segunda-feira, 2 de maio de 2016

Maio, mês das noivas (?)

Maio ficou conhecido como O Mês das Noivas... será? Pesquisas revelam que hoje maio está em 6º lugar na escolha dos casais. Devido à fama os preços para casamentos nessa época subiram muito e com isso hoje a maior parte das cerimônias acontece em dezembro - não por acaso, mês do 13º terceiro, rsrsrs.

imagem daqui


Como contei nesse post minha filha casará e envolta com os preparativos, fiquei abismada em ver como o comércio do setor está vasto, e caro. Antes era um convite de casamento para cada família participante. Hoje tem convite para a família, para os padrinhos e madrinhas (que geralmente acompanham um presente que pode ser beeem caro), para os avós, convites individuais anti-penetras...

Antes, fotos tradicionais protocolares da cerimônia. Hoje, book do casal, Trash the Dress (fotos dos casais vestidos de noivos tiradas ao ar livre), making off da arrumação da noiva, making off do pessoal chegando, making off da cerimônia... e finalmente, cerimônia. Ufa!

Antes, Chá de Cozinha (ou de panela). Hoje, Chá de Cozinha, Chá Bar (para os homens), Chá de Lingerie, Chá de Casa Nova, Chá Barnela (bar + panela) ou Chá Bargerie (bar + lingerie). Ooolha!!! kkkkk

Antes, a valsa dos noivos. Hoje, valsa, tango, dança moderna, coreografia de algum filme, adereços como óculos, plumas, pulseira que pisca... As lembrancinhas, então, eram um pequeno mimo: sachê, almofadinha com mini aliança, mini noivinhos, um buquezinho... hoje vão de copos personalizados a Havaianas e até, joias!!! kkkkkkk

Na festa eram salgadinhos, docinhos, bolo e refrigerante, só os mais tradicionais. No máximo um jantar com salpicão, strogonoff, batata palha e champanhe, kkkk. Hoje? Lista imensa de variedades gastronômicas quem nem dá para citar aqui.

Então por que farei uma festa de casamento? Por alguns motivos: ela é uma boa filha, os dois estão dispostos a casar e estou cansada de reencontrar a família em funerais. A vida vale quando a vivemos primordialmente nas ocasiões felizes.

Tudo será simples, muitas coisas serão feitas em casa - vestidos, bolo, convites, lembrancinhas - e percebi que minha visão de casamento mudou muito. Hoje evito fotos protocolares e acho mais charmoso uma cerimônia para poucos convidados, casar numa praia, ou em Las Vegas, rsrsrs. Sei que a cerimônia só faz sentido se for para compartilhar uma felicidade autêntica e mútua, há algo mais simples?  A ostentação mostra imaturidade e sentimentos tão frágeis que precisam ser alicerçados na aprovação social.

Por esse motivo, quando ela me pergunta se falta algo para a festa ficar boa, sempre digo: "será uma ótima festa se tiver alegria - todo o resto serão detalhes". Afinal, não há boa comida ou roupa chique  que levante uma festa chocha, kkkk.


28 comentários:

  1. Te aplaudindo daqui,Bia! sabes que não suporto frescuradas e frescurites! E fico abisnmada da falta de simplicidade que anda rolando em tudo que é festa,até nas das crianças. Pena! O melhor é a alegria dos noivos, cçlaro compartilhada por amigos, parentes, mas sem tanto AUÊ!

