domingo, 13 de novembro de 2016

Cientificamente comprovado?

Você já ouviu falar do Dr. Masaru Emoto?



Fotógrafo japonês e escritor de livros como Hado: mensagens ocultas na água, Masaru desenvolveu experimentos com o intuito de comprovar o poder da palavra e vibrações positivas. No experimento do vídeo, ele distribuiu arroz com água em três potes iguais. Para o primeiro emitiu diariamente boas vibrações e palavras como "obrigado"; para o segundo, sentimentos ruins e palavras como "idiota"; o terceiro pote simplesmente foi ignorado.

Após 30 dias, o resultado foi impressionante: no pote que recebeu coisas boas, o arroz fermentou e soltou um cheiro agradável; o das vibrações ruins apresentou coloração escura e desagradável; o pior resultado foi no pote desprezado, que embolorou. Há vários experimentos similares publicados no Youtube realizados por pessoas comuns que chegaram ao mesmo resultado.

Em outro experimento, testou diferentes focos de intenção em moléculas congeladas de água e descobriu que aquelas que receberam palavras como "obrigada" e "eu te amo" tinham belos, simétricos e complexos padrões moleculares de flocos de neve em tons vibrantes. Já a água congelada que recebeu pensamentos negativos como "eu te odeio" ou "você faz tudo errado" tinham padrões moleculares incompletos, distorcidos e assimétricos com cores apagadas e turvas. 

Masaru ressalta a importância de pensar no impacto que provocamos através de palavras e sentimentos especialmente em crianças. Quem me conhece sabe o quanto abomino o desprezo. Um artigo científico ---> aqui mostra que ódio e amor nascem na mesma região, são a demonstração de um sentimento, mas o desprezo magoa muito por demonstrar insensibilidade, ausência de cuidado. E quem sobrevive sem cuidado? 

Apesar de questionado em seus métodos que segundo os cientistas, foram realizados sem as condições protocolares que caracterizariam as experiências como confiáveis, acredito sim no poder das vibrações sensíveis e no impacto que causam nas pessoas. Temos tendência a refletir o que recebemos no ambiente (basta conviver com alguém carrancudo/reclamão ou alegre/grato junto conosco para perceber), mas também temos condições de desenvolver uma postura empática e reverter sentimentos ruins.

Esses dias minha filha chegou tarde e muito cansada por trabalhar a semana toda em um festival da cidade. Quando foi tomar banho, arrumei sua cama, abasteci o climatizador com água, liguei para refrescar o quarto (estava calor) e coloquei um copo de água fresca na mesinha. Quando saiu do banho, ela me abraçou com os olhos cheios de água e disse, "obrigada mãe, era disso que eu estava precisando". Nesse momento, alguém duvidaria que o amor faz bem?

Bom, eu cubro até o cachorro de madrugada quando vou ao banheiro, kkkkkkkkkkk!!! Como já disse em outro post, aprendi a gostar de cuidar do outro com o meu pai, mas isso é assunto para um próximo post.

Eu concordo com a teoria do Dr. Masaru, e você?


Para pensar...
    
"Para abrir os olhos da alma, é preciso ficar cego para o mundo do egoísmo, cujos habitantes na verdade não possuem inteligência, embora vejam a si mesmos como donos de uma suprema esperteza."  

carlos cardoso aveline, trouxe do blog da chica "instantes aos domingos"



uma fofurinha do pinterest! :)


24 comentários:

  1. Como tu,. concordo com essa teoria..Jogar coisas boas só pode fazer bem e isso é visível.Por vezes um simples sorriso nos mostra! E claro que esse carinho com tua filha é lindo! Quem é mãe,MÃE MESSSSSMO, como coração de MÃE, o faz! Adoro! bjs, linda semana,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Chica, é verdade! Um sorriso sincero, alegre, empático e/ou acolhedor faz milagres por um dia ruim. Sorrir quando os pensamentos ruins tomam conta da gente também alivia a sensação de peso.
      Sempre procurei ser uma mãe e nem por isso minha filha é egoísta e mimada. Aliás, gosto muito de cuidar, me faz bem perceber que o outro fica melhor com um gesto gratuito, um abraço, um olhar amoroso... espero poder cuidar melhor do meu amor.
      Abraços!

