domingo, 9 de março de 2014

Quais são as sementes de hoje?


Ontem tive um curso pela manhã e enquanto estava no ônibus fiquei observando o céu, repleto de nuvens cúmulos-nimbos. Comecei a buscar formas e vi claramente, no horizonte, um grande lobo, uma nave espacial e uma mão. No retorno, entrando no condomínio, um vento soltou folhas das árvores e fiquei observando o balé delicado que faziam no ar. Até reduzi o passo para apreciar melhor. Há algum tempo eu não parava para contemplar essas belezuras gratuitas que nos são oferecidas todos os dias. E você, há quanto tempo não observa o que há de bonito na vida?

Esse curso falava sobre sustentabilidade, a capacidade de se renovar constantemente a ponto de se bastar. Há muitos humanos que acham o assunto chato e não estão nem aí para os impactos do uso desmedido dos recursos. Então surgem as políticas de imposição. A palestrante contou que em um país o lixo agora só é recolhido se estiver acondicionada em um saco de lixo vendido a preços altos, o que força as pessoas a pensarem na questão do lixo e a reduzi-lo. Já imaginou se a ideia pega? Seria mais fácil que a transformação de atitude ocorresse através da informação e da revisão de pensamentos e atitudes, não é mesmo?




Da Holanda, encontrei uma iniciativa interessante. A empresa Goedzak elaborou sacos de lixo resistentes com a lateral transparente para acondicionar objetos que ainda podem ser utilizados mas não interessam mais ao dono. As pessoas já sabem que os produtos que estão ali não são lixo e podem ser levados sem problemas, além da opção de reutilizar o saco descartando seus próprios produtos sem uso. Simples e eficaz!

Sabemos que o Rio +20 foi decepcionante em termos de ações governamentais por um motivo simples - não é do interesse dos governos encontrar medidas para resolver o problema da sustentabilidade. Esse vídeo, embora utópico no que tange à responsabilidade governamental,  é muito interessante e traz bem no meio a parte que mais gosto: uma seleção de pensamentos que nos levam a lembrar que plantamos algum tipo de semente todos os dias e que temos um poder transformador incrível quando bem direcionado.

"Quais são as sementes de hoje"?


43 comentários:

  1. Que ideia legal essa desses sacos transparentes e já ajuda até a levar embora, sem que as pessoas fiquem catando o que querem. Quem tem ideia e boa vontyade FAZ! Diferente daqui,né? Pena! beijos,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chica!
      Também achei a ideia fantástica, porque quebra aquela imagem de que pegar algo do lixo é feio! Não, é sustentável! Quantas vezes eu já quis doar algumas coisas boas e não soube para quem... acabei colocando no lixo em separado, torcendo para alguém levar e aproveitar.
      Ideia e boa vontade = combinação perfeita!
      Um abraço!

      Excluir
  2. Bia, eu já escrevi no blog que é extremamente necessário a volta dos "ecochatos". Tivemos um certo auge nos assuntos ecológicos,mas que literalmente vieram ladeira a baixo. Só para citar o caso das sacolas plásticas dos mercados, que aqui na minha cidade seriam abolidas, cobradas e... estão lá a disposição de quem quiser.

    O caso da greve dos garis no Rio de Janeiro e aquelas montanhas de lixo - cocos verdes misturados a toda sorte de garrafinhas plásticas e tudo o mais.

    Essa ideia que vem da Holanda é maravilhosa. Pode chegar por aqui né?!
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li na época da publicação seu texto falando sobre os "ecochatos", muito bom! As sacolas plásticas à disposição ainda são um problema, mas também é uma questão pessoal, de conscientização. Na escola onde trabalho à tarde às vezes vou à vendinha da esquina comprar algo para o lanche e quando ele quer me dar uma sacolinha eu digo que não precisa... que custa andar meia quadra segurando um lanche na mão? Mas são raras as pessoas que agem assim.
      O caso dos garis mostra perfeitamente a quantidade acumulada de lixo e sobretudo, o quanto o trabalho deles é importante e merece ser valorizado.
      Ideia ótima mesmo da Holanda... é que as indústrias só pensam em vender produtos novos e não é de seu interesse lançar iniciativas de reaproveitamento.
      Um abraço!

