sábado, 18 de outubro de 2014

O bem como remédio

Passar por dias estranhos. #quemnunca?

São dias onde parece que um entidade tomou conta do seu corpo e você momentaneamente não se reconhece. Sabe o que quer, o que precisa fazer, mas perde o acesso a si mesmo sem querer. Sente medo por não estar no próprio controle. Teme que o ser desconhecido se instale e deseje obter lugar cativo dentro de si. Sente-se sobrecarregado(a) e confuso(a).

imagem daqui


Passei por meses difíceis e atípicos, é natural sair um pouco do eixo. Deve ser cansaço, ou uma coisinha chata que começa com "ca" e termina com "ência". Está difícil adivinhar? kkkkkk  Acredito que doses extras de carinho e cuidado certamente resolvem a questão. :3

Meus refúgios seguros: estudar muito e assuntar sobre boas ações. Eis mais pérolas do mundo do bom coração para inspirar quem deseje fazer das próprias incompreensões um espaço para plantar o bem - atitude sempre certeira.

Café suspenso




Conheci no Face e achei o máximo: dizem que a tradição iniciou-se na Itália, difundiu-se na Bélgica, França, Espanha e hoje atinge cerca de 30 países. Como funciona?
Um cliente deixa pago ao dono do estabelecimento comercial um "café suspenso" que pode incluir lanches e até refeições à parte do que consumiu. Uma pessoa necessitada pergunta no estabelecimento se há "cafés suspensos" disponíveis e consome a refeição paga antecipadamente. Genial, para quem deseja ajudar sem dar dinheiro ao necessitado. Para dar certo: é preciso honestidade por parte de quem vende, por parte de quem usa o benefício - temo que "espertinhos" não tão necessitados se prevaleçam disso - e ausência de preconceito por parte das pessoas para em alguns casos fazer sua refeição ao lado de um mendigo.
No Brasil já estão surgindo iniciativas nesse sentido e o vídeo acima é um exemplo. Quem quiser ler a história completa o link é esse ----> aqui.


Fotógrafo genial

imagem daqui

O fotógrafo canadense Shawn Van Daele teve uma ideia genial: melhorar a realidade de crianças que sofrem com doenças e problemas familiares através de uma máquina fotográfica e um computador. 
A reportagem exibida pelo Fantástico conta sua história ---> aqui. A ideia surgiu quando seu pai lutava contra um câncer e ele, com 4 anos, usou um desenho "mágico" para alegrá-lo, e deu certo.
Adulto, transforma os desenhos das crianças e as fotos que tira em uma realidade fantástica onde as crianças viram príncipes, princesas, heróis, e sempre arranca sorrisos em momentos de sofrimento. O serviço é gratuito e sua maior recompensa é a alegria e o carinho das crianças.
É possível fazer o mesmo usando uma máquina fotográfica simples e um programa gratuito como o Photoscape. #ficaadica para quem gosta de fotografar e deseja fazer o bem.

Outubro rosa

imagem daqui

Surgido em 1990, em Nova York, lançado pela Fundação Susan G. Komen (site oficial ---> aqui) ganhou popularidade através do uso de um laço simples rosa para difundir a necessidade de exames de rotina como mamografia e autoexame para prevenir câncer de mama. As chances de cura podem chegar a 100% quando diagnosticado precocemente. Além do laço rosa, muitos aderem usando vestuário, unhas, maquiagem e acessórios dessa cor para mostrar solidariedade. Nesse link do IBCC ----> aqui há um questionário explicativo muito abrangente sobre o assunto.
Apesar de ser outro tipo, meu pai descobriu em junho um câncer na próstata e já está curado por ter sido descoberto precocemente.  Vejo a necessidade de uma nova campanha, talvez um "abril azul", para quebrar preconceitos e  estimular nos homens a urgência de aderir a exames preventivos a partir dos 40 anos. O que acham?

Mais algumas amostras de que boas iniciativas não dependem de grandes investimentos ou equipamentos, mas de criatividade e boa vontade para por a mão na massa.