    Pra dar um exemplo, tive uma vizinha cuja filha tirou dela e do pai tudo que tinham e não tinham.Era filha única e sonhava em casar numa praia. Até aí, tudo bem. De repente já ninguém poderia pisar na areia:era preciso um deck de madeira nobre e assim foi... Fizeram, gastaram... O casório durou 3 meses... Pode? Creio que esqueceram o principal entre tantas preparações: saber se existia o verdadeiro amor! Beijos, boa sorte e tenho certeza farás uma linda festa, bem legal e os noivos ficarão felizes! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, chica!
      Também não sou chegada a frescuras, rsrsrsr... sobre as crianças, na tv há um programa sobre festas infantis, até dão umas dicas bacanas, mas comecei a observar as crianças (donas da festa) dizendo que queriam isso ou aquilo em sua festinha, achei absurdo como com 4, 5 anos suas vontades prevalecem, e assim vão aprendendo a dar valor ao que não deveria ser prioridade.
      Fiquei pensando no casamento da filha da vizinha... lembra os casamentos de famosos, cheios de ostentação, para que alguns acabem em meses, são festejos reflexos da vontade de uma grande festa, não da vontade de construir uma vida a dois feliz.
      Com certeza farei o possível para que a festa seja legal, como disse, hahahah.
      Abraços!

      Excluir
  2. Bo anoite, querida Bia!
    Assim que daqui a pouco vai ser bem vinda no rol das vovós e tão novinha ainda vc é... sim, porque quem casa quer casa e filhos, rs...
    Olha, vc está super certa de valorizar a alegeria e não as maluquices de hoje em dia... cada besteirol por aí...
    Fui madrinha uma única vez de casamento e o que mais gostei na cerimônia foi que TODOS brindaram com taças que já estavam dispostas à mesa, com champanhe... foi lindo o brinde com luzes apagadas! Super romântico... gosto disso, rs...
    Qe sua filhota seja feliz e abençaoda, isso sim!
    E que a mãe da noiva esteja radiante pois ela crê no amor...
    Boa preparação e bons festejos na ocasião!
    A alegria da nossa filha nos faz muito feliz...
    Bjm muito fraterno
    P.S Ontem estava na Sala dos milagres em Aparecida do Norte e fotografei um vestido de noiva dentre outros apetrechos que lá deixam por promessas de muitas noivas... adorei ver tudo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rosélia!
      A filha pretende esperar um pouco antes de ter filhos, rsrsrrs, mas nunca se sabe, rsrsrrs.
      Brinde é bom porque traz uma energia muito boa para a festa, deve ter sido lindo o que citou. Mas até nesse ponto o comércio está avançado... existem várias distribuidoras ou vinícolas que oferecem degustação de bebidas para aquisição para a festa. Ora, então só o champanhe não basta? kkkkk
      "E que a mãe da noiva esteja radiante pois ela crê no amor..." rsrsrsr...
      Olha, que coincidência ter fotografado um vestido de noiva, rsrsrs, certamente promessa de alguma noiva apaixonada, rsrsrsr, embora eu confie mais nos caminhos diretos do coração, sem intervenção, rsrsrsr.
      Abraços!

      Excluir
  3. Gostei do post Bia, é assim mesmo, eu tbém me
    casei em maio, o mês que escolhi, vivi por 23
    ans e por falta de sabedoria e dialogo acabamos
    nos afastando mas hj estou bem e ele tbém, somos
    felizes com nossos filhos e netos, cada um no seu lugar
    mas eu fiz um post hj....com o titulo de Mio mês das mães
    vai la ver..felicidades pra vc e sua filha bjussss
    Rita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rita!
      A filha levará uns meses para casar, mas já estamos vendo e pagando tudo desde novembro, quando faltava menos de um ano para a data, para não ficar pesado.
      Sobre o que escreveu de seu casamento, acho corajoso terem terminado mesmo com 23 anos de casados. Como bem citou, houve tempo ainda para serem felizes cada qual do seu jeito, então houve sim maturidade para essa decisão. Ainda hoje comentei isso com minha filha, da tranquilidade de saber que apesar de triste, a minha separação aconteceu antes que se chegasse ao ponto do insuportável, quando ficam muitas marcas dolorosas.
      Pode deixar que logo logo chego no seu blog para leitura.
      Abraços, e obrigada!