      Excluir
  3. O olhar poético está em todos os corações: escondidos e sem inspiração! Lindo texto amiga, a tecnologia precisa trabalhar para o bem! abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade... o olhar poético está ali, apesar de às vezes parecer sumir. O que possibilita sempre seu resgate.
      A tecnologia só adianta se for usada sobretudo para melhorar a qualidade de vida. Uma rbaço!

      Excluir

  4. Olá Bia,

    A sustentabilidade foi até tema da Escola de Sambra Império de Casa Verde, em São Paulo. Um desenvolvimento sustentável depende do reconhecimento de que os recursos naturais são finitos. Exige recursos hoje sem comprometimento das necessidades das futuras gerações. A sustentabilidade não é apenas utilizar de forma consciente os recursos do planeta, mas de instigar a todos para uma postura diferente; a contribuição coletiva é essencial para a mudança e a sobrevivência da Humanidade.
    O encontro Rio+20 realmente foi frustrante, mas, pelo menos, mostrou que existe consciência dos problemas ambientais no mundo. Ainda que as discussões e documentos firmados a princípio pareçam não atingir seus objetivos, creio que, na prática, impulsionam diversos movimentos pelo planeta, como esse citado da empresa na Holanda. Aliás, uma iniciativa bem interessante e que deveria servir de modelo para outros segmentos da espécie. .
    Quanto à sua indagação inicial, 'soudessas' que curte apreciar as pequenas belezuras com que a vida nos presenteia e surpreende. Quantas vezes não cheguei à janela do meu quarto à noite para apreciar a beleza da lua, tentando fotografá-la sem qualquer sucesso-rs. E o céu ao cair da tarde com suas magníficas cores!
    O vídeo é muito lindo e as reflexões nele inseridas são muito importantes para nosso despertamento a respeito de uma questão tão importante. Achei bem significativo esse pensamento: "Uma sociedade se torna admirável à medida que seus velhos começam a plantar árvores em cujas sombras sabem que não vão descansar". E este diz tudo: "Todas as flores do futuro estão nas sementes de hoje". Semeemos, portanto.

    Ótimos e felizes dias.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vera!
      O tema sustentabilidade foi o escolhido pelos organizadores do projeto justamente por haver ainda alguma falta de informação em relação ao tema...é a capacidade de gerar meios de fazer com que os recursos não só não acabem, como também se renovem e se mantenham à medida em que vão sendo utilizados.
      Tem razão, é tão bonito o discurso final do vídeo, onde mostra quais comprometimentos podem fazer a diferença, uma pena que raramente são levados à prática.
      hahaha, Fotografar a lua é mesmo uma missão... quando eu ainda tinha um blog com fotos "photoaday" resolvi fotografar a lua e foi preciso pesquisar bastante qual a técnica para fotografá-la sem parecer um ovni, hahaha. Mas em outro dia tentei e não consegui... ainda assim a observo sempre que posso. O computador fica ao lado da janela e à noite deixo a janela aberta para dar uma espiada. Sabe o que eu acho o mais bonito da lua? É que de onde ela está alcança também as pessoas que amamos. <3
      Ai, viajei agora, hahaha! E não é bom conservar essa sensibilidade?
      São lindos demais os pensamentos do vídeo... gostei muito de um mais ou menos assim "todos podem contar quantas sementes há em uma maçã, mas só Deus sabe quantas maçãs estão em uma semente". E tem outro que fala sobre felicidade... enfim, lindas mensagens não só para o meio ambiente, como também para a vida.
      Um abraço!

      Excluir
  5. Bia, lá na Inglaterra, para evitar o uso de sacolas plásticas (itens que demoram anos para se deteriorar), na maioria das lojas, eles cobram uma taxa, caso a pessoa queira sacola para carregar suas compras... com isso, ou as pessoas usam ecobags ou levam na mão ou pagam um pouco a mais para ter sacola... no fim das contas, ninguém quer a opção 3. abraços e linda semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Barbie!
      Pois é, menina, levantou-se a ideia de montar o mesmo projeto por aqui... mas penso que ão é interessante para a indústria das sacolas.
      Ainda assim, o brasileiro poderia mudar seu hábito através da informação. Admito que, apesar de tomar inúmeras medidas ecológicas, ainda esqueço de levar as ecobags que tenho em casa ao supermercado! :( Um abraço!

