sábado, 30 de agosto de 2014

De volta para o futuro - a carta

*Não, não é nostalgia, kkk! Vi essa ideia nesse post aqui e entre escrever um obituário e uma carta, preferi o segundo, hahaha! Ainda não abandonei a ideia do obituário, kkkk!

imagem do tumblr

Carta a mim mesma aos 16 anos

Olá, garota!

Como está se sentindo aos 16 anos? Já deixou de se achar a menina mais sem graça do mundo?
Sou uma conhecida sua de 39 anos e quero contar alguns segredos da vida. Sei que é uma menina alegre e deseja ser muito feliz.

Bia, invista nos estudos. Sei que parece chato agora, mas um dia você vai perceber o quanto é enriquecedor ter conhecimento e o quanto isso faz bem pessoalmente falando, para que possa conversar, compreender, discernir e usar a razão quando for necessária. Quando não se sentir muito bem emocionalmente, pare e estude! Verá o quanto isso lhe ajudará a tomar as decisões mais acertadas.

Quando achar que encontrou seu grande amor, acredite, estará certa. Sei que é reservada - e continuará sendo - mas não precisa se afastar com medo de não saber como agir quando ele chegar bem pertinho de você. Entenda que nada está mais perto do que aquilo que já faz parte da gente. Então ame-o, muito e sempre.

Respeite seus pais, mesmo quando estiver com raiva por estar sendo injustiçada. Você não gosta de magoar ninguém e acaba se sentindo culpada. Resolva suas pendências, exponha o que pensa e sente, sem gritos ou discussões. Se não adiantar, trabalhe, conquiste seu espaço e more em sua casa. Assim conservará o amor e o apoio deles sempre bem preservados.

Por falar nisso, respeite-se e tome suas difíceis decisões mesmo quando achar que eles não aprovarão. Com o tempo eles percebem que o mais importante é ver os filhos felizes e não só entenderão como a admirarão por sua coragem.

Por fim, dedique pouca atenção ao que é complicado, muita atenção ao que é simples, conserve seu sorriso, ajude quem puder, procure ajuda quando precisar. Não leve tantos anos para descobrir o quanto faz bem rir, e rir de si mesma. Não se cobre tanto, permita-se parar de vez em quando - não é errado descansar. Seja mais tolerante, compreensiva e paciente - com quem merece. E conserve sempre esse coração enorme que você tem, sempre!

No mais, se por sua teimosia típica da idade não fizer nada do que eu lhe disse, tudo bem, continue fazendo o que faz, da melhor forma que puder - e tenha a certeza de que com  tempo saberá exatamente o que e quem lhe faz bem, e saberá dar valor para isso. Só não deixe de andar de roller, senão perderá a prática e cairá muitos tombos quando tentar retomá-la aos 39!

Quero dizer que tenho orgulho de você, menina! Você merece ser muito feliz! ;)

Com carinho,
Bia


Obs: No post anterior coloquei algumas perguntas importantes, quem puder responder alguma, agradeço!


41 comentários:

  1. Oi Bia, você não tem nada de complicado. Imagina que eu desmanchei um casamento 15 dias antes do enlace e naquele tempo era convite de porta em porta 10 dias antes do casório, ele mentiu para mim, coisa boba-mas como prefiro a verdade dei um basta, mas também não era amor, do contrário perdoaria.Meu pai ficou louco, nem liguei e fui dormir.O resto lhe conto por e-mail......kkkkk
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli! Puxa, raramente alguém diz que eu não sou complicada, kkkk... mas tento simplificar tudo o máximo que posso.
      Que atitude corajosa a sua, ainda mais há alguns anos, quando a sociedade era muito menos flexível... o importante é que sentiu que fez a coisa certa! :)
      Um abraço!