"Mas os olhos são cegos. É preciso buscar com o coração..."
Floresça. Leia O Pequeno Príncipe gratuitamente clicando ----> aqui 



38 comentários:

  1. Bia, quem não tem fases ruins ou dias "APATRALHADOS"?rs Ainda bem que tudo se resolve. Adorei esses teus achados: Conheço esse do café. Não conhecia o das crianças e fotografia e achei o máximo e o outubro, devemos apoiar! Lindo post! bjs, ótimo fds! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chica!
      Sim, entendo que há fases e as situações são transitórias, o que me manteve forte até agora. Mas sei ser humilde para reconhecer quando estou precisando de dias bons.
      Gostei muito dessa ideia das fotos e pensei em pôr em prática, estou pensando como seria.
      Um abraço!

      Excluir
  2. Muito boa tarde querida Bia..
    tempos a trás li algo a respeito..
    é uma bela iniciativa..
    são pequenos gestos que fazem o mundo melhor..
    quanto mais fizermos o bem mais nossa balança pende para o positivo.. e vamos tb aprendendo as lições da vida..
    abençoar o próximo com uma simples intenção..
    só o estar na rua e passar por uma pessoa muito necessitada e dizer eu te abençoo meu irmão.. vale muito.. pois isso nos corpos extras que possuimos faz maravilhas.. abração e até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samuel!
      Tem razão, Samuel. Eu ainda acredito que quando há esse desejo sincero do bem para o outro essa energia chega, de alguma forma.
      Assim como pensar no que é ruim enfraquece.
      "Eu te abençoo, irmão"... gesto bonito o seu. :)
      Um abraço!

      Excluir
  3. Oi Bia
    Já tinha visto o vídeo do café suspenso, e achei interessante, pena que no Brasil acho difícil isso dar certo por vários motivos, falando bem a verdade, pela "malandragem" de muitos. Quanto a sua ideia do abril azul, achei super legal! Imagino que deve ter sido difícil quando seu pai foi diagnosticado, mas graças a Deus ele está bem agora!
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciana!
      Também fiquei pensando nessa questão da "malandragem", do costume brasileiro de levar vantagem em tudo. Mas também temos boas pessoas, solidárias... Precisamos com certa urgência de uma mudança de cultura, não é mesmo?
      Sim, agradeço a Deus por essa má fase do meu pai ter passado. Senti seu sentimento solidário através da mensagem, obrigada!
      Um abraço!

      Excluir
  4. Olá, boa noite, Bia
    sim, estou cada vez melhor de bom...
    sim, tenho muito desses dias estranhos...
    sobre boas ações, o "café suspenso" não conhecia, e, realmente, é genial, para quem deseja ajudar sem dar dinheiro e sem aparecer e como dito lá, "É sempre possível fazer algo bom por alguém."mesmo com todos esses preconceitos e alguns + "espertinhos"...
    ah sim, a fotógrafo que cria os sonhos de crianças doentes,tinha visto no Fantástico...magnífica ideia para fazer o bem..
    sim, Outubro Rosa,dito tudo...
    e o "Abril azul" seria para quebrar preconceitos em relação ao toque retal e PSA, é isso? Porque já temos o movimento Novembro Azul com o objetivo de orientar os "masculinos" sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata...
    Com certeza, "boas iniciativas não dependem de grandes investimentos ou equipamentos, mas de criatividade e boa vontade".
    Bela postagem...
    Obrigado pelo carinho,belo final de semana,beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felis!
      "Estou cada vez melhor de bom" - awe, isso é ótimo! :D
      Eu não sabia da existência do Novembro Azul, sim, ao que me parece tem o mesmo objetivo do Outubro Rosa, mas não vi divulgação nos anos anteriores... os homens ainda tem muito preconceito, sendo que hoje em dia há exames de sangue muito eficientes também. Vou pesquisar melhor a respeito. Obrigada por avisar!
      Um abraço!