      Excluir
  6. Quando nos mobilizando em busca de soluções viáveis elas se realizam.O que mais falta em nosso país é mobilização continuada.Não basta apenas protestar, esta é a 1ª parte do processo das mudanças que requerem planejamento, desenvolvimento e realização.
    Oportunos e recorrentes alertas como o que vc nos traz, Bia, reacende o debate e convoca à ação.
    Achei bacana a ideia do pacote holandês.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Calu!
      A palestrante contou que os governantes sentem-se pressionado não só pela sociedade, como também por aqueles cujo interesse é manter as coisas como estão. Nesse sentido os protestos seriam eficientes, desde que bem embasados e lógico, sem violência e vandalismo, que não levam ninguém a bom lugar!
      O pacote holandês é uma ótima iniciativa e bem poderia "pegar" por aqui! Um abraço!

      Excluir
  7. Bia, o vídeo é encantador e trata de um assunto sério. As propostas nele contidas deveriam ser abraçadas pelo mundo inteiro, vez que muitos países não estão dando a devida atenção ao tema. A iniciativa da Holanda é aplaudível, pois constituiria até uma espécie benfazeja de doação, pela qual se ajudaria terceiros evitando que objetos úteis constituíssem, simplesmente, lixo. Creio que todos deixam a cargo de governantes o estudo e a adoção de medidas saneadoras, mas a responsabilidade de cada um é por demais evidente. Nem tudo alguém pode fazer por nós e precisamos viver bem nesse planeta. Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marilene!
      Tem razão, a atitude da Holanda é simples mas funciona e de quebra, ajuda muita gente.
      Não tenho dúvidas de que há pessoas dispostas a fazer a diferença, inclusive no poder, mas de nada adianta se não houver uma força conjunta entre medidas e ação, inclusive da população. Um abraço!

      Excluir
  8. Fui em muita palestra sobre isso pq me formei em Biologia, então era rotina. Mas é mais bla bla bla do que atitude, o que é uma lástima. Adorei sua postagem sobre o assunto. Mas sobre a forma das nuvens, eu achava que só se conseguia ver imagens em desenhos e filmes. Na vida real nunca vi uma nuvem parecida com alguma forma. rs Mas mtas vezes não olhamos para as coisas simples da vida justamente por causa da maldita pressa. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio, então entende bem sobre o tema! O blá, blá, blá cansa e não leva a lugar nenhum, uma pena.
      Eu sempre vi formas nas nuvens mas não é todo dia... lá de vez em quando vejo algo curioso. Também não é qualquer tipo de nuvem que rende formatos consistentes. Gosto também das nuvens que parecem "carneirinhos", sempre me lembra meu pai dizendo que nuvens assim são prenúncio de chuva.
      Um abraço!

      Excluir
  9. OI BIA!
    A IDEIA DOS SACOS TRANSPARENTES E RESISTENTE É MUITO BOA, ALÉM DE PROPICIAR O REAPROVEITAMENTO DE ALGO QUE AINDA TEM UTILIDADE, TEM O DO PRÓPRIO SACO QUE SERÁ PASSADO ADIANTE.
    PARECE NÓS AQUI NO BRASIL, USANDO AINDA AS PROIBITIVAS SACOLAS DE SUPERMERCADOS.
    INTERESSANTE O VÍDEO, ACHEI IMPORTANTE A FRASE" AS SEMENTES DE HOJE, SÃO AS FLORES DO AMANHÃ".
    LEGAL.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Zilani!
      As sacolas de supermercado sempre rendem uma boa polêmica... o vídeo é muito bem elaborado e seria lucro se pelo menos metade dos compromissos assumidos fossem levados a termo.
      Que fiquem as belas citações como semente.
      Um abraço!

