domingo, 12 de novembro de 2017

"Se ocupe com medos reais"




Conheci recentemente Jout Jout no programa Fora da Caixa (muito bom!) da Globosat e me tornei sua superfã pela capacidade que tem de ser quem é, simplesmente, e sua autenticidade se traduz em bom humor.


Nesse vídeo, Jout fala dos medos reais, aqueles que são de fato passíveis de preocupação no momento adequado - vale lembrar que o sentimento de preocupação ilustra falta de fé e portanto, não é adequado nunca, kkkkkkk, mas somos humanos né?! Porém, se a preocupação faz parte do nosso cotidiano até aprendermos a lidar com ela, será que estamos utilizando um filtro para perceber quais medos são reais ou gastando energia, tempo e vida com medos imaginários?

Claro que os medos existenciais fazem parte, pois vivemos na terceira dimensão, e portanto, a questão do tempo está inserida em nossa vida e pensar no fato de como olharemos para nossa história daqui a alguns anos - se com alegria e satisfação ou se com amargura e arrependimento - é necessário para que possamos nortear ações, pensamentos e principalmente, sentimentos, do hoje.

Porém, o vídeo me faz pensar quantas vezes nos perdemos alimentando a cabeça com inúmeros medos criados pelo nosso inconsciente com 99,9% de chance de não se concretizarem e que podem travar nossa vida pelo simples fato de acreditarmos neles, de criarmos fantasmas e confiar que são vivos e que podem nos fazer mal.

Quem nunca? Em qual medo você acreditou que teve impacto em sua vida para depois perceber que não era real?



******



Gente, para não sobrecarregar o blog com assuntos  extrafísicos criei um blog chamado Desperta Luz, um complemento do canal do YouTube, onde são tratados assuntos relacionados com expansão da consciência, terapias holísticas, instrumentos para autoconhecimento, origem emocional das doenças... quem tem interesse em novos conhecimentos e melhor qualidade de vida está convidado clicando ---> aqui. Esse blog precede a abertura de um portal de cursos livres no qual estou trabalhando nas horas vagas.

21 comentários:

  1. Beleza de recado..Chegam já os reais...Pra que criarmos outros? bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beleza de recado foi o seu, Chica - sucinta e certeira, como sempre. Por que complicamos? Abraços!

      Excluir
  2. Olá, querida amiga Bia!
    Fui movida pelo grande medo e hoje estou em processo de grande libertação para outro tipo de determinação em minha vida. vou atrás dos meus sonhos custe o que custar sem a ninguém prejudicar.
    Seja feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rosélia!
      Muito bem colocado, o medo também pode mover, desde que não nos enclausure dentro de nós mesmos. Por outro lado, ao tamanho da opressão corresponde o tamanho da liberdade, se houver a determinação de ir atrás dos sonhos. Não por acaso em algumas ocasiões só quando perdemos a liberdade conseguimos valorizá-la e buscá-la verdadeiramente.
      Abraços, sempre na grande torcida por sua felicidade e flores em seu caminho.
      Abraços!

      Excluir
    2. Obrigada, minha doce amiga do coração... Beijinho fraternal

      Excluir
  3. Mai um ótimo presente vc nos oferta, Vane, teu novo espaço altamente motivador.Gostei demais dos assuntos e irei visitá-lo mais atentamente. Tenho muito interesse pelos temas lá apresentados.

    Parabéns e muitas venturas em tuas realizações.
    Bjinho,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Calu!
      Será muito bem vinda no Desperta! É fruto de meses de estudos contínuos, convidando a um novo olhar sobre a vida, com foco no bem cuidar do mundo interior que por conseguinte, impacta em toda a nossa realidade.
      Abraços!

      Excluir
  4. Respostas
    1. Oi, Francisco, concordo contigo! Abraços!

      Excluir
  5. A realidade já tem sua cota de medos para nos assustar. Se atemorizar com irrealidades, demonstra imaturidade emocional e grande falta de noção. Xô medos!

    Um abraço e uma semana sem medos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Apon! O medo coloca lentes de aumento nas dificuldades, e tem razão, aprender a lidar com ele faz parte do amadurecimento. Cada um tem sua cota de aprendizado de acordo com a herança de parâmetros que traz da infância e história de vida, com perseverança e coragem conseguimos separar e isolar o irreal. Abraços!

      Excluir
  6. Bia querida, Vane linda, eis-me aqui novamente...rsrs
    Quando se fala de preocupação, SOU EU!!
    Mesmo depois de 20 anos de carreira o meu maior medo é chegar atrasada nas audiências, fico em um pânico incontrolável até hoje e na maioria das vezes tudo corre bem, mas o pré-medo acaba me martirizando e me consome...
    Difícil né?
    Mas estou tentando controlar isso!!!

