sábado, 30 de abril de 2016

Para rir e ganhar dinheiro

Bom mesmo são as duas coisas juntas, kkkk.
Primeiro, vamos rir um pouco?

imagem e comentários retirados daqui


  • Publicidade e Propaganda, 4 anos, pra aprender a fazer panfleto 
  • Arquitetura e urbanismo, 5 anos para perguntarem: "qual a diferença entre o engenheiro e arquiteto "?
  • Direito, 5 anos, para resolver os barracos de família
  • T.I- 4 anos para ganhar 2 mil reais e pra ficar conhecido como o menino que arruma impressora....
  • Letras. três anos e meio pra ver vocês escrevendo "pq", "vc"
  • Administração, 4 anos pra ouvir "administração é curso de quem não sabe o que quer da vida".
  • Biologia, 4 anos, para todo mundo me perguntar se foi o ovo ou a galinha que nasceu primeiro
  • 5 anos de Enfermagem(cursando), para a família pedir toda hora pra medir a pressão e pegar remédios de graça.
  • Eng. Florestal. 5 anos pra ouvir se sei construir uma casa na árvore.
  • Português/Hebraico, 4 anos. Para minha mãe perguntar: - E você vai ensinar hebraico pra quem infeliz? Os outros querem aprender inglês!"
  • Biblioteconomia - 4 anos para minha vó dizer: "precisa de faculdade pra arrumar estante?
  • Pedagogia - 4 anos pra ouvir: "É pra copiá fessora??

*****

Para ganhar dinheiro

Em tempos de crise e com o mercado de trabalho pobre em oportunidades, usar habilidades e aproveitar o que está em alta é a solução. Para quem está sem trabalho ou precisa dar um reforço no orçamento, abaixo uma lista de profissões que estão em alta no mercado e que podem ser exercidas com poucos recursos. Mão-de-obra, festas e beleza são ramos certeiros.

  • Nenhum investimento:

Dog Sister: passear ou cuidar de animais de estimação quando o dono precisa se ausentar pode ser bem lucrativo e só exige excelente trato com os bichinhos e responsabilidade.

  • Pouco investimento: exigem somente conhecimento ou cursos rápidos e pouco investimento em material

Mão-de-obra (pedreiro, eletricista, encanador); pequenos consertos (profissionais estilo "marido de aluguel"); instalação e manutenção de ar condicionado; costureira; fotógrafo; cerimonialista; boleiro; confeiteiro; maquiador de festas; loja virtual de artesanato; manicure; designer de sobrancelha.

  • Médio/alto investimento: exige investimento em materiais e locais, porém com alto retorno.
Salões de festas para locação; decorador de festas e eventos; vestidos de festa para locação; loja virtual de artigos para revenda.

É sempre bom lembrar que um bom profissional tem disciplina, atenção, responsabilidade e respeito com o cliente, além de  empatia para compreender o que ele procura. Primar pela qualidade, cumprir prazos e acordos sobre serviços e pagamentos também são primordiais para construir um nome ou uma marca confiável que nunca ficará sem serviço.


Onde encontrar cursos profissionalizantes:

Site Eduk: ensina online e com certificado artesanato, costura, culinária, fotografia, maquiagem (e outros na área de beleza), adestramento - faço vários, é excelente!

SENAC, SENAI, SESI, SESC: cursos presenciais e semi-presenciais voltados para festas e eventos, artesanato, beleza, mão-de-obra e manutenção.


10 comentários:

  1. Bia, adorei o bom humor da parte inicial. è mesmo assim,Hilário! E há cursos mesmo muito bons pra formar nessas profissões que sempre faltam e que precisamos bastante:pedreiro, instaladores elétricos,etc...

    Porém pra tudo, além do investimento, há de existir respeito, garra e honestidade! Lindo domingo! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Chica, também gostei do bom humor do povo... pior que não deixa de ser verdade, grande parte do que estudamos na faculdade acaba não servindo no dia a dia e aprendemos mesmo é da prática, além de muitos perderem as ilusões sobre a profissão.
      E tem razão, mais do que profissionais habilitados, precisamos de profissionalismo e respeito.
      Abraços!