      Excluir
  2. Oiii Bia, adorei sua carta, eu já tinha visto o contrário, a jovem escrever para sua futura mulher mas a mulher escrever para jovem é a primeira vez, adorei, se eu pudesse diria muito para a Kellen de 16 anos, nossa quantos erros ela teria evitado rssrrs bjosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Kellen! A primeira tendência é escrever sobre os erros que cometemos com o pouco conhecimento, mas somos o reflexo das experiências que vivemos e o importante é aprender especialmente o que realmente importa na vida. Um abraço!

      Excluir
  3. Olá, querida Bia
    A listona do blog que vc citou é de assustar... rs... mas, ao mesmo tempo, tem várias opções ótimas... Vc escolheu bem!!!
    A menina moça que esteve (ou está) em você agradeceria os sábios ensinamentos de uma 'veterana' de 39...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rosélia!
      Eu gostei do post com sugestões, ótima opção para quando queremos sair dos assuntos de sempre ou estamos sem inspiração.
      A veterana deve agradecer muito à menina que foi (ou ainda é)... ela me ajudou a ser quem sou. Um abraço!

      Excluir

  4. Olá, Bia , tudo bem ?
    Nesta tarde meio sol, meio cinza, de sábado aqui em Sampa, aproveito para te desejar, um fim de semana agradável. Cada um, dentro do seu proporcional tempo. Mas, não podemos esquecer, que é o Criador, o regente dos nossos sonhos e inspirações. Portanto, nesse caminhar de vontades, o que não aconteceu no dia de hoje, é por que, só realizar-se, em um tempo determinado. E todo tempo é tempo, desde que o Pai Eterno, assim, nos conceda.
    Paz e Luz
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, José!
      Obrigada pelas palavras, agradeço a todos os dias a Deus pela oportuidade de ter um novo dias para realizar sonhos e agradeço por saber que as pessoas que amo estão vivas e saudáveis.
      Um abraço!

      Excluir
  5. Carta é sempre carta. Como boa romântica, adoro! Não recebi muitas durante a vida. Normal, eu acho, mas é sempre bom escrever, ainda mais assim como vc escreveu. Perfeito!
    Beijos, bom findi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Clara! Eu sempre gostei de carta, tanto de receber como de escrever, acho que elas trazem uma carga de sentimento que faz muito bem pra alma.
      Um abraço!

      Excluir
  6. Bia,

    Interessante como isso funciona na fase adulta, mas na verdade, nunca fizemos aos 16. E ainda continuamos aconselhando que façam o mesmo.
    Então, deixemos que cada um seja do jeito que é. A vida é tão curta, e eles só vão entender 15 ou 20 anos depois.
    Uma linda semana! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lucinha!
      Engraçado, acho que aos 16 eu já tinha essa percepção de que a vida era curta, e isso se refletia na impaciência, o que não era bom.
      Hoje eu tenho certeza que a vida passa num piscar de olhos, feliz por ainda ter tempo para vivê-la, e bem, com a percepção de que é preciso permitir que se desenlace a cada dia.
      Um abraço!

      Excluir
  7. legal Bia essa carta, e como hj escreveria para mim
    muitas coisas que não fiz ou fiz errado, mas valeu foi
    super ler vc é genial

    Abraços com carinho de sempre

    ______________Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rita!
      O interessante dessa carta é imaginar como éramos aos 16, hahaha... mudamos e ao mesmo tempo continuamos os mesmos! :) Um abraço!

      Excluir
  8. Que linda ideia e carta ! Bom de ler e te ver sempre criativa e inspirada! bjs, linda semana! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chica, obrigada pelo carinho, abraços!

      Excluir
  9. Boa tarde Bia.. tá ai algo maravilhoso de se fazer.. eu não escrevi mas lembro de muita coisa que pensei.. do que sonhava.. das brigas internas minhas... só fui me libertando quando comecei a poetar e jogar nos versos o que sentia.. nunca fui bom em cartas.. mas elas tem poder.. e realmente é algo maravilhoso se ver lá na frente relembrando tudo lá atrás..
    até vou pensar a respeito e fazer alguma poesia sobre o tema quando a mesma surigr.. abração e ótimo domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samuel!
      Penso que a adolescência passamos mesmo por muitas "brigas internas"... acho que a diferença é que imaginamos que nunca vamos sair delas. Com o tempo novos embates surgem, com a diferença de saber que temos ferramentas para lidar eles.
      Escrever para mim também faz bem... tenho dias de crônicas, poesias, cartas, divagações... tudo ajuda.
      Quero ler o poema quando surgir, hein?
      Um abraço, tudo de bom!