      Excluir
  10. Muito legal esta ideia do lixo aproveitável que a Holanda teve! Já tinha visto pelo Face de uma moça que mora na Holanda e achei super, mas saiba que lá na minha serra, Petrópolis, uma das iniciativas mais bacanas e que ajudou muito a tirar o lixo plástico do rio que passa dentro da cidade, o Piabanha, foi a implantação de um sistema de coleta todas as terças-feiras, somente lixo reaproveitável, pets, garrafas, papelão, etc. Eles distribuem toda semana, um grande saco plástico escrito Lixo Reciclável e tudo isso vai para um determinado lugar, inclusive lá perto do meu bairro, onde são separados, limpos e transformados. No entanto, aqui em Niterói, onde moro durante a semana, tento há anos fazer reciclagem com meu lixo e sei que quando desce, o porteiro não sabe o que fazer já que não tem na cidade um programa como este da serra. É apavorante o crescimento do lixo no planeta, mas explicável, pois estamos cada vez mais, consumindo produtos industrializados, né mesm?
    beijo grande, carioca.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Beth!
      Ainda que não haja um sistema de coleta programada, penso que vale a pena separar o lixo reciclável do orgânico, porque há alguns meios de coleta paralelos: carrinheiros, os conhecidos "catadores de lixo"; o próprio caminhão de coleta diária muitas vezes faz essa separação, jogando o lixo reaproveitável em outro compartimento; e os catadores de lixões, que muitas vezes sobrevivem desses recicláveis. Ou seja, o lixo estando separado, alguém irá reaproveitá-lo.
      Quanto aos industrializados é fato, a cada dia há mais consumismo, é urgente a questão de arranjar uma solução para o lixo.
      Um abraço!

      Excluir
  11. Bia,
    Felizmente estou rodeado de natureza (vivo no campo por opção), para mim os dias nunca são iguais. Do pouco tempo que me resta da escola, planto, oiço (e vejo) a passarada, as estrelas estão (quase) sempre ali, num céu aconchegante...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que delícia estar rodeada de nuvens! :D
      Puxa, eu precisava muito passar uns dias num lugar assim, onde houvesse a beleza da simplicidade para abrandar as responsabilidades do dia a dia... Aproveite muito, sempre!
      Um abraço!

      Excluir
  12. Olá Bia, por aqui depois da Revolução de 74 (faz agora 40 anos;)) houve uma enorme consciencialização para evitar deitar lixo fora e em toda a parte se recolhe o lixo que é depositado em contentores e até com separação para cartão, plástico e vidro. No entanto por vezes vemos no chão mobiliário e outras coisas espalhadas em torno dos contentores! Há empresas municipais que se encarregam de vir buscar se avisadas para tal efeito. Acho esse exemplo do saco Holandês muito interessante para os objetos que refere. Vamos ensinar hoje as crianças, logo de bem pequeninas a depositar as embalagens das balas, chocolates e outras coisas no recipiente certo! Assim irão ajudar a que o meio ambiente fique mais saudável. Só para referir ainda que aqui próximo de mim havia uma feira e nem imagina os sacos de plástico (das roupas) que ficavam esvoaçando na avenida! Os empregados vinham logo limpar, mas muitas vezes cheguei a recolher alguns sacos presos nas plantas do pequeno jardim em frente à minha casa! Vamos todos dar uma forcinha para ajudar neste sentido pois a Terra agradece e todos beneficiaremos. E como referiu no início e muito bem a natureza é tão bela e há pormenores que nos deixam extasiados.)! Um beijinho. Ailime

    ResponderExcluir
  13. Bia,

    As sementes do amanhã, não é mesmo?! o que fizermos hoje para colhermos amanha!

    Não é só o Governo que não tem interesse, o povo brasileiro não está nem aí. Falo da maioria. Agora, por exemplo, existe um Clube Vip perto de minha casa, se chama La Isla. Ele acabou com o sossego das ilhas e região. Rola dinheiro, então tudo acontece. Bom, precisa ver, hoje até filmei: lixo, muiiiiiiiiiiito lixo em todo o estacionamento, mureta, calçada, latas, papeis, garrafas, restos de cervejas, um horror. O Clube é novo, poderia começar dando um bom exemplo, solicitando aqueles que entram pagando tão caro que depositem o lixo em lugares próprios. Nada! Eu poderia continuar falando disso... renderia, alias, este lixo vai sendo mais um que acaba poluindo a sofrida Lagoa de Marapendi! Tem vezes que ela FEDE horrores. E tudo ao redor é tão bonito.