      Excluir
  2. Que post incrível Bia!
    Eu já ouvi falar nos experimentos do dr Masaru citado por outra pessoa em uma palestra.
    Você descreveu tão bem. Sempre acreditei e procuro por em prática o "as palavras têm poder".
    Já fiz postagens falando de quão descuidados estamos com nosso vocabulário, com nossa bela língua portuguesa, enfim, com as palavras em geral, reproduzindo gírias, modismos, sem nem ao menos refletirmos no significado.
    Desde pequenos ensinei meus filhos a não dizerem "estou morrendo de fome". Há muitas pessoas no mundo morrendo por falta de alimentos; nós podemos estar famintos, famigerados, com uma fome gigante, mas não morrendo.
    Espalhar boas palavras, com sentimentos bonitos só nos faz bem e a quem as recebe também.
    Há tanta reclamação solta por aí... palavras amorosas são inesquecíveis!
    Ah e o que dizer desse cuidado de mãe com a filha?! Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana!
      O que achei ainda mais impressionante foi perceber que pessoas comuns realizando o mesmo experimento chegaram a resultados semelhantes. Isso mostra que Masaru não manipulou os resultados, o que seria simples.
      Muito interessante seu ponto de vista sobre pensar antes de proferir as palavras, tem razão, não pesamos o impacto que podem causar à nossa volta. Já li em vários livros o quanto manter o pensamento focado em coisas boas melhora nossa qualidade de vida (embora isso possa parecer difícil em alguns momentos), e já diz a cultura oriental: "não jogue suas palavras no vento". Pensarei melhor em nossos vícios de linguagem.
      Já espalhar palavras boas, isso procuro fazer. Elogiar sempre que possível, desde que com sinceridade e sem interesse, e guardar comentários negativos e depreciativos sempre que possível. Por que não? Faz bem pra gente também.
      Vejo o quanto cuida bem dos seus queridos. Penso que quando cuidamos bem de alguém com amor sincero, esses gestos ficam bem guardados na memória do coração. :)
      Abraços!

      Excluir
  3. Só quem já conviveu com gente amarga e arrogante sabe a paz que é se livrar disso. O amor abre portas e não pede nada em troca, apenas existe e se espalha naqueles que o querem receber e, claro, espalhar também. O bem nos faz bem sempre. Assim como o mau também nos faz mau. É o espelho da vida... Um post lindo!
    Uma linda semana, beijos!
    Chorei ao ler o que vc fez com sua filha... doçura maior não existe.
    Engraçado, Bia, que muitos acham que somos feito pedra, que por sermos sobreviventes a tantas desafetos nos tornamos autossuficientes e sem necessidade de ajuda ou atenção... Que pena, né? E precisamos tanto de momentos de carinho e atenção...
    Agora, sim, uma linda semana, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Clara, tem razão... usou uma palavra no qual pensei enquanto escrevia o post, "espelho". O ser humano tem essa tendência a ser espelho e por esse motivo é tão importante ter posse da própria subjetividade, porque podemos inconscientemente "refletir" o que recebemos de bom, mas também o contrário, e o diferencial é justamente farejar atmosferas que não nos fazem bem e nem percebemos.
      Gosto muito de fazer pormenores como o que fiz para minha filha, me faz bem. Gosto de perceber que um cuidado gratuito com o outro tornou o dia dele, melhor.
      Sabe, em março do ano passado, conversando informalmente com minha psicóloga quando entregava uma encomenda (terminei o tratamento há anos), nem me lembro por quê ela disse: "Bia, você precisa estar com quem queira te ajudar e cuidar de você. Conheço sua história toda, sempre ajudou e cuidou de todo mundo sem esperar algo troca, mas agora precisa receber também, ou sua fonte de amor vai acabar se esgotando, e sua doçura vai se perder. E não precisa ter medo de ficar mimada ou dependente, pois isso não faz parte de sua personalidade".
      Creio que essa fala vai muito de encontro com o que comentou sobre autossuficiência. Buscamos ser fortes e responsáveis por nossos problemas, mas somos amorosas também, pessoas amorosas são sensíveis, e sensibilidade precisa de carinho, atenção e cuidado para se manter saudável. Mas são coisas que não se pedem, claro.
      Abraços! Espero que alguém cuide bem do seu coração. :)

      Excluir
  4. Oi Bia, bn!
    Eu acredito que realmente haja uma troca. Energia boa, gera coisas boas, energia ruim, gera coisas ruins. P/falar a verdade, eu ando fugindo (sem desprezar) das pessoas "baixo astral" pq já notei que as coisas ficam um pouco contaminadas depois desses contatos. Quando eu falo pessoas "baixo astral", estou falando de pessoas que reclamam de tudo, que se consideram as mais infelizes do mundo e não daquelas que chegam perto da gente só precisando de um conforto.
    Resumindo:
    P/confirmar a tese, vou fazer o teste do arroz! kkk
    Bjsss e uma semana bem maravilhosa p/vcs é o que desejo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dinha!
      Quando li seu comentário automaticamente lembrei das pessoas que parecem eternas vítimas, que não conseguem enxergar nada de bom, seja em sua vida, seja no outro. Histórias tristes, perdas, decepções, existem na vida de todo mundo, mas alguns usam isso para justificar sua postura de coitadinha/o. Uma vez vi um vídeo do Pd. Fábio onde ele classificava essas pessoas como aborrecidas e citou o exemplo: "Se você corta o cabelo, pergunta por que você cortou o cabelo; se você não corta o cabelo, pergunta, "por que você não corta o cabelo?", rsrsrrs é mais ou menos isso. Passo longe, ou se é inevitável o convívio (ambiente de trabalho sempre tem, rsrsrs), procuro sorrir e nunca discutir ou tentar convencê-la das coisas boas da vida - não adianta, kkkkk, é semente para reclamarem mais, kkkk!
      Se fizer o teste do arroz me conta o resultado!
      Abraços!

