quarta-feira, 8 de junho de 2016

Gentilezas e desconfianças

Obs 1: contém comentários sobre os filmes A Fera, Hitch e Comer, Rezar, Amar.
Obs 2: quero agradecer as felicitações por conta do meu aniversário, sintam-se abraçados um a um!


imagem daqui

Esses dias uma colega falando sobre seu novo affair contou seu primeiro encontro a dois: em agradecimento, o moço tocou uma música sertaneja (que ela gosta) que tinha tudo a ver com o momento, levou um espumante em um baldinho de gelo, uma rosa e bombons finos, entre outros gestos subsequentes. Em seguida, ela comentou: "hummm... deve ter alguma coisa errada. É bom demais pra ser verdade. Ou acho que já estou acostumada com ruindade mesmo, homem que deixa esperando, que faça sofrer".

Fiquei espantada e lembrei de ter ouvido alguns rapazes dizendo que mulher gosta de homem que não se importe e mostre um certo desprezo. Imaginava ser uma absurda impressão deles, mas depois dessa... Fiquei pensando se a interpretação da menina seria: 1 - medo de se apaixonar e sofrer; 2 - desconfiança de que há algo a ser ocultado com tanta gentileza; 3 - gosto por homens ruizinhos, mesmo. E fiquei com receio de que a terceira opção estivesse correta. Acho estranho pessoas preferirem ser maltratadas.

No filme "A Fera" (inspirado em A Bela e a Fera),  apesar de fraquinho, kkk, há uma cena em que o personagem estuda como confeccionar uma estufa de rosas e faz para agradar a amada. No filme Hitch, Will Smith estuda a "vítima" de seus "clientes", homens tímidos que não sabem como abordar uma mulher, para que consigam se aproximar com segurança e gentileza, deixando claro que só ajuda quem deseja um relacionamento sério, com o objetivo de quebrar a postura defensiva das mulheres.

Não sou a favor de manipulação ou melação, mas não é o que vejo nesses casos. Desenvolver uma habilidade que agrade, se interessar em conhecer os gostos, ser gentil com o outro, vejo como gestos de carinho, atenção, cuidado... vira manipulação quando é feito só por interesse ou como moeda de troca.

Uma cena que me encanta está no filme Comer, Rezar, Amar, baseado em uma história real, quando o personagem de Javier Bardem leva um suco anti-ressaca para a personagem de Julia Roberts após uma noitada de festa. Mesmo sem terem nenhum relacionamento ele se preocupou com o bem estar dela e vejo isso como uma gentileza ímpar. *-*


imagem daqui


Admiro essas pequenas delicadezas e tenho em minha memória algumas especiais - um retrato feito a lápis, mensagens inesperadas, flores e corações via whats, chocolate que ele sabe que eu gosto... como não amar? Valorizo muito esse tipo de pormenor... Parei de tentar compreender a fala da colega e observarei onde a história vai dar, pois onde vi tentativas de tornar encontros especiais, ela vê algo errado. Talvez eu seja uma boba e ela tenha razão em desconfiar... ou talvez  ela esteja colaborando para alimentar o crescimento populacional de homens babacas e egoístas.

Depois as mulheres reclamam!

20 comentários:

  1. Oi Bia, na minha opinião prefiro ficar com a sua primeira alternativa:medo de se apaixonar e sofrer. Na maioria das vezes nos doamos muito numa relação. E temos medo da sua segunda (desconfiança de que há algo a ser ocultado com tanta gentileza) alternativa se concretizar.
    E parabéns pelo aniversário.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Liene, bom vê-la por aqui! Concordo contigo, especialmente quando já tivemos alguns relacionamentos ou sofremos por amor o medo vem e é natural, um mecanismo de autoproteção (desde que não seja excessivo), pois confiar pressupõe correr o risco. Só não compreendi muito bem mesmo a fala dela de gostar da ruindade, pois não foi falado com ironia, mas com verdade. Tem gosto pra tudo, né? kkkkk
      Abraços!

      Excluir
  2. Deixa de ser moeda de troca quando o amor vem como força nas veias, e tudo que se faz é impulsionado de forma absolutamente abnegada! É raro, mas existe! abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ives, concordo plenamente contigo e tenho certeza de que amor de verdade, existe! E que quando existe fazemos de tudo para fazer o outro feliz de uma forma muito autêntica, genuína! :) Abraços!