    Mudando de assunto: costumo descansar a minha mente olhando detalhes ao redor e especialmente da natureza, é um bem que faço a mim. As nuvens tem estado belíssimas, suas formações e cores combinadas com os mais belos por-do-sol.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fadinha!
      Sim, somos semente o tempo todo. Semente e colheita.
      Sabe o que achei interessante na sua fala? Disse que pagam caro para frequentar o lugar, e no entanto, para todos os lados há desrespeito, o que reforça a ideia de que poder aquisitivo não é sinônimo de educação. Há pessoas humildes que dão um banho em respeito!
      Lembro-me que falou sobre a lagoa... sempre me pergunto onde está a inteligência do ser humano nessas horas.
      Sobre nuvens, acho demais quando estão iluminadas com o laranja do por-do-sol, sempre um espetáculo imperdível!! Quando retorno da escola, no final da tarde, sempre fico observando enquanto espero o sinal abrir. Acho que, quem tem o hábito de observar e absorver a natureza, aprende naturalmente a cuidar dela.
      Um abraço!

      Excluir
  14. Oi, Bia!
    Muito bacana a ideia dos holandeses! Muitas vezes temos coisas em casa que não temos a quem repassar. Isso já aconteceu comigo quando morei em outro país, daí eu procurava por locais, como asilos e escolas para fazer doação.
    Tókio é uma cidade super limpa e não tem coleta de lixo por orgãos públicos. Cada um é responsável pelo seu lixo. Acontece de muitos estrangeiros, por não possuirem essa informação, colocarem sacos de lixo na rua. Os vizinhos logo alertam e você tem de pagar uma multa, além de ser motivo de chacota. As próprias indústrias recebem as embalagens que foram utilizadas pelo consumidor. Então, se eu tomei leite e sucos de caixinhas a semana toda, no final de semana tenho que fazer uma visita no setor de tetra pak da cidade. Captou? Ou então entregar no próprio lugar em que comprei o produto. Lixo orgânico também podemos doar ou fazer adubo natural para as nossas plantas. É questão de bom senso e somente assim evitamos de produzir tanto lixo!
    Olhar as nuvens e a variação das cores no céu, faço esse exercício de contemplação sempre quando estou voltando do trabalho ou do meu terraço. Adoro olhar para o céu!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luma!
      Uma época eu queria muito doar algumas sacolas de roupa, e também não encontrava para quem entregá-los. Seria interessante se houvessem postos onde pudéssemos entregar o que pode ser reaproveitado, como se fosse uma grande feira aberta.
      Interessante o sistema de Tókio! nesse curso que fiz divulgou-se muito sobre a composteira, que reutiliza lixo orgânico. Hoje há sistemas baratos e modernos e fazendo de forma adequado o lixo não fica com mau cheiro.
      Eu sou companheira inseparável de duas belezas da natureza: céu e mar! :D Pena que para chegar no mar eu preciso de um carro, hahaha.
      Um abraço!

      Excluir
  15. Bom dia Bia.. isso de observar desenhos em nuvens eu faço seguidamente.. a imaginação nos transporta não é..
    a sustentabilidade tem acrescentado e muito.. muita coisa esta sendo reaproveitada e diminuindo acúmulos em ruas de coisas que não poderiam ser lixo.. devíamos olhar com outros olhos para o todo.. muita coisa gera novas coisas..
    os holandeses são perfeitos pois lá eles adotaram a bicicleta não é.. fazem valer a vida
    abração e um lindo dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samuel!
      Eu diria mais... acho que a imaginação nos salva!
      É verdade que estão sendo realizados esforços no sentido de melhorar a situação em relação ao lixo. Só fico pensativa porque, pela quantidade de informação que existe, o volume de atitudes transformadas deveria ser muito maior. Mas como li esses dias, "a porta da mudança só abre de dentro para fora".
      Bicicleta é outra ótima sacada, faz bem para o meio ambiente e para a saúde. Um abraço!

      Excluir
  16. Bia em Americana onde eu morava haviam várias iniciativas da prefeitura em prol da sustentabilidade, as sacolas plásticas eram proibidas de verdade nos supermercados, os condominios tinham que separar todo o lixo reciclado, e as cooperativas de reciclados eram muito fortes por lá, tudo isso educou bem os moradores, agora em Goiânia estou mega estranhando, não há iniciativa nenhuma, no prédio mesmo onde eu moro ninguém separa o lixo, é tudo misturado, o que não era comum p mim, outro dia sugeri ao sindico lançar esse projeto de conscientização aos moradores, fazer uma parceria com recolhedores de recicláveis, etc, ele simplesmente me olhou torto e disse, isso dá muito trabalho não tenho tempo p isso, eu fiquei assim né, então tá, mas acho que vale a pena pensar no assunto rebati, Complicado viu, como me mudei agora não conheço ninguém ainda, mas me aguarde rsrsrsr Bjossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kellen!
      Imagino que essa mudança foi para você uma espécie de choque cultural. A palestrante contou que uma vez fez palestra em uma cidade em que as pessoas comiam frutas e jogavam as cascas no chão, porque no passado era uma região de muita agricultura e o costume era um meio de criar um adubo natural para o solo. Então as pessoas não faziam por "porquice", mas por costume cultural.
      Agora é logico, que o conhecimento vem justamente para mostrar que a cultura pode ser lapidada quando o que era feito já não cabe mais.
      O síndico falou tudo... mudar dá trabalho e leva tempo, por isso muitos não se preocupam em mudar, mesmo que seja para melhor.
      Vou aguardar, hahaha!
      Um abraço!