      Excluir
  5. Olá,Bia, boa noite...sorry, não tinha ouvido falar-ainda- do Dr. Masaru Emoto, tive que pesquisá-lo, ...sim,apesar de ser questionado cientificamente , também acredito no poder das vibrações e no impacto que causam nas pessoas. Acredito piamente que tudo no Universo está interligado. Aquilo que fazemos para as pessoas ou ambientes voltam igualmente para nós. Uma hora a nossa ação-positiva, negativa ou desprezo- tem um resultado.
    Por outro lado, é natural querer o melhor para si mesmo, pensar em si próprio em primeiro lugar, e pouco demonstrar preocupação em relação às necessidades alheias,mas < seu exemplo prático,com a sua filha > é possível sim dar pequenos passos , com amor e sem egoísmo, que poderão mudar a nossa vida e de nossos pares ,para melhor...
    Parabéns pela postagem!
    Agradeço pelo "arrastão" de leitura em meu blog,adoro!
    Pelo carinho de sempre, feliz semana,belos dias,abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Felis!
      Sim, tudo tem um resultado, inclusive as energias que recebemos. Por esse motivo, quanto melhor nos mantemos, menor a chance de nos deixarmos atingir pelo que não é saudável, pelo que nos fragiliza.
      Fazer o bem tem impacto positivo, mas como bem lembrou,"é natural querer o melhor para si mesmo, pensar em si próprio em primeiro lugar". Vivemos sempre nesse dilema, pensar em si mesmo em demasia é egoísmo, mas quando somos generosos em excesso abrindo mão de nós mesmos, geramos ressentimento dentro da gente, o que traz amargura.
      Por esse motivo penso que o ideal é estarmos sempre que possível próximos de pessoas que nos amem e valorizem a ponto de nos ajudar a sermos generosos conosco também sem culpa, onde haja uma troca equilibrada e gratuita, sem cobranças, joguinhos ou negociações o tempo todo, pois em geral o generoso é sempre generoso (achando que deveria ser ainda mais) e o egoísta sempre se faz de vítima e nunca está satisfeito.
      Procuro valorizar bastante as pessoas que são generosas pois sei como são raras. Tenho dificuldades em me colocar em primeiro lugar, mas não acho que isso deveria ser tratado como defeito. Penso que trocas de atenção e carinho sinceros fazem bem a ambos os lados, e as pessoas que amo terão sempre o melhor de mim se compreenderem isso. Quando sou generosa e carinhosa com quem amo penso que os ajudo a perceber como são amados e especiais e isso torna as pessoas mais alegres, confiantes e seguras. :)
      Abraços, obrigada pelo carinho!

      Excluir
    2. Olá, Bia.,boa noite...sim, é como eu disse para uma amiga da blogosfera em off, há quem não conhecemos pessoalmente e sentimos/percebemos que tem o dom de dar carinho e ser generosa. É o seu caso! Ser alguém que se importa e mostra afeição faz bem não só a quem recebe , mas a nós mesmos também.E todos + alegres, confiantes e seguras. Obrigado pelo carinho, Belo domingo, belos dias,abraços!

      Excluir
    3. Felis, obrigada, que bom que o meu carinho transparece de forma genuína. Considero você um amigo, como tantos outros aqui - não citarei nomes para não esquecer ninguém, kkkk - as quais pareço conhecer muito melhor que algumas pessoas do convívio cotidiano.
      É bom perceber que as pessoas que amamos estão bem - alegres, confiantes e seguras. Já pessoas egoístas, quando se sentem assim, aí é que "se acham" e pisam nos outros mesmos, ou se aproveitam, rsrsrs... então por mais generosos que possamos ser, aprendi que é preciso observar quem merece todo o nosso cuidado.
      Abraços!