      Excluir
  5. Bia, eu ando fora do eixo, mais aqui temos outra explicação - a falta de chuva, torneiras vazias por dias, excesso de calor, umidade de deserto... está difícil para muita gente. Mas sei que logo a sua palavrinha que começa com "c" poderá ser substituída e o eixo normalizado!
    Adorei as novidades, especialmente a do café que nào conhecia com esse nome do café suspenso. Conheci uma cafeteria em São Paulo que deixava a prática anotada numa lousa. Bem colocado que tem de haver cumplicidade e ausência de preconceito. Muito legal!
    Bom início de semana e horário de verão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana!
      Tenho acompanhado as notícias sobre a questão da água, é lamentável. Aqui no Sul não estamos tendo problemas com chuvas, por algum motivo elas não estão chegando como deveriam aí, uma pena! Ficar sem água tira o humor de qualquer um! Há um tempo houve um problema em minha cidade com falta de água e depois disso o condomínio onde moro instalou poço em todos os blocos, é reconfortante.
      Puxa, fico feliz em saber que há lugares aderindo à ideia do "café suspenso", e na torcida para que as pessoas saibam utilizar o benefício.
      Um abraço!

      Excluir
  6. Grande escolha, Bia, redirecionar o foco pra situações de bons incentivos.Faço isto há muito e nunca me decepcionei pois ao longo do empenho achei alento para o coração.
    Adorei o elenco das atitudes positivas.Já havia sabido do café suspenso e do outubro rosa.Quando olhamos um pouco para longe descobrimos belezas por perto.

    Bjkas mil.Bom domingo.
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Calu!
      Fazer o bem é uma escolha acertada. Assim como receber é preciso e faz bem ao coração.
      Só no blog já divulguei umas dez ideias sobre como fazer o bem praticamente sem precisar gastar, somente dispondo de boa vontade, e gente precisando está sempre mais perto do que imaginamos.
      Abraço, obrigada pelo carinho.

      Excluir
  7. Olá, Bia.

    Muito interessante. Pena que no Brasil ainda perdure uma resistência às atitudes sérias, corretas, honestas... Vemos o bem tropeçando no velho "jeitinho brasileiro", nas pessoas querendo "levar vantagem em tudo". A nossa sociedade amadurece tão llleeennntttaaammmeeennnttteee, que dá até desânimo. O povo elege seus iguais e depois reclama dos tantos dissabores que maltratam nossa gente, gente retratada nos poderosos que agem em causa própria. Ao velho estilo: "Farinha pouca. Meu pirão primeiro". e "cada um por si, Deus por todos".

    Um abração e um bom domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Apon! Essa lentidão na evolução humana é algo que desanima. Sempre pergunto como as pessoas tem uma grande facilidade para aprender o que é ruim e dificuldade para absorver e propagar o que é bom.
      Os ditados que citou são clássicos e refletem uma cultura que privilegia o ter mais sobre o outro, que o partilhar com o outro.
      Um abraço!

      Excluir
  8. Bom dia Bia, que bom que partilhou essas ideias fantásticas! Fez-me lembrar a causa dos cachecóis que ainda não coloquei na árvores, mas não estou esquecida,))! Depois mostro!
    Aqui em Portugal apenas conheço o outubro rosa, mas não é tarde para começar as outras acções! Apoio o abril azul! Necessitamos cada vez mais ser solidários, pois por aqui as pessoas andam muito de costas viradas e nem sequer falam;))! Por vezes me entristeço e tenho saudades do tempo em que trabalhava e havia mais interacção!
    No entanto temos muitas outras acções solidárias, nomeadamente no que concerne a apoio e outras similares!
    Desejo-lhe um domingo e semana muitos felizes!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ailime!
      Ah, eu quero muito ver a ideia dos cachecois colocada em prática! :) Me avisa, por favor!!! Penso que se com os posts sobre o bem eu conseguir propagar uma boa ação para pelo menos uma outra pessoa já terá valido a pena!
      Nos lugares onde trabalho até há interação, mas muitas relações superficiais, que privilegiam fofocas ou desgraças alheias. São raras as pessoas com quem podemos contar de verdade, para o bom e para o não tão bom.
      Ações solidárias trazem um pequeno oásis em meio a desertos de sentimentos.
      Um abraço, otima semana!