      Excluir
  4. Boa noite Bia,
    Adorei e sorri com o comentário da Chica!
    Aqui é um pouco mais simples. Os convites, sim, mas para cada família.
    Não existem os chás, mas sim um jantar de despedida da noiva com suas amigas e o noivo com seus amigos.
    O restaurante que servirá o almoço habitualmente ou jantar se for de gente chique,)), tem vários preços e menus e os pais dos noivos escolhem consoante suas possibilidades e vão lá antes fazer a degustação. Depois mesas lindas com os tons escolhidos pelos noivos, habitualmente bem servido com bons pratos e sobremesas, etc e o bolo da noiva mais para o fim do dia. Tudo isto sem as tais frescuras e aqui as pessoas se vestem de forma simples. Também há muitos exageros como disse a Chica e depois por vezes tudo acaba num instante.Claro se for gente de alta sociedade escolhem palacetes e igrejas especiais ou locais no estrangeiro...rsrsrs.
    Para a sua filha faça o melhor que puder! Ela merece e vai ser gostoso poder acompanhar toda a alegria dela junto com o noivo e o mais importante é mesmo o amor que os une.
    (Minha irmã também fez as lembrancinhas para minha afilhada, forrou os cestinhos, etc. Fez muita coisa em casa. Eu ofereci o vestido (aqui é a madrinha) e ela até escolheu um lindo, mas não muito caro e que graças a Deus pude pagar;))!!
    Muitas felicidades para sua filha e para mamãe futura sogra mais jovem da Net;))!!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ailime!
      A chica é demais, né?
      Uma das coisas que mais gosto na blogosfera é a possibilidade de conhecer outras culturas, outros pontos de vista, é uma pena que tantas pessoas estejam deixando essa rede. Que interessante sua partilha! Não tinha ideia de como eram os festejos em Portugal! Achei muito bacana, pois parece privilegiar a companhia, e não os adereços. Achei interessante falar dos tons escolhidos pelos noivos, rsrsrsrs, me fez lembrar a cor da festa da minha filha, vermelho com branco (o noivo adora vermelho, rsrsrs). Eu respeito, é bonito e em tudo procuro privilegiar o que agrada aos dois, embora eu preferiria os tons que surgiram há pouco tempo, as flores pastel combinadas - lilás, azul e rosa. Ou hortênsias azuis, rsrsrs.
      Não tenha dúvidas de que estou fazendo o melhor que posso, sem no entanto, "me enforcar", rsrsrs (já passei da fase de me endividar para agradar a opinião alheia, rsrsrs). Até porque já falei para ela que será a última festa dela sob minha responsabilidade, kkk. O vestido eu irei fazer, uma das coisas que ela pediu, e assim como sua afilhada, ela quer um vestido lindo, mas sem exageros, então tenho certeza que dará certo. Eu gostaria muito de fotografar a festa (aqui não se encontra bom fotógrafo por menos de 1000 reais!!!!), mas isso é impossível, kkkk!
      Obrigada pelas felicitações e pelo "jovem", rsrsrrs!!!! Não tanto de idade, mas ainda com tempo para aproveitar muitas coisas da vida!
      Abraços!

      Excluir
  5. Hoje o casamento se tornou um evento. Nada contra, pois festejar é sempre bom, mas é tanta gente envolvida que dá até medo mesmo. O simples sempre é bom, ainda mais acompanhado de alegria, felicidade, bom humor, isso é o que vale. E que o casal seja feliz, muito feliz! Parabéns, Bia, pela filha que vai casar e por ganhar um genro que deve ser uma boa pessoa também.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Clara!
      É verdade, é muuuita gente envolvida... talvez por esse motivo seja hoje quase uma necessidade ter um cerimonialista, coisa que há alguns anos era dispensável, rsrsrs, para organizar tanta gente sem enlouquecer os donos da festa.
      Bom humor torna tudo melhor seeempre!!! Se tem algo que há em nossa família é gente pra cima, rsrsrs.
      Tem razão, o genro é boa pessoa, trabalhador, entende ela, ela entende ele, e os dois gostam de estar com a sogra, kkkkkk!
      Abraços!

