sexta-feira, 8 de setembro de 2017

#8Óculos e Desprogramação reticular


Esses são meus óculos atualmente. Na verdade minha vista é muito boa para meus 42 anos, rsrsrs, o meu de grau é bem fraquinho (0,75 de astigmatismo), uso bem pouco em casa, mas faz uma boa diferença quando vou ao teatro ou cinema. 

E sobre desprogramação reticular, alguém já ouviu falar?

Trazemos informações ancestrais adquiridas em tempos em que a humanidade precisava fugir de leões ou matar o outro para sobreviver, gravadas na retina, que interferem em nossos pensamentos e atitudes. Essas informações ativam nosso cérebro reptiliano, responsável por nosso instinto defensivo funcionando em demasia. Reações de medo como luta, fuga ou paralisação diante dos problemas, escolhas e desafios são oriundas desse mecanismo e responsáveis por atitudes - ou omissões - muito mais desastrosos do que benéficos.

É possível reverter esse quadro através da desprogramação reticular de uma maneira muito simples: estudos comprovam que manter um programa de gratidão durante um ano é capaz de desprogramar as informações reticulares equivocadas, colocando à nossa frente os sentimentos e intuição ao invés do instinto, que é mais uma resposta do ego.

Funciona assim: pegue um caderno, blog, bloco de notas no celular, o que for, marque a data e comece escrevendo dez motivos pelo qual é grato. Todos os dias - sem falhar - leia a lista e anote um novo motivo. Pode-se inclusive agradecer pelo que almeja e ainda não tem.

Já participei em mais de um momento de projetos de gratidão mas eu nunca soube qual era o motivo científico pelo qual essa atitude fazia a diferença. E como a vida é dinâmica, resolvi começar de novo, abrindo uma página para isso, mais por diversão, mesmo, visto que já fiz esse exercício por um ano em 2015. Gostaram da dica? Quem sabe não é esse o plus que está faltando para sua vida engrenar?


Para terminar, mais duas fotos, uma tentando fotografar com o cão estranhando meu óculos, kkkkk...


...Outra oficial!







12 comentários:

  1. Lindas fotos com óculos e adorei a carinha do cachorro te olhando,rs,.. Interessante valorizar as gratidões... beijos, lindo fds! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Chica! Ele é um barato, muito expressivo com os olhos, rsrsrs! Abraços!

      Excluir
  2. Oi VaneBia, muito interessante essa desprogramação !
    Minha vista é uma incógnita entre astigmatismo, hipermetropia e manchinhas ( mosquito) se for para o bem da visão, vou fazer esse tratamento , ah vou !
    Valiosa informação.
    Ficou linda com os óculos, e seu dog soube apreciar !

    beijinhos, bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Zizi! De fato não sei afirmar se é eficiente para aprumar a visão, mas com certeza ajuda a diminuir os níveis defensivos. O medo ano passado me fez permitir que os sentimentos negativos voltassem a dominar parte do meu território interior que estava livre do medo e feliz, e o resultado não foi dos melhores.
      Obrigada pelo carinho abraços!

      Excluir
  3. Vc fica bem com eles querida

    Um bom final de sábado
    Desejando a vc tudo de bom
    Deixo uma frase que gosto
    ❝A beleza vaga, quase sempre, como um crepúsculo que se move em direção ao mar.❞♡☼⁀⋱‿✿★☼⁀⋱‿✿★♡♡
    Malu Silva

    Abraços Rita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, rita, obrigada pelo carinho de sempre! Frase inspiradora! Abraços!

      Excluir
  4. Não passo sem meus óculos para ver ao perto, porque depois dos 40 são inevitáveis. Nenhum drama. Ao longe vejo lindamente ...vá lá!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nina, é verdade, o desgaste natural da passagem do tempo impele ao uso desses auxiliares em algum momento. Em geral enxergo bem, inclusive de perto, só para manter o foco à distância por longo período torna-se cansativo e o óculos ajuda. Como você é estilosa, fiquei curiosa para ver como são seus óculos, rsrsrs! Abraços!

      Excluir
  5. Gostei mais da foto do teu filho de olhando. Bonitinho. hahaha Eu uso óculos há um tempão, mas nem lembro o grau... Preciso pra ler,dirigir e ver tv melhora...Ou seja, acabo usando quase sempre. rsrs bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio, sabe que eu nem imaginava que você usava óculos? Falou bem, Petisco é como um filho mesmo, e tem um ciúme da mãe... kkkkkk! Abraços!

      Excluir
  6. Desprogramação reticular? Nunca havia ouvido falar e estou achando muito interessante isso.
    Você me instigou a querer saber mais! Falta-me disciplina para seguir um programa assim.
    Aliás, não consegui nem mais participar do programa semanal de gratidão sugerido e cuidado pela Elaine.
    Por outro lado estou seguindo firme um estudo sobre compaixão e tenho conseguido fazer as meditações sugeridas. Já é um progresso!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Eu também conheci recentemente o assunto"desprogramação reticular", embora já esteja lendo há algum tempo sobre nosso cérebro reptiliano, ô danado difícil de dominar!!!
      Também por motivos que não vem ao caso acabei deixando o projeto semanal de gratidão, mas sabe o que é interessante? A meu ver é mais fácil seguir o programa diário, pois acaba virando uma rotina. O projeto semanal demanda lembrar de nossas gratidões e se não anotamos acabamos esquecendo momentos importantes.
      Com certeza estudar sobre o que for e meditar quanto tempo for já constituem iniciativas maravilhosas, que expandem a consciência tirando -nos da zona de conforto.
      Abraços!

      Excluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.