria, hahaha, achei que seria bom ir pra lá e pensar no que desejo para o próximo ano. Mas por ter trilhas desertas a mãe tem medo que me agarrem por lá, hahaha. Quem sabe no próximo, em outras circunstâncias, quem sabe em outro lugar...
      De qualquer forma, é importante cercar-se dos pensamentos mais positivos possíveis, acredito de fato que isso faz toda a diferença na realização dos nossos sonhos.
      Agradeço o carinho, a parabenização, e desejo que venha bem rapidinho o período de alegria e renovação. E dá-lhe uma injeção de ânimo no marido!!! hahaha
      Um abraço!

      Excluir
  33. Amiga, vim agradecer sua atenção e o prazer da sua visita e as felicitações de um Feliz Natal e Um Ano Novo de paz... Quero agradecer também por ter se preocupado com o meu problema nos olhos. Graças a Deus estou quase que totalmente recuperada. Fiquei preocupada, mas provavelmente foi uma alergia.
    Não poderia deixar de passar aqui neste penúltimo dia do ano e dizer que o nosso caminho é feito Pelos nossos próprios passos. Mas a beleza da caminhada, depende dos que vão conosco
    Assim, neste NOVO ANO que está próximo de se iniciar, possamos caminhar mais e mais, juntos, em busca de um mundo melhor,cheio de PAZ.
    Obrigada por ter passado comigo, este ano de 2013, com uma palavra amiga, sempre quando precisei, como se do outro lado da telinha, você entendesse os meus sentimentos e o que estava precisando, principalmente de uma palavra amigo.São os mistérios deste mundo virtual . Criar laços de amizade, sem nunca termos nos encontrado, sem nunca termos trocado apertos de mão e abraços.
    Que possamos em 2014 continuarmos e fortalecermos mais esta nossa amizade.
    FELIZ E ABENÇOADO 2014, QUE ELE SEJA MESMO UM ANO NOVO EM SUA VIDA E SEUS FAMILIARES.
    FELIZ ANO NOVO!!!
    Abraços da amiga Lourdes Duarte
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Adorei a imagem que você escolheu para o post!
    Outra coisa que gostei foi "ver" as suas risadas no texto!
    Linda e verdadeira mensagem!

    Cheguei atrasada, mas sigo te desejando um ótimo ano ;)

    Bjus

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.