      Excluir
  6. ..."e estou cansada de reencontrar a família em funerais". Melhor motivo não haveria. Então pronto, festeje o casamento da sua filha e que ela seja absurdamente feliz, nem que seja todo dia um grãozinho.
    Beijos, Bia.
    Saudades das suas prosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Milene, que bom vê-la aqui!!! :D
      Tem coisa melhor que festejar, já que da tristeza nem sempre é possível escapar?
      Ser feliz todo dia, nem que seja um grãozinho, talvez seja o grande segredo do viver bem. Não há necessidade de grandes feitos todo dia para apreciar o que nos faz bem.
      Abraços!

      Excluir
  7. OLá, Bia..sim,entendi o porquê de fazer uma festa de casamento...concordo que o casamento virou um grande evento comercial,tanto que há uma mega-produção para a sua realização , eu creio que nada mais lógico que a festa/cerimônia de casamento combine com o padrão financeiro e de vida dos noivos,somente o essencial e o indispensável , sem abrir mão do amor e do romantismo, pois, é bem isso mesmo, no fim das contas, o que conta é a alegria dos noivos,familiares e dos convidados,felicidade autêntica e mútua, e isso basta...parabéns à ti e ao casal...Obrigado pelo carinho, belos dias,beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felis!
      Pensando no que escreveu, pensar no essencial e indispensável deveria ser a nossa base de vida. Muitos transtornos financeiros deixariam de existir se pensássemos assim. Demorei anos para aprender essa lição, mas acho que aprendi, rsrsrs!
      Amor creio que ambos tem, pois vejo que evoluíram emocionalmente juntos e esse é um bom indicativo de amor. Quando não há amor, um diminui o outro, ou somente um sobressai. Já a combinação amor e romantismo é mais a minha cara, kkkk! Mas um festejo desses sempre tem seu quê de doçura...
      Agradeço as felicitações, abraços!

      Excluir
  8. Bia, você foi perfeita. O que importa é o real amor e o clima de alegria. Confesso que não sou adepta a festas de casamento (rss). Para mim, é chique um casamento para familiares e poucos amigos, bem íntimo, com a saída dos noivos, logo depois, para a viagem. Por mais que se elabore uma festa, sempre há quem saia falando mal, ignorando a razão maior de sua realização. Alguns pais gastam o que não podem para satisfazer desejos "malucos" das filhas (kkkk). Faça a festa como planejou, em clima de harmonia e tranquilidade. E que sua filha seja muito abençoada em sua união. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marilene! Já eu confesso que adoro festas de casamento, kkkk, claro, as que são autênticas e alegres. Mas há uns 7/8 anos não vou em uma, kkkk. Achei muito chique mesmo sua descrição para casamento. A característica íntima traz a ideia de que somente quem gosta de verdade da gente estará presente, pois colegas, conhecidos existem às pencas, mas gente torcendo por nós...
      Comentei isso com minha filha esses dias, por mais que busquemos observar os detalhes, sempre sairão pessoas insatisfeitas, seja por inveja, gostos diferentes ou por costume, mesmo, kkkk! Trabalho em meio a professoras, sei bem como a língua do povo é! kkkk
      Agradeço, abraços!

      Excluir
  9. Também não acho muita graça em casamentos gigantes.Acho que legal mesmo é fugir para casar kkkkkkk. Gostei de saber que dezembro é o novo mês das noivas, mas se eu me casasse nesse mês acho que dispensaria o vestido e casaria de biquini mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alê!
      Admito que um dos casamentos que mais gostei foi de um primo quando eu tinha 14 anos, e foi dos grandes, mas não é da decoração, comida ou roupas que lembro, sim do clima de alegria e amor que existia na festa, foi demais! Isso é o que marca de verdade! (ah, sim, estão de fato juntos e felizes até hoje)
      Fugir pra casar? kkkkk Que ótima ideia!!! kkkkkkk
      Ri muito com seu comentário sobre o traje do seu casamento, kkkk, como o calor que faz... vai que você lança uma nova e ousada moda? kkkkk
      Abraços!