      Excluir
  10. Boa tarde, Bia. Achei muito interessante a sua carta direcionada aos seus dezesseis anos de vida.
    Uma fase bem complicada, mas conselhos muito bem dados.
    Eu concordo plenamente com a Bia de 39 anos.
    Devemos dar mais atenção ao simples e parar de complicar tanto a vida.
    Muitas pessoas deveriam ler esta carta.
    Amei!
    Tenha uma semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patrícia!
      Prestar atenção ao simples alivia os pesos que vão se acumulando no dia a dia, só que ninguém nos ensina isso aos 16, kkk. Um abraço!

      Excluir
  11. Bia, adorei a sua carta!
    Ah, se isso fosse verdade. Fico me imaginando... será que mudaria alguma coisa? Incógnita. rs
    Eu escrevi uma 'pra mim', há uns 2 anos. Se quiser ler: http://www.cdecici.com/2012/09/uma-carta-para-o-meu-eu-adolescente.html

    Bjns
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cici!
      É sempre a pergunta que não quer calar... acho que só me estressaria menos, aos 16 eu levava as coisas muito a ferro e fogo. Hoje sou uma pessoa muito mais tranquila, leve e disposta a ser muito melhor para as pessoas que amo, e certamente isso é um reflexo de tudo o que vivi. Já estou espiando sua cartinha. Um abraço!

      Excluir
  12. Bia, sua carta mostra o que os anos lhe ensinaram. Mensagem positiva e conselhos procedentes, de alguém que se conhece e que subiu muitos degraus na vida. Dezesseis anos, idade complicada e cheia de perguntas, cujas respostas só o tempo traz. Tenha uma linda semana. Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Bia,quantas dicas legais pra si mesma! Se a gente pudesse fazer isso seria ótimo! Me comovi com sua msg! bjs e ótima semana,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anne! Se você se emocionou com a carta sentiu que ela foi escrita com emoção também. Confesso que também me emocionei escrevendo, mas me senti bem enquanto escrevia, é o tipo de emoção de quem sabe que apesar dos erros, cresceu e aprendeu. Um abraço!

      Excluir
  14. roller, nossa, nunca aprendi a andar rsrs interessante carta., a nostalgia pode fazer bem? abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ives!
      Nunca é tarde para aprender, não é mesmo? hahaha... Recomendo, traz uma sensação de liberdade incrível! Um abraço!

      Excluir
  15. Belíssima carta e gostei do desfecho como estar orgulhosa da menininha, ótimos conselhos, quem dera se pudêssemos envia-las realmente, não é mesmo?
    Respondi seus perguntas no post anterior.
    Beijinhos e obrigada pelo carinho na minha ausencia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Verinha!
      Pois é, mas fico me perguntando que tipo de impacto uma carta como essa poderia causar numa adolescente de 16 anos. Nessa idade estamos tão sujeitos a erros de interpretação que o "tipo poderia sair pela culatra", kkkk! Melhor seguir como está...
      Não encontrei sua outra resposta... acho que meu sistema está com problemas... há alguns leitores registrando que tentaram postar comentários e deu algum tipo de erro, ou eles aparecem em duplicidade no meu painel. Mas se quiser registrar novamente será ótimo!
      Agradeço, bom retorno! Um abraço!

      Excluir
  16. Oi Bia,

    Você escreveu uma verdadeira e singela carta para si mesma, talvez escrevesse algo parecido para a Vanessa que habitava em mim aos 16, possivelmente ela colocaria a carta dentro de uma gaveta qualquer, pois estaria preocupada demais em arrasar na próxima festa...