      Excluir
  9. Isso, Bia, bem assim mesmo. Tirar o foco de nossos problemas torna-os mais leves e alguns até desaparecem...
    Mas carência... ah, como é difícil, né?
    Eu te entendo... muito!
    Uma ótima semana, fique com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clara!
      Como eu já disse em outro post, se tivesse descoberto o valor do estudo como meio de desfocar dos sentimentos ruins, teria evitado uma série de bobagens. Mas a vida é escrita como é. O importante é aprender com ela.
      Carência... outro sentimento que aprendi ser perigoso quando não é aplacado. E sei que me entende. :)
      Um abraço!

      Excluir
  10. Adorei este seu post, Bia!

    Sobre a idéia "cafés suspensos ", puxa, vou tentar descobrir se perto do trabalho existe alguma lanchonete que saiba disso. Por que não ajudar?! Adoraria saber que alguem se alimentou.

    Sobre o Fantastico, hoje a reportagem do pai que está deixando recados para sua filha foi demais de emocionante. Isso mostra o quanto ele ama sua filha.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sissym!
      Eu também adoraria saber de pontos de "café suspenso", com certeza ajudaria, desde que a fonte seja fidedigna. Ajudando sem esmolas! :D
      Não vi a reportagem que citou, acho que eu estava fazendo a unha, hahahaha, darei uma espiada. Gosto de indicações. Sempre pulo em matérias de violência, mas gosto muito de histórias sensíveis.
      Abração, fadinha!

      Excluir
  11. Já conhecia o café suspenso, mas que eu saiba não existe em Portugal. Vi um dia nas notícias, mas pelo menos na altura não existia cá.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elvira!
      Pelo que pesquisei há em vários lugares, mas não há uma padronização quanto à divulgação nos estabelecimentos. Talvez por isso muitas pessoas não tomem conhecimento, uma pena, seria bom para divulgar.
      Um abraço!

      Excluir
  12. Que tenhas encontrado teu melhor caminho. E desejo toda energia do universo!!
    ps: e sim, sou esse tipo de pessoa que vive de café o tempo todo >.<

    abraço forte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, como vai?
      Também gosto de café, e preciso.
      Desejo boas energias para você também!
      Um abraço!

      Excluir
  13. Esses dias atípicos e difíceis são mais comuns do que se imagina, Bia. Como eu tenho isso...

    E que ótimas iniciativas, aliás, o Outubro Rosa é uma campanha fantástica. A do café eu não conhecia e fiquei fascinado. Mas aqui no Brasil, por mais que já tenha ideias semelhantes, não sei se daria tão certo, infelizmente... Adorei a postagem. bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sérgio!
      Sei que dias difíceis existem, mas os bons tem que superar.
      Também penso nas pessoas que se prevalecem de quem faz o bem, por outro lado não podemos nos render à isso, ou seríamos derrotados pelo que não é bom. E que bom que há pessoas que conservam a vontade de ajudar, acima de tudo, não é mesmo?
      Um abraço!

      Excluir
  14. Bia, por momentos difíceis todos nós passamos. Mas coisas boas podem surgir a partir disso também. É fato. Um beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pc, obrigada pelo carinho, um abraço!

      Excluir
  15. Vc sempre com posts e dicas de links interessantíssimos. Parabéns novamente!
    A campanha do café é maravilhosa, mas pensei exatamente no que vc comentou depois, sobre os espertinhos da vida. Seria mais bacana vc deixar o café pago, pegar o folheto e entregar pra alguém que vc acha que precise, sei lá... rs! Olha eu me metendo na campanha alheia... hahaha!
    Bem, nossa vida é feita de altos e baixos. Normal, Bia!
    Mas se sinta mega abraçada por mim, viu! E faça tudo aquilo que te faz bem, mesmo que seja 'nada'. Pq fazer nada tb é bom de vez em qdo... kkkkkk! Veja um filme, ouça só músicas que gosta e que te alegra, prepare um bolo delicioso.
    Fique bem, viu!
    Bjns
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cici!
      Obrigada!
      Sua ideia sobre distribuir "vales-café" é mais uma que pode dar muito certo! Embora o deixar café suspenso para alguém que não conhecemos tem aquela característica de ajudar alguém que desconhecemos que considero super 10!
      Tenho usado essas estratégias que citou... estou bem, Cici, já tive dias bem mais pesados, espealmente no meio do ano, só estou precisando de dose extra de carinho, mesmo. :)
      Obrigada pelo abraço!
      Um abraço!