      Excluir
  10. OI BIA!
    MUITO BEM PENSADO, OS CASAMENTOS HOJE EM DIA MAIS PARECEM EVENTOS CUJO ÚNICO OBJETIVO SEJA A OSTENTAÇÃO. LEGAL MESMO EU ACHO, É CASAR NUMA PRAIA, NO VERÃO É CLARO, PORQUE AQUI, ESTÁ UM FRIO DE DANAR. PARABÉNS A FILHA QUE SEJA UM LINDO CASAMENTO COM A VERDADEIRA FINALIDADE, UNIR DUAS PESSOAS QUE SE AMAM.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Zilani! Obrigada pelas felicitações e concordo contigo, há uma distorção hoje de sentimentos e do que deve ser comemorado de verdade! Eu fico feliz em datas em que as pessoas que amo estão felizes, kkkkk! Abraços!

      Excluir
  11. Eu li isso, Bia. E realmente é mais proveitoso ser em dezembro parando pra pensar... rs E adorei o post. Felicidades pra sua filha e pra essa família que ela tá formando. Que corra tudo bem e seja uma linda festa. bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio! Obrigada, rsrsrsrs, temos ainda alguns meses de organização e expectativa, rsrsrsrs! Abraços!

      Excluir
  12. Olá, Bia Hain
    Que tenhas um fim de semana bom.
    E um dia das Mães, maravilhoso. Confesso, que não tenho mais a minha, ao meu lado aqui na terra. Mas, tenho a esperança de reencontrá-la um dia, em algum lugar de tempo e espaço, por que creio na ressurreição, em nome de Jesus Cristo.
    Um abraço, para você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, José, obrigada pela lembrança. Também acredito que aqueles que amamos muito e já partiram um dia estarão conosco de novo, em um lugar de paz.
      Abraços!

      Excluir
  13. Olá, Bia.

    Simplicidade e afeto, eis o que tem importância. Reunir quem de fato importa e celebrar o amor. O resto é o resto.

    Um abração e um feliz dia das mães.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Antonio, que palavras lindas e consistentes... um afago no coração muito bem vindo no Dia das Mães. Simplicidade e afeto são sempre apaziguadores nesse mundo louco em que vivemos.
      Abraço, e obrigada pela lembrança.

      Excluir
  14. Bia, fiz um comentário e... na hora de publicar, deu o pane: não sei para onde foi o dito!
    Eu dizia que por aqui, em Portugal, também há festas de casamento alicerçadas na opulência, que faz saltar aos olhos o que se tem, ou se faz de conta que tem, e não se parece ter em conta a verdadeira essência da celebração: o amor de duas pessoas e seu desejo em fazerem uma vida em comum.
    Chega-se ao ponto de pedir empréstimos, para custear a boda, que parece imitar cena de filme americano e não tem alma.
    Enfim...
    O que interessa, numa festa em que se celebra o amor e o início de uma nova vida, sua filha já tem: seu amor e sua vontade genuína em fazer tudo para lhe proporcionar momentos felizes: uma festa com alma.
    :)

    bjn amg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carmem!
      Fico um pouco irritada quando faço um comentário e ele simplesmente some, rsrsrsr... o outro nunca fica a mesma coisa, rsrsrs.
      Interessante o que disse... ainda hoje fui com minha filha fechar o fotógrafo, e a atendente mostrou um álbum muito bonito, cheio de vida. Explicamos que gostamos de fotos espontâneas, que ilustrem a alegria da festa, e então ela comentou que nesse casamento do álbum era tudo muito simples, mas que os noivos estavam tão felizes que as fotos ficaram tão lindas a ponto de fazerem esse álbum de amostra.
      É como disse... sem alma, de nada adianta ostentação, fica tudo muito superficial, artificial.
      Obrigada pelo carinho, abraço!

      Excluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.