    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa!
      hahahaha, Achei o máximo sua resposta! Eu provavelmente leria a carta, e certamente guardaria em algum dos meus diários kkkk, mas não sei se adiantaria alguma coisa!
      Deve ter aproveitado bastante, hein? Um abraço!

      Excluir
  17. Oi Bia! Que ideia maravilhosa!
    Ah, se eu tivesse a oportunidade de escrever uma carta nestes moldes, para mim mesma, tudo seria diferente na minha vida ou, pasmem, repetiria a mesma sequência do caminhar da história.....rsrs

    Tão bonita a sua carta, mencionou de tudo um pouco, os relacionamentos, a insistência nos estudos, pois sabia da importância e o quanto seria útil em adquirir conhecimentos para o futuro... Sábias palavras Bia!!

    Eu era uma menina tão ingênua aos 16 anos.. Iria, com certeza, me ajudar demais uma cartinha assim!

    Estava com saudades dos seus textos sensíveis Bia, preciso estar mais aqui para refletir, para pensar mais!!!

    Muitos beijos e obrigada por este carinho, este mimo de cartinha!!
    Linda e especial semana! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana!
      Eu também era ingênua e ao mesmo tempo tinha um quilo de responsabilidades... aí me achava adulta mas na verdade ainda não havia crescido! :p
      Acredito que para uma cartinha dessas surtir efeito nessa idade precisaria vir de alguém realmente especial, em quem confiássemos muito a ponto de fazer daquele jeito.
      Agradeço o carinho, um abraço!

      Excluir
  18. Olá Bia, que interessante esta ideia da carta!
    Achei uma carta muito sensata, com tudo o que possivelmente eu "me" diria também;))!
    A Bia complicada? Jamais! Acho-a uma pessoa com um personalidade impecável, com imenso bom senso e amiga! Uma pessoa verdadeira, correcta! Continue assim!
    Um beijinho e excelente fim de semana.
    Ailim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ailime, me colocou um sorrisão no rosto com seus elogios!!!! :DDD
      Acho que meu pensamento é complexo, porém tento simplificar ao máximo. Mas não tinha ainda essa ferramente na adolescência, o que me fez sofrer bastante.
      Ainda bem que passou! :)
      Um abraço!

      Excluir
  19. Adorei Bia

    Você escreve muito bem...

    Beijos e bom final de semana.

    Ani

    ResponderExcluir
  20. Oi, Bia!
    Sinceramente eu gostaria que muitas meninas de 16 anos lesse a sua carta e acatasse seus conselhos, principalmente o "respeite-se" e "respeite seus pais". Não se respeitar, é a forma mais fácil de se arrepender no futuro e, quanto aos pais, saber acatar a opinião alheia é uma forma de demonstrar maturidade, mesmo que você não faça igual ao que eles querem. Apenas entender o ponto de vista - Esse modo de agir diminuiria muitos conflitos - porém é uma via de duas mãos e os pais também têm que entender o ponto de vista de uma pessoa de 16 anos. Dizem que a melhor forma de educar é se lembrar de como éramos...
    A.do.rei!!
    Bom fim de semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  21. Que carta bacana, Bia.
    A experiência traz sabedoria para quem valoriza e apreende as lições que ela traz. O conteúdo da carta reflete a bela personalidade e beleza interior de sua autora.
    Mais bacana ainda é a Bia de 39 anos orgulhar-se da adolescente que foi.
    Adorei.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vera! Ver seu comentário me fez pensar que quando escrevi a carta pensei nisso... não sou afeita a arrependimentos ou acusações, mas talvez se o eu adolescente tivesse consciência de que era motivo de orgulho para alguém, eu pudesse ter sido mais leve, menos rígida comigo mesma.
      Hoje o importante é que eu sei o quanto era dedicada quando adolescente.
      Um abraço!

      Excluir
  22. Bela carta, Bia! Não abondone a ideia do obtuário.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, André! Não abandonei, só estou imaginando ainda o que escrever, visto que esse não é um hábito que faça parte da tradição brasileira.
      Um abraço!

      Excluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.