      Excluir
  2. Oi Bia,
    Eu detestava estudar, terminei o curso de formação de professor na marra, sempre a primeira aluna sem nunca estudar. Fiz vários concursos em Santo André e ia trocando de emprego onde pagava mais, saí da prefeitura de São Bernardo ganhando muito bem, voltei para o interior e para resumir: por um erro do edital que vi, nós passamos a ganhar muito, começaram a dar dinheiro extra, entramos na justiça: danos morais e salário bonitinho.
    Agora já meu filho tem duas faculdades, trabalha na prefeitura e exerce sua função de contador pelos botecos da vida e eu vou guardando esse dinheiro extra. Fez um concurso passou em segundo lugar, mas uma só vaga não deu. Dessa vez eu acho que ele consegue.
    Faculdade é só um nome para fazer concurso, eu deixei muita gente pra trás sem ela.
    Nós temos sempre que estar sempre estudando nos livros , na internet, às veze eu me pergunto. Por que eu faço isso? Prazer e se alguém precisar não preciso de livro para explicar.
    Um bom domingo para você.
    Beijos no coração
    Minicontista2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dorli!
      Sabe, eu também não gostava muito de estudar, tirava mais nota para passar do que pelo gosto do estudo. Hoje sou diferente, aprendi que estudar, além de fazer com que terminemos mais rápido, ainda traz conhecimento.
      Porém, de pouco ele é válido no cotidiano. ÀS vezes a experiência é mais rica do que anos em uma sala de aula. Por outro lado hoje em dia nada se consegue sem o famoso "canudo" na mão.
      Penso como você, estudar, ainda mais hoje com tantos recursos à disposição, deve ser por prazer sobretudo e como nos enriquece, nos impede de ficarmos limitados, parados o tempo.
      Tomara que dê certo para seu filho.
      Abraços!

      Excluir
  3. Oi Bia! As piadas foram boas, mas o que gostei mesmo é o cara se chamar Hércules kkkk que coragem a dos pais! Aqui se você coloca um nome diferente no filho as pessoas enchem teu saco.

    ResponderExcluir
  4. Ah sim, estou pensando seriamente em passear com cães. Meus diplomas ainda não saíram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alê, acredite, tem nome bem pior do Hércules por aí, kkkk, na escola a gente vê cada uma!
      É uma boa investir em passear com cães, não sei onde você mora, mas aqui as pessoas procuram muito especialmente pessoas que possam cuidar bem dos cães quando viajam. Esses tempos viajei para um show com minha filha e quem fez esse papel foi um amigo nosso, que cuidou muito bem do nosso cãozinho. Tomara que sua ideia vingue e dê certo!
      Abraços!

      Excluir
  5. Boa noite Bia,
    Estou sorrindo, mas falando a sério.
    Aqui a maioria dos jovens com estudos superiores não estão exercendo as profissões que sonhavam. Estão mesmo fazendo um pouco de tudo ou emigrando.
    Mesmo nessas profissões que indica há muito desemprego.
    No entanto também há outros que não se sujeitam a trabalhar noutras áreas.
    Quando há vontade e algum dinheiro há opções interessantes como essas que indicou.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ailime! São poucos os jovens que seguem na profissão que escolheram para estudo, pelo menos no Brasil é assim. Aqui essas profissões estão com falta de bons profissionais no mercado, especialmente quando se trata de mão de obra, e como os que tem são escassos, há muito problema com falta de comprometimento, preços elevados, acordos desfeitos...
      Fui criada para trabalhar em qualquer coisa que fosse honesta e descente, rsrsrsr, então fiz muitas coisas na vida, mas sei que muitos não epnsam assim.
      Boa vontade é tudo nessa vida!
      Abraços!

      Excluir
  6. Eu já tinha visto isso, Bia. E achei genial. É uma resposta melhor que a outra. E o pior é que não são exageradas. hahaha E gostei das dicas que vc deu. bjs

    ResponderExcluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.