      Excluir
  6. Claro que concordo, Bia. É inevitável. Por mais que não tenha comprovação científica, é um fato que a gente sente. Vc colhe o que planta, mesmo que de vez em quando essa teoria falhe. E que bom que vc voltou. ;) bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sérgio!
      Quando a teoria falha é que é o problema, kkkkk!!!!! Perdemos a esperança quando temos a impressão de que fazemos tudo certo em vão. Mas se entregar, agindo como se não valesse a pena confiar e espalhar o que é bom, nos tornaria só mais um na multidão. Ainda acredito que escolher o amor ainda pode fazer a diferença, com tantas pessoas "emboloradas" por aí.
      Abraços!

      Excluir
  7. As moléculas do nosso corpo escutam as palavras, então nunca é demais evitar pessoas que insistem em falar do vazio! abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ives, muito bem colocado!!! E quando desenvolvemos um certo feeling, percebemos pessoas vazias de longe: excessivamente capitalistas, críticas e/ou donas da verdade. Ninguém é bom o suficiente, ou ninguém é tão bom quanto elas, ou precisam ser sempre os/as melhores em tudo.
      Somos feito de moléculas... que sejam movidas de afeto e alegria!
      Abraços!

      Excluir
  8. Bom dia, querida Bia!
    São Tiago tinha toda razão! Palavras de bênçãos é o melhor uso da língua....
    Bjm muito fraternal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rosélia! Há quem não compreenda o papel dos santos na vida dos católicos... é mostrar, com esse conhecimento cotidiano, as simplicidades da vida que valem a pena.
      Já "desarmei" muitas pessoas egoístas e/ou arrogantes com palavras abençoadas, rsrsr. Que não nos falte compaixão e sabedoria.
      Abraços!

      Excluir
  9. Bia, não tenho a menor dúvida que amor gera amor, gentileza produz gentileza e que, em última análise, o contexto ou circunstância determina a resposta que recebemos quando interagimos. Para mim não existe a menor dúvida!
    Beijinhos, querida e muito obrigada pela sua gentileza ao comentar os meus textos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nina, seu blog é como um passeio pelo mundo, rsrsrs, adoro!
      Acredito no amor e na gentileza, embora compreenda que em alguns momentos (e com algumas pessoas) perder a paciência pode ser salutar e necessário, especialmente quando a paciência é vítima de abuso.
      Meu amor sabe ser amoroso e gentil, minha filha sabe ser amorosa e gentil, meus amigos são muito amáveis comigo... amo estar perto deles e retribuir é tão gostoso quanto receber.
      Abraços!

      Excluir
  10. Boa noite Bia,
    Não conhecia as experiências do Dr. Masaru Emoto!
    Achei fascinante e fui-me lembrando de tantas coisas que na natureza se não forem cuidadas no devido tempo morrem. Água a mais ou a menos prejudica as plantas, por exemplo. Lembro do carinho com que meu avô materno fazia suas sementeiras e se regozijava com elas quando davam fruto! Quem tem flores sabe que se falar com elas e lhes prestar atenção elas ficam mais mimosas!
    Bons sentimentos geram bons sentimentos e tudo deve ser feito com amor!
    Miminho lindo para sua filha. Tão bom quando a mãe sabe o momento oportuno para dar colo.
    Acredito, sim, na teoria do Dr. Masaru Emoto.
    Parabéns por mais um excelente artigo.
    Beijinhos e bom fim de semana.
    Ailime


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ailime, sua lembrança sobre seu avô me fez lembrar minha avó cuidando de suas plantinhas, rsrsrs! como não tenho um jardim presto bastante atenção aos meus bonsais, estão lindos e viçosos, precisam de água, carinho e luz todos os dias, assim como nós - tudo na medida certa, como bem colocou.
      "Tão bom quando a mãe sabe o momento oportuno para dar colo." Creio que quando nos mantemos sensíveis às pessoas que amamos conseguimos perceber quando está feliz, triste, amarga, deprimida, cansada... prestar atenção no outro parece perder cada vez mais espaço com os interesses da atualidade, e gera uma lacuna que só será percebida depois. Busco dar todos os colos que posso a quem precisa, faz bem.

      Excluir
  11. Olá, Bia.

    Somos seres imateriais, vivendo uma experiência material. Assim, somos energia espiritual e tudo que emana de nós é energia. Palavras, pensamentos, mentalizações energizam, positiva ou negativamente tudo e todos que nos cercam.

    Um abração e bom domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Apon, tem razão... as aulas de Filosofia ressaltam muito essa dualidade do ser humano, mas tantas vezes não nos damos conta do seu alcance. Somos seres sensíveis, refletimos o que recebemos... o que escreveu me fez pensar que quando morava com meus pais, embora os ame muito, não me sentia à vontade, porque pensava diferente e tinha meu pensamento reprimido... resistia à refletir o que eu vivia ali, e isso causava um conflito interno constante, de rejeição e culpa.
      Viver num ambiente onde a energia local esteja em sintonia com a nossa energia traz conforto e segurança imensos.
      Abraços!

      Excluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.