      Excluir
  17. Olá, querida Bia
    Fico impressionada como nos países civilizados, há uma preocupação com tudo o que diz respeito ao sustentável, reciclagem e similares que nos ajudam a não envenenarmos mais o meio ambiente...
    Que bom vc ter mostrado isso aqui no post e o vídeo levei-o (com a referência) pro meu post do dia 7... Creio que vc não se ofenderá...
    Bjm fraterno e quaresmal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosélia, como vai?
      Com certeza pode levar o que bem compreender, sei que o faz com referências e isso é sinal de admiração pelo blog.
      Me preocupo há um bom tempo com as questões ambientais e penso que esse não é só um problema dos governantes, mas um problema de cada um de nós. Um abraço!

      Excluir
  18. Nossa, que ideia maravilhosa! Poderíamos usar por aqui, né?...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, boas ideias merecem ser disseminadas. Um abraço!

      Excluir
  19. Oi Bia,

    Adoro olhar o céu e as nuvens, me relaxa!

    Quanto a sustentabilidade, é um assunto de extrema importância, infelizmente sujamos, poluímos e desmatamos em excesso, o planeta grita socorro e um dia pode ser tarde.

    Esses saquinhos de lixo holandês é um arraso, gostei da ideia!

    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa! Contemplar é o exercício que mais busco praticar. Quando estou feliz a contemplação se transforma em agradecimento, quando estou triste ou cansada, vira inspiração.
      O criador do saquinho holandês devia estar inspirado, hahaha.
      Um abraço!

      Excluir

  20. Feliz dia da poesia e que ela esteja sempre presente em sua vida.

    Beijos
    An

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Ani, a poesia na vida faz mesmo toda a diferença. Obrigada pela lembrança, um abraço!

      Excluir
  21. Eu tento observar o que há de bonito na vida, mas sempre munida de uma desesperançazinha teimosa. O ser humano é complexo. Eu também sou ser humano, contudo, tenho cá minhas responsabilidades, né?

    Toda a pertinência há nesse texto.
    Beijo, Bia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Milene!
      Penso que a desesperançazinha teimosa é o medo da frustração, normal... só não podemos dar força à ela a ponto de tirar-nos o poder de enxergar a beleza da vida e acreditar na possibilidade dos sonhos.
      Um abraço!

      Excluir
  22. Olá, Bia.

    Na Escola da vida, a natureza revela um manancial de lições que nos temos recusado a aprender. Na verdade, temos desaprendido a viver, Apenas sobrevivemos nessa apreçada pressa, predadora da Terra e de nós. Ou a humanidade acorda, ou não vai ter saco suficiente para tanta inconsciência/inconsequência.

    Um abração e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  23. Olhar o céu pra mim é essencial adoro principalmente a noite.
    Amei a ideia da Holanda sinto que estamos longe de por em pratica.
    Muito se fala, essa semana quase briguei com uma pessoa affff, estávamos com o carro parado e eu esperava o Waldir voltar do banco, o carro ao lado tinha uma moça que descaradamente abriu a porta e começou a jogar todo o lixo que tinha dentro do carro dela, garrafas de plástico, papel, revista.....olhei perplexa e ela riu dizendo que estava ando emprego pro gari.....faz favor, ia descer do carro e bater boca mesmo, mas um senhor que estava no carro do lado esquerdo foi mais rápido. Menina ...virou um fuzuê ele pegou tudo e jogou de volta dentro do carro dela affff ela saiu e quase se pegaram.
    Chamaram até a policia mas dá licença eita mulher porca....

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...