    Gostei muito do programa Fora da Caixa, em especial o vídeo que você coloquei no artigo!
    Muito sábio e bem explicadinho!!
    Também acompanharei o seu novo Portal, Despertar Luz , que está lindo e com assuntos que fazem muito bem e trarão uma luz especial na vida da gente! Que surpresa linda! Obrigada!!

    Um super beijo querida!!
    Linda semana! :)))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana!
      Imagino sua situação, quando gostamos de apresentar um bom trabalho nos cobramos e o profissional é perfeito para refletir nosso medo de falhar, talvez por esse motivo um dos meus trabalhos escolhidos é como artesã. Preciso atender a expectativa do cliente, mas ainda assim é uma profissão que cria uma atmosfera mais leve, o que se reflete no meu cotidiano e visão de vida.
      O vídeo do post é do YouTube da Jout Jout, mas assinantes da Globo conseguem assistir os programas do Fora da Caixa, que falam sobre jovens empreendedores, Muito interessante!
      Será muito bem vinda no Desperta, os temas ali tratados sempre estarão voltados para expansão da consciência e promoção do bem estar global, espero que sejam úteis! :)
      Abraços, cuide-se bem!

      Excluir
  7. Boa tarde Bia,
    Que artigo tão interessante, como sempre.
    Na verdade o nosso subconsciente nos traz alguns medos irreais e que nosso organismo traduz em medos "reais". Não sei se estou certa, mas refiro-me às fobias e outros medos do género.
    O que importa mesmo é irmo-nos conhecendo melhor e enfrentar as realidades para afugentar os nossos fantasmas que estão por detrás destes factos. Não é mesmo?
    Já bastam mesmo os reais, como doenças graves e coisas do género. Sofrer por antecipação também não vale;)).
    Um beijinho e continuação de boa semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ailime!
      Admiro seu conhecimento! O subconsciente (ou inconsciente, ambos referem-se à mesma parte do cérebro) é o responsável por nossos medos, sendo nossa base de dados construída a partir de nossas experiências especialmente na infância, e como disse repercutem no organismo, produzindo sensação como depressão, angústia, ansiedade. Tanto que uma das formas de mudar a condição do medo é mudar a resposta fisiológica, ou seja, comandar o organismo para reagir de outra forma - esse é um dos meios de combater o medo na origem.
      O duro é que, enquanto não "limpamos" os medos do inconsciente, ou seja, "afugentarmos os nossos fantasmas", estes comandam nossa vida mesmo que não seja de nossa vontade consciente.
      Sofrer por antecipação, de acordo com a visão da mecânica quântica, é produzir um estado desfavorável que aumenta a probabilidade das coisas darem errado.
      Vamos nos ocupar com medos reais e em mudar nossos padrões negativos!
      Abraços!

      Excluir
  8. OI VANE!
    TODOS TEMOS NOSSOS MEDOS DE "ESTIMAÇÃO" DIGO ASSIM PORQUE NA MAIORIA DAS VEZES NOS ACOMPANHAM POR UMA VIDA TODA SEM QUE NEM SAIBAMOS O QUE REPRESENTAM DE VERDADE.
    HÁ QUE VENCÊ-LOS OU SEREMOS SEUS ESCRAVOS PARA SEMPRE.
    VISITEI TEU PORTAL E GOSTEI MUITO, ASSUNTOS INTERESSANTES LI O QUE FALA DOS CHAKRAS E PRETENDO VOLTAR E LER MAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Zilani!
      Muito interessante a forma como falou sobre os medos de estimação, é verdade, nos acostumamos com eles a tal ponto que nem sabemos o que representam.
      Venho há um bom tempo me dedicando a "limpar" esses medos e admito que dá um trabalhão... você puxa um medo e vem vários ligados à memória que estavam "escondidos"! Que coisa!
      Mas estou quase zerando meus saldos, rsrrss.
      Que bom que gostou, será muito bem vinda no Desperta! Estou fazendo, entre outros, um curso específico de funcionamento de chakras, haverão outras postagens sobre o assunto em breve.
      Abraços!

      Excluir
  9. Eu continuo a viajar de avião mas tenho mesmo medo e para mim é real embora os acidentes de carro sejam muito mais frequentes.
    Difícil de controlar, não é?
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elisabete, o medo de avião é bem frequente, talvez pelo impacto que causam quando acontecem. Andei em uma viagem apenas, e adorei, principalmente a companhia, rsrsrs, mas penso que o medo de perder a vida é natural. Ainda bem que você continua a andar de avião, não se deixou paralisar! Abraços!

      Excluir
  10. Já a "conheço" há um tempinho. Ela é ótima mesmo!!!! Indo conhecer seu novo blog. bjsa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sérgio, uma figura, o tipo de pessoa que eu gostaria de ter como amiga, rsrsrs! Abraços!

      Excluir

Gosto de conhecer pontos de vista. Não deixe de expressar o seu! Farei o possível para responder.
Obs: a moderação está ativada.