      Excluir
  3. Olá, Bia... tudo "in-riba" comigo...penso que , de um passado não tão distante para cá, há muita gentileza mecânica, aquela que funciona como um simples facilitador da convivência social ou para início de um relacionamento . A falta de pessoas identificadas com a verdadeira gentileza, verdadeira virtude e que saibam , de início, respeitar os sentimentos e o bem estar alheios acaba fazendo com que, até quem não esteja inserido no contexto, se torne motivo de desconfiança .Importante é retomar a "ideia" de que alguns /algumas pessoas realmente merecem ser melhor observados atentamente, para sabermos se é ruindade mesmo. Alguns são melhores em certos aspectos; outros, em outros e o fato das pessoas diferirem geram muitos atritos de confiança(s)...
    Obrigado pelo carinho, belos dias,beijos!
    ps:sorry, se duplicou, triplicou o comments,travou a minha net...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Felis,que bom estar tudo bem com você! Tem razão, mais uma vez me pego pensando se não sou ingênua demais, rsrsrsrs. É fato que no fundo sei que grande parte das pessoas age somente por interesse e conveniência pessoal,nesse sentido,consigo compreende-la. E no fundo torço para que as pessoas prefiram carinho e cuidado genuínos a pessoas mesquinhas, mesmo sabendo que talvez essas sejam preferidas por demandar menos auto cobrança de retribuição, mas a que preço? Abraços!

      Excluir
  4. Oi Bia,
    Eu nunca fui muito melosa, não gosto; mas não admito atraso.
    Posso estar errada, mas quem não liga é por que não está levando a vida ainda a sério. O dia que encontrar alguém que amar chegará antes do ou no horário certo.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dorli,há muito sentido na sua linha de pensamento, ou seja, se a pessoa se importa, então a tornará prioridade. Por outro lado conheço algumas pessoas com um senso temporal defeituoso, kkk, quero dizer,se for uma característica pessoal,pode não significar necessariamente descaso... agora se a pessoa não costuma se atrasar e isso acontece em relação à gente, de fato, passa a ser estranho. Abraços!

      Excluir
  5. Oi Bia!
    Acho que ela nunca conheceu um homem gentil, achou que estava sonhando e ficou com medo de acordar kkk
    Simples assim!
    Bjssss amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk, ótima linha de pensamento, quem não tem medo de acordar, né? Eu conheço um homem que sabe ser gentil e não por acaso sou apaixonada por ele, o medo de acordar faz parte, mas o amor é maior. Abraços!

      Excluir
  6. Essas "pequenezas" são vitais, Bia. Concordo plenamente com vc. Claro que há homens babacas que usam isso para iludir ou enganar, mas não são todos. E nada melhor do que um pequeno gesto para agradar quem se ama. E sobre os filmes, esse A Fera é horrível e Hitch é ótimo! Já Comer, rezar e amar eu não vi. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sérgio!
      Penso que as grandezas não fazem o menor sentido sem as pequenezas, rsrsrs. Não sou a favor de comparações nem de generalizações, grandes injustiças são cometidas dessa forma, em todos os sentidos.
      O filme A Fera é adolescente demais e deixa a desejar para a história original, embora eu goste da parte da estufa, rsrsrsr.
      Abraços!

      Excluir
  7. Bia,

    Imagine só que recentemente um homem me procurou do nada, encontrou meu email, disse coisas lindas, escreveu por 3 dias seguidos coisas lindas e reclamou que eu pouco dizia. No momento que resolvi responder os emails tão gentis ele praticamente sumiu, e a desculpa é que é muito ocupado. Ou é louco ou sou eu, mas antes que seja eu, prefiro não acreditar. A sorte no amor é rara e quem a encontrou que trate com muito carinho.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sissym! É compreensível o que deve ter sentido. Imaginei vários motivos para a atitude do homem, das positivas às negativas, porém penso que um dos requisitos para a confiança é a coerência, que não houve aqui, não é? Entendo mesmo... e não acreditar é um meio coerente de se proteger. Acho lamentável que às vezes precise ser assim, principalmente se tiver sido com alguém que poderia dar certo. Se hoje precisasse me abrir para um novo alguém teria extrema dificuldade em acreditar, mas tenho meu amor e como diz, procuro tratá-lo com muito carinho pois sei o quanto esse sentimento é raro, algo que valorizo muito e espero que ele sinta assim.
      Abraços... espero que encontre quem mereça, valorize e seja coerente com sua abertura e seu generoso coração. :)