      Excluir
  16. Olá Bia,

    Dias estranhos são mais comuns do que pensamos. Creio que dias assim abraçam muita gente de vez em quando e estou incluída entre essa gente-rs. Tratá-los com o bem é, sem dúvida, o melhor remédio. Todo bem que fazemos nos energiza, além de mudar o nosso foco de nós mesmos ou de nossas inquietações. Conheço todas as campanhas citadas por você. A do 'Fotógrafo Genial' em vi no fantástico. Temos muitos instrumentos para fazer o bem, bastando primordialmente ter vontade e disposição para fazê-lo. Há pessoas com espírito por demais criativo, daí essas campanhas do 'Café Suspenso' e do 'Fotógrafo Genial', além de muitas outras que desconhecemos. Fico feliz por seu pai já estar curado. É sempre um sofoco quando se descobre um diagnóstico assim. Prevenção é tudo.
    Bem, eu cá ainda estou um pouco fora do eixo, mas logo, se Deus quiser, me reenquadro.
    O mesmo espero para você.
    Que seus dias sejam repletos de carinho para que essa carência seja suprida.
    Ainda bem que tudo é passageiro, não é?

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vera!
      Eu gosto bastante de focar no bem.e ele tem dois lados: ajuda a aliviar um pouco a fome de carinho quando estamos precisando renovar osso estoque, ou ajuda a transbordar carinho quando o estoque está em dia! :)
      Sim, compreendo o quanto este ano está sendo atípido para você e desejo que as coisas se ajeitem em seu coração o quanto antes.
      Tenho certeza que doses renovadoras de carinho virão! :D
      Um abraço!

      Excluir
  17. A ideia do café suspenso é maravilhosa.....ainda mais se viesse acompanhado de um paozinho de queijo, os "necessitados" agradeceriam, rs

    Abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até eu fiquei agora com vontade de comer o café com pão de queijo, hummmm, uma delícia! Um abraço!

      Excluir
  18. Oi, Bia!
    Sabia que tem o Novembro Azul para conscientizar os homens a fazerem os exames periodicamente? Que sufoco do seu pai, ainda bem que passou e teve um final feliz! Vê? Há sempre finais felizes e é assim que penso quando estou meio down. Aproveite da lua de mel com a felicidade!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luma! Pois então, o Felis contou aqui nos comentários do Novembro Azul! quem sabe a campanha ganha a mesma força do Outubro Rosa? :)
      "Há sempre finais felizes e é assim que penso quando estou meio down" - sim, o que sustenta meu sorriso e brilho nos olhos é conservar a direção em acreditar nos finais felizes, Luma. Finais com continuidade ainda mais feliz.
      Obrigada pela inspiração.... Um abraço!

      Excluir
  19. Bia, todas as boas inciativas deveriam merecer ampla divulgação. Já havia lido sobre o café e, como você disse, o que vende e o que usufrui precisam ser honestos. Mas ainda que alguém se aproveite da situação, como costuma ocorrer, outros serão beneficiados e isso compensará tudo.
    Ajudar, de qualquer forma criativa, crianças que passam por momentos difíceis, é extremamente louvável. Quando vejo reportagens que mostram exemplos de conduta, nesse sentido, me emociono.
    Está certíssima quanto a campanhas que levem os homens ao exame preventivo. Por mais que saibam a necessidade de realizá-lo, muitos ainda fogem dele e se arrependem, ao constatar o câncer, em estágio já avançado.
    Você fez uma excelente postagem. Bjs.

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.