      Excluir
  8. Bia, por aqui, diz-se - " ou já fizeste ou estás para fazer ...",relativamente às atenções masculinas. Está no ADN feminino como escudo (triste). Acho que, como em tudo, as generalizações são injustas.
    Sejamos felizes,sem escudo.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nina, concordo contigo, generalizações correm sério risco de serem injustas, em qualquer campo. Viver na defensiva é mesmo triste e quando um se fecha por autoproteção é possível que os dois percam uma grande chance de ser feliz.
      É preciso tempo para que cada um elabore seus sentimentos e se mostre de verdade antes de tomar decisões precipitadas com medo do sofrimento, não é mesmo? Paciência é grande companheira do amor. :)
      Abraços!

      Excluir
  9. Bia, Vale um beijo de aniversário atrasado? =)
    Vale sempre, com certeza.
    É tão bom a gente descobrir coisas boas assim, romantismo no seu melhor, à flor da pele ;)
    Ainda se encontrará......
    bj amg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carmem, claro que vale, adoro! :) Obrigada pelo carinho!
      Acho que o romantismo é bom quando atrelado à inteligência, gentileza, sensualidade, cumplicidade... eu já encontrei o meu, coisas boas nunca estarão fora de moda.
      Abraços!

      Excluir
  10. Boa tarde Bia,
    Estou a sorrir sobre o assunto, que é muito sério.
    É que hoje já me passou pela cabeça a expressão: "tanta gentileza, que significará"? rsrsrsrs. Quando a esmola é grande o pobre desconfia, diz um ditado.
    No caso de sua colega talvez nunca tenha tido alguém que a mimasse assim e estará com receio que seja apenas um sonho bom que depois se poderá transformar em pesadelo. No entanto há que confiar. Deus queira que termine tudo em bem,))!!
    Como falou da sua curiosidade sobre os Noivos de Santo António deixo quatro links:
    A lenda:
    http://lifestyle.sapo.pt/vida-e-carreira/em-foco/artigos/tradicao-de-noivas-de-santo-antonio-com-origem-em-tabuaco

    Noivos de Santo António de Lisboa como começaram as cerimónias:
    https://www.noticiasaominuto.com/pais/604133/casamentos-e-santo-antonio-uma-tradicao-que-hoje-se-volta-a-cumprir

    Ontem os noivos nas marchas populares de Lisboa:
    http://www.maisfutebol.iol.pt/fotogaleria/55819bf40cf22927cf71c046/marchas-populares

    Os melhores momentos das marchas do desfile de ontem que acontecem todos os anos na noite de Santo António (dia 12) no centro da cidade, Avenida da Liberdade:

    http://www.vip.pt/marchas-de-lisboa-2016-os-melhores-momentos-na-avenida.

    Espero que aprecie. Depois me conte;)).
    Beijinhos e uma boa noite.
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ailime! O curioso é que ao que me parece ela já esteve com alguém que a tratava bem mas gostou mesmo de outro dessa linha ruinzinho... aí é que não dá para entender... mas quem sou eu para julgar?
      Conheço o ditado "quando a esmola é demais o santo desconfia"... mas talvez as pessoas fossem mais felizes se acreditassem que merecem amor e que bom tratamento não é algo fadado a acabar. :)
      OLhaaaa, uma aula sobre o dia de Santo Antonio em Portugal!!! Verei com calma, com certeza!!! Por aqui a tradição é fazer simpatias, deixar o santo de castigo, fazer bolo com medalhinhas... eu já acreditei nessas coisas, kkkk, hoje acho interessante como herança cultural, mas não acredito mais em seus potencial. Acredito que quando o amor chega de verdade, nada é capaz de mudar isso, nem o santo, kkkk!
      Abraços, e obrigada pelas partilhas!

      Excluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.